Notícias

Corrupção nos Esportes: Dilma endossa?

Parece que sim, infelizmente. Leiam trecho da reportagem da Folha Online, voltamos em seguida, com aqueles comentários de sempre etc.:

Perco um colaborador, mas preservo um partido‘, diz Dilma – A presidente Dilma Rousseff empossou nesta segunda-feira (31) Aldo Rebelo no Ministério do Esporte no lugar de Orlando Silva, que deixou o governo em meio a denúncias de corrupção na pasta. “Perco um colaborador, mas preservo um partido“, disse Dilma. Aldo e Orlando são do PC do B. (…) O novo ministro ainda saiu em defesa de seu partido. “Meu partido não está acima das críticas, está aberto a aceitar os reparos e a procurar a corrigir deformidades e desvios, mas constitui a continuidade de uma herança histórica, a luta pela igualdade, pelos direitos, pela democracia.” (…) A crise no Ministério do Esporte teve início após a denúncia de um esquema de desvio de recursos do programa Segundo Tempo, que dá verba a ONGs para incentivar jovens a praticar esportes (…) Após ser confirmado na pasta, Aldo cancelou sete convênios do programa Segundo Tempo. Os contratos suspensos somam R$ 9,4 milhões e alguns deles envolvem instituições ligadas ao PC do B citadas em escândalos nos últimos dias.” (grifos nossos)

Comentario
A culpa DIRETA E ABSOLUTA de Orlando Silva, como partícipe do esquema, é algo que caberá ao judiciário decidir. De fato e inequivocamente, porém, houve corrupção no ministério por ele comandado e o esquema beneficiou entidades ligadas a seu partido, o PCdoB. Motivos bastantes para que fosse – e foi – afastado.

Mesmo governistas empedernidos, portanto, concordaram (não sei se agora ainda concordam) que tal partido teria sim culpa no cartório (não todos seus integrantes, mas uma turminha considerável). E há evidências, ainda, de que o esquema tenha começado com Agnelo Queiroz, antes do PCdoB, agora do PT e governador do DF.

O que Dilma diz diante disso? Trata o ministro demitido de forma elegante (ok, é o protocolo…), mas deixa claro, objetivo e expresso o mais inquietante de tudo: PRESERVA O PARTIDO. Sim, esse partido.

Dificilmente ela falaria isso por ironia fina, de modo que podemos situar tal fala no campo do ato-falho no sentido psicanalítico mais óbvio. Em suma: rodou o boi de piranha e a manada continua intacta.

Que bela faxineira!

Mais Lidas

To Top