Internacionais

Na Suécia, deputado “desvia” R$ 3,8 mil em milhas acumuladas e vira escândalo nacional

Aqui, deveria ser igual.

Antes e acima de tudo: a moral não tem preço, de modo que um crime é repudiável independentemente de seu valor. É bom fazer essa ressalva, considerando os tempos atuais de interpretações enviesadas – muitas vezes de propósito. Mas sigamos.

Enquanto nosso país está acostumado com escândalos na casa dos bilhões, e até trilhões já tenham sido mencionados, os suecos mostram porque vivem num país de leis civilizadas.

Isso porque o deputado Tomas Tobé (foto) foi acusado de um desvio. A cifra: R$ 3,8 mil reais (ou cerca de 11 mil coroas suecas). E a acusação é de que tenha empregado o montante em um pacote de amendoim, vinho, água e oito bilhetes de trem para viagens pessoais.

Seria em princípio algo obviamente errado, independentemente do valor, porém são “milhas acumuladas” e a polêmica está aí. Isso também seria dinheiro público? Muitos acreditam que sim, daí o escândalo.

Em tempo: oito passagens, vinho, água e um pacote de amendoim por quase QUATRO MIL reais? As coisas são caras na Suécia.

Fonte: BBC

Mais Lidas

To Top