Notícias

Lava Jato: marqueteiro do PT confessa a Moro que mentiu para Dilma Rousseff não ser afastada

E acabou não adiantando.

Essa é uma situação já clássica na Lava Jato. Primeiro, o acusado apresenta argumento que não é exatamente um primor, mas o sustenta durante certo tempo. Então, surgem fatos e provas, tudo se complica e surge uma nova versão.

Foi o que houve com João Santana, marqueteiro de uma campanha presidencial de Lula e das duas de Dilma Rousseff.

Ele disse o seguinte, agora, a Sergio Moro:

“Na época, [estava] ainda atordoado, um dia depois da prisão, e também preocupado com a própria estabilidade política e manutenção do cargo da presidente Dilma. Eu cometi o equívoco, eu menti para a Justiça sobre isso. Por isso, a primeira versão minha, que esses recursos eram todos de campanhas no exterior. Não estava mentindo de todo, porque boa parte dos recursos provinha disso” (grifamos)

E agora a situação fica mais tensa para a petista.

Fonte: Veja

To Top