Internacionais

Já são cinco os países da Europa que não aceitam a cota de refugiados imposta pela UE

A Áustria acaba de integrar a lista.

Em que pese o clamor da militância esquerdista, alegando que isso seria o melhor a ser feito, não são todos os países da Europa que concordam com a cota de refugiados imposta pela UE. O grupo, que já tinha Polônia, Hungria, Eslováquia e República Checa, agora também conta com a Áustria.

A quantidade de refugiados recebidos por países europeus é mesmo gigantesca e, por conta disso, diversas crises locais – e políticas – acabaram por ser instauradas. E o aumento do número de atentados, por sua vez, faz com que as pressões sejam mais intensas.

Quem lidera o movimento em favor dos refugiados é a Alemanha, que em breve passará por eleições e o tema é um dos mais fortes de todo o debate.

É cedo para fazer apostas ou especulações, mas ainda assim é nítido que a resistência à recepção irrestrita de imigrantes deixou de ser uma regra e os opositores perderam o receio de assumir publicamente a discordância quanto a isso.

Fonte: Veja

Mais Lidas

To Top