Implicante

/ Notícias

30 de novembro de 2011

Comissão de Ética da Presidência recomenda demissão de Lupi

white 15 Comissão de Ética da Presidência recomenda demissão de LupiKindle

lupi camara mentira size 460 Comissão de Ética da Presidência recomenda demissão de Lupi

Em toda a história da Comissão, Lupi foi o único ministro a merecer recomendação da punição máxima prevista pelo órgão – duas vezes. Reportagem da Veja Online:

A Comissão de Ética Pública da Presidência decidiu, por unanimidade, nesta quarta-feira, encaminhar à presidente Dilma Rousseff um pedido de exoneração do ministro do Trabalho, Carlos Lupi. De acordo com o presidente do grupo, Sepúlveda Pertence, a defesa apresentada pelo ministro sobre irregularidades em convênios na pasta não foi convincente.

“As explicações não foram satisfatórias ao juízo da comissão”, disse Pertence. “Houve uma resposta inconveniente para um ministro de estado”. Pertence disse que o documento com o pedido de demissão já foi encaminhado à Presidência e a palavra final é de Dilma Rousseff. A comissão também aplicou uma advertência ética ao ministro.

Lupi é o único ministro da história da Comissão de Ética Pública da Presidência que sofreu esse tipo de pedido. Pior: é a segunda vez que o Planalto recebe a recomendação de demiti-lo. Em 2007, ainda no governo Lula, a comissão avaliou que Lupi deveria ser exonerado por acumular o cargo de presidente do Partido Democrático Trabalhista (PDT) e o de ministro. Na ocasião, Lupi teve que decidir entre a presidência da legenda e o ministério, e preferiu continuar ministro.

A decisão da comissão se baseou no Decreto 6029/2007, que trata da apuração de prática de ato em desrespeito ao Código de Conduta da Alta Administração Federal e ao Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder Executivo Federal. O texto diz que, se o órgão concluir pela existência de falta de ética, poderá haver “encaminhamento de sugestão de exoneração de cargo ou função de confiança à autoridade hierarquicamente superior ou devolução ao órgão de origem, conforme o caso”.

Caso - Reportagem de VEJA revelou que caciques do PDT comandados por Lupi transformaram os órgãos de controle da pasta em instrumento de extorsão. A situação do ministro piorou depois que ele mentiu em depoimento no Congresso Nacional sobre viagem ao Maranhão em 2009. O ministro negou que tenha viajado no King-Air providenciado por Adair Meira, presidente de organizações não-governamentais (ONGs) que tem contratos milionários com a pasta. Fotos e um vídeo desmentiram o ministro.

Na edição desta semana, VEJA mostrou que assessores do ministro cobravam propina em troca de liberação de registro sindical.

(grifos nossos)

Comentário

Dilma poderia ter poupado a si própria do vexame, tivesse demitido Lupi quando surgiram as primeiras denúncias. Resta agora saber se fará como Lula, que ignorou solenemente a recomendação da Comissão de Ética Pública em 2007 e garantiu o mesmo Lupi no cargo.

compartilhe

Tópicos , ,

2 Comentários

  1. alexandre1 de dezembro de 2011 às 20:30

    Se não aceitar o parecer do Conselho de Ética, é melhor fechar o órgão ! Afinal, serve para que ?

  2. Laurence da Costa1 de dezembro de 2011 às 14:10

    Pelo que acabo de ler na internet a presidenta vai desconsiderar a recomendação.
    Por que será que esse senhor tem tanta força no governo? Sabe demais?…
    E que se dissolva essa comissão se ele realmente for mantido no cargo.
    (Parabéns pelo Blog, acompanho diariamente)

Publicidade
Publicidade