Implicante

/ Notícias

7 de agosto de 2012

Em um mês, Haddad gasta quase R$ 3 mi em carros de som

Kindle

Também foram contratados mil MILITANTES PAGOS fantasiados de petistas para fazer volume nas andanças do candidato pela cidade

Ainda tentando chegar aos dois dígitos nas pesquisas de intenção de votos, o candidato do PT à prefeitura de S. Paulo gastou em carros de som quase o dobro do que custou toda a campanha do adversário José Serra (PSDB) até agora, de acordo com as despesas declaradas pelos partidos. Matéria da Folha de S. Paulo:

A campanha de Fernando Haddad (PT) à Prefeitura de São Paulo gastou apenas com o aluguel de carros de som quase o dobro do total de despesas declaradas até aqui pelo rival José Serra (PSDB).

O contraste reflete a diferença entre as estratégias dos dois. Os petistas inundam a cidade de propaganda para promover seu candidato, que nunca disputou uma eleição, e os tucanos tentam dosar a exposição do ex-governador.

De acordo com as primeiras prestações de contas entregues ao Tribunal Regional Eleitoral, o PT foi quem mais investiu na disputa: R$ 12,4 milhões. Deste valor, R$ 2,8 milhões foram gastos para tocar o jingle de Haddad em 150 veículos com alto-falantes.

O gasto total da campanha de Serra, que ainda tem presença tímida nas ruas, foi de R$ 1,5 milhão. Os números foram antecipados pela Folha no sábado e detalhados ontem pela Justiça Eleitoral.

O PT desembolsou R$ 2,3 milhões com serviços de terceiros, incluindo a contratação de mil militantes pagos, e R$ 2,8 milhões com a impressão de bandeiras, faixas, cavaletes e panfletos.

“Nosso objetivo é espalhar a foto e o nome do Haddad pela cidade inteira”, resume o tesoureiro da campanha, vereador Chico Macena (PT).

Boa parte do material tem sido entregue a vereadores, especialmente na periferia, onde o partido é mais forte e seu candidato ainda é menos conhecido pela população.

Os petistas ainda declararam repasses de R$ 2 milhões ao marqueteiro João Santana. Outros R$ 100 mil bancaram pesquisas internas.

Serra gastou quase a metade (R$ 684 mil) de seu orçamento declarado com publicidade, a cargo do marqueteiro Luiz Gonzalez. O resto bancou contratação de terceiros, alugueis e outros gastos.

Celso Russomanno (PRB), que lidera as pesquisas com o tucano, informou só ter desembolsado R$ 571 mil. Gabriel Chalita (PMDB) disse ter gasto R$ 197 mil. Soninha Francine (PPS) declarou despesa de R$ 1.150, e Paulinho da Força (PDT), de R$ 7.000.

RIO

O prefeito do Rio, Eduardo Paes (PMDB) informou ter arrecadado R$ 2,88 milhões no primeiro mês de campanha à reeleição. O valor é quase dez vezes a soma das receitas informadas pelos seus seis adversários na disputa.

(grifos nossos)

Comentário

Nada mal para um partido cujo diretório municipal estava proibido de receber repasses do Fundo Partidário até o ano passado, pelo menos.

compartilhe

Tópicos , , ,

Publicidade

Enquete

Escolham os nomes dos dois mascotes olímpicos do Rio:

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
Publicidade