Notícias

Um único deputado do PT possui 100 servidores na assembleia legislativa de São Paulo

Não foi erro de digitação, ele de fato possui uma centena de assessores trabalhando em seus gabinetes

Desde 2003, a Assembleia Legislativa de São Paulo tem um benefício bizarro: o ex-presidente, ex-1º secretário e o ex-2º secretário da Mesa Diretora podem manter gabinetes extras ativos por até dois anos após a conclusão do mandato. Isso, claro, findaria em anomalias, todas custeadas com dinheiro do contribuinte.

A principal atinge Enio Tatto, do PT. Ele é ex-primeiro secretário. Mas continua no cargo, o que faz dele o atual. A bizarrice é tamanha que o deputado soma ambos os benefícios aos servidores que já possui. E chega ao absurdo número de 100 assessores.

Edmir Chedid, do DEM, vive anomalia semelhante, mas referente ao posto de 2º secretário da mesa, totalizando 81 assessores.

É inacreditável que o sistema permita isso.

Fonte: Folha de S.Paulo

To Top