Implicante

/ Notícias

9 de setembro de 2011

Embaixador dos EUA afirmou que corrupção era generalizada no governo Lula

white 15 Embaixador dos EUA afirmou que corrupção era generalizada no governo LulaKindle

 Embaixador dos EUA afirmou que corrupção era generalizada no governo Lula

O site Wikileaks divulgou essa semana uma carta do embaixador americano no Brasil Thomas Shannon ao procurador-geral de Justiça dos EUA, enviada há um ano e meio, em que ele afirma que a corrupção no governo do Brasil era “generalizada e persistente”. Matéria do Estadão, por Jamil Chade:

A diplomacia americana considera que a corrupção durante o governo de Luiz Inácio Lula da Silva era “generalizada e persistente” e atingia todos os Três Poderes. A avaliação foi revelada em uma carta enviada há um ano e meio pelo embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Thomas Shannon, ao procurador-geral americano, Eric Holder.

Na carta, que servia como uma preparação para a visita de Holder ao Brasil, Shannon fez ainda um raio X da Justiça brasileira, acusando-a de “despreparada” e “disfuncional”. O documento foi revelado esta semana pelo WikiLeaks.

Essa não é a primeira revelação sobre os comentários da diplomacia americana sobre a corrupção no Brasil. Documentos de 2004 e 2005 revelaram a mesma preocupação e mesmo o risco de os escândalos do mensalão acabarem imobilizando o governo.

Mas o que fica claro é que, mesmo no último ano do governo Lula, a percepção americana não havia mudado sobre a presença da corrupção na administração. E o fenômeno não se limitaria aos Três Poderes. Segundo Shannon, as forças de ordem também seriam prejudicadas por “falta de treinamento, rivalidades burocráticas, corrupção em algumas agências e uma força policial muito pequena para cobrir um país com 200 milhões de habitantes”.

Outra constatação da diplomacia americana foi sobre os problemas enfrentados pela Justiça no Brasil. “Apesar de muitos juristas serem de alto nível, o sistema judiciário brasileiro é frequentemente descrito como sendo disfuncional, permeado por jurisdições que se acumulam, falta de treinamento, burocracia e atrasos”, escreveu o embaixador.

Para Shannon, “polícia, procuradores e juízes precisam de treinamento adicional” no Brasil. “Procuradores e juízes, em especial, precisam de treinamento básico para ajudá-los a caminhar em direção a um sistema acusatório mais eficiente”, escreveu.

Cooperação. A preocupação não se limita a comentários distantes sobre a situação no Brasil. Shannon deixa claro que são os interesses americanos que podem sair prejudicados. “Com seu crescente papel econômico e diplomático, os interesses americanos em termos de Justiça no Brasil também aumentam, já que o incremento do comércio, viagens, comunicação e finanças no Brasil também trazem oportunidades de exploração criminosa.”

O diplomata aponta que a cooperação na área de Justiça com o Brasil é considerada no governo Obama como uma das prioridade para permitir que os Estados Unidos “atinjam seus objetivos na América do Sul”. Para isso, sugere programas para o treinamento de juízes e policiais para lidar com o crime organizado.

A ajuda não seria desinteressada. “Procuradores e juízes precisam treinamento especializado em áreas de especial interesse para os EUA: gangues, crime organizado, drogas, tráfico de pessoas e lavagem de dinheiro”, escreveu.

(grifos nossos)

compartilhe

Tópicos

3 Comentários

  1. Sidney19 de setembro de 2011 às 18:32

    O embaixador americano no Brasil Thomas Shannon afirma que a corrupção no governo do Brasil era “generalizada e persistente”. eu tenho certeza que nada mudou no atual Governo, continua os mesmos.

  2. Razumikhin11 de setembro de 2011 às 10:46

    Lula é um porco!

  3. Caps9 de setembro de 2011 às 13:41

    Ah, sabe o que eu acho mais curioso? É aquela defesa desbragada que o Lula fez de Julian Assange. Disse que aquilo sim era liberdade de imprensa. Ah, mas quando a Veja publica fotos de Dirceu entrando em seu cafofo com figurões do governo Lula/Dilma… isso não pode! É crime! Enfim, mesmo que a Veja tenha cometido algum crime (uma hipótese a ser discutida), qual a diferença seria entre este crime (da hipótese dirceuzista) e os crimes cometidos por Julian Assange? Pois eles não teriam conseguido esses vazamentos de forma ilegal, clandestina? Qual a diferença entre os crimes de Julian Assange (defendido por Lula) e os outros crimes (supostos ou não): Veja, Rupert Murdoch…?

Publicidade
Publicidade