Notícias

Fraude no seguro-desemprego desvia recursos para servidores e políticos

Auditoria revelou que, no ano passado, pelo menos 812 pessoas receberam o benefício de forma irregular, resultando em um prejuízo de R$ 2,5 milhões.

Do Globo:

segurodesemprego

Um auditoria da Controladoria Geral da União descobriu que, no ano passado, pelo menos 812 pessoas receberam seguro-desemprego de forma irregular: 465 são funcionários públicos, 107 tinham vínculo societário ou exerciam atividade empresarial e 240 foram eleitas e assumiram cargos no Legislativo. As fraudes renderam um prejuízo de R$ 2,5 milhões. Na auditoria de 2013, foram identificados pagamentos indevidos de seguro-desemprego a servidores de vários ministérios, inclusive do Ministério do Trabalho, que tem a missão de controlar os gastos com o benefício. Do total, 148 servidores estão na administração direta, e o restante está distribuído entre bancos públicos, autarquias, fundações e universidades. Entre os empresários que receberam o beneficio, 60 estão em São Paulo; 13, na Paraíba; 11, no Rio Grande do Sul; e dois, no Rio. O seguro também foi pago a três prefeitos, 11 vice-prefeitos e 226 vereadores. Os nomes dos beneficiados não foram divulgados pela CGU.

Mais Lidas

To Top