Notícias

A pedido do PT, JBS teria comprado o voto de deputados para evitar o impeachment de Dilma

A informação é de O Antagonista.

17 de abril de 2016, votação do Impeachment de Dilma Rousseff na Câmara dos Deputados - Foto: Evaristo Sa / AFP

Como já estava óbvio, a delação dos donos da JBS/Friboi não se resume ao áudio de ontem nem às acusações contra Aécio Neves. O grupo, que tornou-se gigante mundial nos últimos anos, teria sido beneficiada por facilidades de órgãos públicos, como o BNDES, que por sua vez é subordinado ao governo federal.

E agora começam a vazar outras partes da delação. Segundo publica O Antagonista, Guido Mantega teria mandado o deputado João Bacelar procurar a JBS para comprar o voto de deputados a fim de evitarem o impeachment de Dilma. Segue trecho:

“Que Bacelar apresentou então uma lista de não menos do que 30 deputados dispostos a votar em favor de Dilma, em troca do pagamento de propina solicitada de até 5 milhões de reais para cada qual”

Ainda como noticiado no site, Joesley Batista concordou em comprar 5 deputados a R$ 3 milhões cada um, tendo pago parte desse dinheiro.

Fonte: O Antagonista

To Top