Notícias

Mais um programa da Globo “esquerdizou” e tem visto a audiência cair vertiginosamente

Enquanto a Globo caía, o SBT subia

Como vem acontecendo com boa parte da grade da Rede Globo, o Tá No Ar, programa que tem em Marcelo Adnet a atração principal, resolveu politizar-se. As piadas, que antes tinham uma pegada non sense, agora buscam passar alguma mensagem política. Contudo, como costuma se dar em toda a classe artística, com um viés grosseiramente de esquerda.

O resultado? Como vem acontecendo com qualquer produto que adere ao “marketing do lacre”, a audiência correu do engodo. Na semana passada, já havia sido observada uma queda de 25%. Neste último 14 de fevereiro, o movimento foi ainda mais intenso.

O Big Brother Brasil concluiu a transmissão com 23.3 pontos na medição do Ibope. O programa seguinte veio recheado de críticas a Donald Trump, a João Doria e a Michel Temer. Quinze minutos após o início do Tá No Ar, a audiência da Globo já tinha caído à quase a metade, com 12.6 pontos, enquanto o SBT subiu de 9.1 para 11.5. Ao final da noite, o humorístico entregou para o Jornal da Globo uma audiência de apenas 11.6 pontos, uma queda de 50%.

Adequar-se às vontades do esquerdismo é mimar um público que execra a TV, execra a Globo e execra o próprio humor em si. Ao assumir tal discurso como norte, a emissora da família Marinho coloca em risco a própria sobrevivência. Que eles percebam o quanto antes a enrascada na qual se metem.

Fonte: Bastidores da TV

To Top