Notícias

Câmara oficializa semana de 3 dias e Marco Maia (PT-RS) diz que quem é contra não tem “inteligência emocional”

Reportagem da Folha de S. Paulo:

A página no Twitter do presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT-RS), foi invadida nesta quinta-feira (18) por manifestações indignadas de internautas contrários à decisão da Casa de só realizar votações às terças, quartas e quintas-feiras.

Embora essa seja uma prática dos deputados, a Câmara aprovou ontem mudança no regimento interno para que as sessões deliberativas, em que a presença dos parlamentares é obrigatória, ocorram apenas três vezes por semana.

Há mais de 120 comentários criticando a decisão só no início desta tarde, mas as críticas na página do petista começaram desde a aprovação da mudança. São frases do tipo “são pessoas como você que me fazem ter vergonha de ser brasileiro” ou “daqui a pouco os deputados vão querer fazer home office”.

Apesar da enxurrada de críticas, o deputado não respondeu aos ataques. Há internautas que sugerem ao deputado reduzir os salários dos parlamentares proporcionalmente à diminuição na jornada de trabalho.

Maia trocou farpas ontem com o deputado Rubens Bueno (PPS-PR), que negou ter apoiado a proposta. Líder do PPS, Bueno disse que o partido votou contra a aprovação da mudança e classificou a medida de “gazeta” na Câmara.

Em nota direcionada a Bueno, Maia disse que a reação do deputado é “mais um devaneio de quem desconhece o regimento da Câmara e a prática legislativa”.

Sem justificar os motivos para a mudança, Maia diz na nota que o parlamento brasileiro “é um dos que mais aprova no mundo” e afirma que, se o deputado tivesse “inteligência emocional” procuraria se informar sobre o funcionamento do Congresso em outros países.

“O Legislativo brasileiro é um dos poucos que funciona cinco dias por semana durante o ano todo. O desconhecimento do deputado talvez esteja baseado na sua própria prática de considerar apenas a atividade parlamentar a presença em plenário, o que não é a realidade da maioria dos parlamentares que hoje atua na Câmara dos Deputados”, afirma Maia na nota.

MUDANÇA

A alteração no regimento formaliza o esvaziamento das sessões realizadas nas segundas e sextas-feiras no plenário. A proposta foi assinada pelo presidente da Casa, Marco Maia (PT-RS), e pelos demais integrantes da mesa diretora da Câmara.

A votação no plenário foi feita de forma simbólica, ou seja, sem que os deputados precisassem colocar no painel um posicionamento contra ou a favor do projeto.

As regras anteriores definiam que as reuniões ordinárias deveriam ser realizadas, em todos os dias úteis, de segunda a sexta-feira. O texto aprovado pelos deputados reduz a realização dessas sessões para as terças e quintas-feiras, iniciando-se a partir das 14h.

Na prática, a mudança do regimento impossibilita que ocorra votação às segundas e sextas.

A proposta aprovada ainda abre a possibilidade para que às segundas e sextas-feiras sejam feitos debates, porém sem “ordem do dia”, o que também impede a votação dos projetos que aguardam para serem apreciados no plenário.

As sessões de homenagem também poderão ser feitas após os debates por um prazo não superior a 30 minutos quando não o homenageado não for uma autoridade.

(grifos nossos)

Comentário

Procuramos indícios da “invasão” na página oficial de Marco Maia no Twitter, mas às 18:50 (a matéria da Folha foi publicada às 18:11), a atualização mais recente é de 4 dias atrás. Ou o deputado apagou os tweets postados pelos internautas indignados em sua página ou a repórter não faz a menor idéia do que é ter a “página no Twitter invadida” – coisa que até o próprio Maia parece conhecer: em 2011, o deputado postou uma foto sensual de uma garota no Twitter e posteriormente alegou invasão em sua conta.

Mais Lidas

To Top