Notícias

Balança comercial tem pior resultado semestral em 18 anos

Importação de combustíveis e queda nas exportações trazem o primeiro resultado negativo desde 2001

lula_248

Transcrição da matéria apresentada ontem no Jornal da Globo:

O Brasil já foi declarado autossuficiente em petróleo, mas foram as compras de combustíveis lá fora que estragaram a balança comercial brasileira na primeira metade do ano.

Foi o primeiro mês sem contabilizar as contas do petróleo do ano passado. Em junho, a balança comercial pendeu para o lado brasileiro. O destaque são as exportações de bens manufaturados, como automóveis, e a soja processada.

O superávit de US$ 2,4 bilhões no mês aponta um cenário um pouco melhor do que o visto no acumulado do ano. De janeiro a junho, as importações cresceram, enquanto as exportações caíram. O saldo ficou negativo em US$ 3 bilhões. É o primeiro resultado negativo desde 2001 e o pior registrado no período desde 1995.

Os US$ 4,5 bilhões em petróleo e derivados importados em 2012 só foram contabilizados esse ano. Além disso, a Petrobras teve uma queda de produção e acabou exportando menos e importando mais. Tudo isso contribuiu para o mau desempenho da balança comercial.

O economista Sérgio Vale, da MB Associados, lembra que o baixo crescimento da economia mundial e os elevados custos de produção no Brasil dificultam uma retomada das exportações brasileiras. “É a questão estrutural que a gente tem relacionada a commodities, uma China crescendo cada vez menos e um fator que é mais grave, que é o estrutural de manufaturados. O Brasil está perdendo competitividade a cada ano no mundo, que está se tornando cada vez mais competitivo”, diz.

Apesar do semestre fraco, as previsões para este ano ainda são de fechar as contas no azul.  “A balança apresenta uma recuperação nesses últimos dois meses e há uma tendência de reversão desse déficit. A nossa expectativa é de superávit ao final de 2013”, afirma Tatiana Prazeres, secretária de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento.

(grifos nossos)

Notícias Recentes

To Top