Painel Implicante

A PF concluiu que Temer recebeu ao menos R$ 31,5 milhões por participação em organização criminosa

Para embasar a segunda denúncia de Rodrigo Janot contra o governo Temer, a Polícia Federal calculou em R$ 31,5 milhões o total de “vantagens indevidas” recebidas por Michel Temer nos esquemas que partiam do PMDB da Câmara Federal. A quadrilha incluiria peemedebistas de peso como Eduardo Cunha, Henrique Eduardo Alves, Geddel Vieira Lima, Moreira Franco e Eliseu Padilha – metade deles encontra-se preso no momento da redação deste texto.

A origem dessa fortuna seria:

  • R$ 500 mil – Rodrigo Rocha Loures
  • R$ 10 milhões – Odebrecht
  • R$ 20 milhões  – Diretoria de Internacional da Petrobras
  • R$ 1 milhão – Coronel João Baptista Lima Filho, amigo de Temer

É motivo de sobra para um processo de impeachment contra o presidente da República. Mas a lentidão da Justiça, e o desgaste político do dispositivo, faria com que o resultado de um processo assim só fosse conhecido já nas eleições de 2018. E, ao que tudo indica, o eleitor está disposto a resolver este problema na urna.

Nunca inseriu um código de desconto no Cabify? Experimente usar o código "IMPLICANTE" e ganhe 50% OFF (com desconto máximo de R$ 20) em 3 corridas.

To Top