Notícias

Ministro do STF falta a sessão para ir a casamento de advogado cujos processos é relator

O ministro Dias Toffoli faltou a um julgamento no STF para ir à Itália participar do casamento do advogado Roberto Podval. Toffoli é relator de dois processos em que Podval é defensor dos réus. A notícia é da Folha de São Paulo (íntegra para assinantes):

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) José Antonio Dias Toffoli faltou a um julgamento na corte para participar do casamento do advogado criminalista Roberto Podval na ilha de Capri, no sul da Itália. Ele não informa quem pagou pela viagem.

Os noivos ofereceram aos cerca de 200 convidados dois dias de hospedagem no Capri Palace Hotel, um cinco estrelas cujas diárias variam de R$ 1,4 mil a R$ 13,3 mil (de acordo com o câmbio de ontem).

Procurado pela Folha, Toffoli não esclareceu se a viagem, os deslocamentos internos e a hospedagem foram cortesias de Podval. O advogado também não quis falar sobre o assunto.

No STF, Toffoli é relator de dois processos nos quais Podval atua como defensor dos réus. Ele atuou em pelo menos outros dois casos de clientes de Podval.

A legislação prevê que o juiz deve se declarar impedido por suspeição se for “amigo íntimo” de uma das partes do processo. Se não o fizer, a outra parte pode pedir que ele seja declarado impedido.

Um dos criminalistas mais requisitados de São Paulo, Podval é defensor de Sérgio Gomes da Silva, acusado de matar o prefeito petista Celso Daniel; do petista Marcelo Sereno; do casal Nardoni, condenado por matar a filha; e da ex-diretora da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) Denise Abreu.

(grifos nossos)

Comentário

Toffoli foi assessor parlamentar do PT na Câmara dos Deputados e também foi advogado de Lula em três eleições presidenciais. Depois dessa carreira, o então presidente da república, do PT, o indicou ao STF. Agora, já na corte suprema, Toffoli vai a uma festa cujo dono é advogado em dois processos do qual é relator. Os fatos dispensam maiores comentários.

Notícias Recentes

To Top