Notícias

Ministra da Cultura autorizou sobrinha cantora a captar R$ 1,9 mi

Notícia da Folha de São Paulo:

O Ministério da Cultura autorizou a captação de R$ 1,9 milhão para a primeira turnê no Brasil da cantora Bebel Gilberto, sobrinha da titular da pasta, Ana de Hollanda.

O projeto “Bebel Gilberto -Sem Contenção” foi apresentado em dezembro passado pela empresa Super Amigos e prevê shows em 11 cidades, além da gravação de um DVD da cantora, que é filha de João Gilberto e Miúcha –irmã da ministra.

Na última sexta-feira, o ministério, que nega irregularidade, autorizou a captação dos recursos em empresas em troca de isenção fiscal. O projeto foi aprovado em março.

Andréa Ferraz, dona da Super Amigos, afirmou que “tem alguns projetos aprovados na Lei Rouanet e nunca precisou de ministro algum para aprová-los dentro das exigências legais”. A Folha não localizou a cantora.

A Lei Rouanet é o principal mecanismo de financiamento da cultura no país e permite que produtores culturais apresentem projetos para buscar patrocínio na iniciativa privada. As empresas podem abater até 100% do valor patrocinado no Imposto de Renda.

O projeto de Bebel Gilberto foi apresentado em 20 de dezembro, mesmo dia em que a presidente Dilma Rousseff formalizou o convite para Ana de Hollanda assumir o Ministério da Cultura.

Segundo o ministério, a legislação proíbe apenas que parentes da ministra apresentem formalmente os projetos, e Bebel Gilberto não é responsável pelo projeto.

 

Comentário

Está evidente que essa enxurrada de notícias negativas sobre a gestão de Ana de Hollanda no MinC é obra de gente do próprio governo e/ou do PT para puxar o tapete da irmã de Chico Buarque, coisa que até a presidente admitiu de forma implícita.

Por isso renovamos o apelo: Caro petista insatisfeito, queremos ser o seu wikilieaks!

Notícias Recentes

To Top