Implicante

/ Notícias

9 de outubro de 2012

Pizza de Cachoeira: mezza PT, mezza PMDB

white 15 Pizza de Cachoeira: mezza PT, mezza PMDBKindle

 Pizza de Cachoeira: mezza PT, mezza PMDB

PT e PMDB, que comandam a CPI encarregada de investigar as atividades de Carlinhos Cachoeira, resolveram encerrar os trabalhos para que não complicasse para o lado de políticos aliados. Leiam trecho de notícia da FSP, já voltamos:

Acordo encerra CPI do Cachoeira sem investigar políticos – O PT e o PMDB fizeram um acordo para encerrar a CPI do Cachoeira sem levar à frente investigações que poderiam elucidar o envolvimento de políticos no esquema do empresário Carlinhos Cachoeira. Os dois partidos, que comandam a comissão, temem ser atingidos pela continuidade das apurações da CPI –cujo trabalho será retomado hoje, após um mês paralisado por causa das eleições. A Folha apurou que o relator da CPI, deputado Odair Cunha (PT-MG), já avisou ao partido que apresentará seu relatório final em duas semanas, como estipulado pelo calendário da comissão, mesmo que haja pedidos de prorrogação das apurações. O relatório não trará novidades ao que já foi investigado pela Polícia Federal nas operações Monte Carlo e Vegas, que focaram os negócios de Cachoeira, e não nos beneficiários de seus recursos, os quais a CPI se propôs inicialmente a identificar. O esquema, segundo a apuração dos parlamentares da comissão, movimentou cerca de R$ 36 bilhões.” (grifos nossos)

Comentário
Apesar do famigerado Pagot e dos contratos com a Delta, ainda havia apoiador do governo supondo que tal CPI pudesse ser uma “arma” contra a oposição. Não era, não foi e nem seria – tanto que governistas a encerraram antes da batata assar de verdade.

O governador tucano de Goiás se viu enroscado,  mas nem mesmo os petistas foram maioria quanto a jogá-lo à fogueira. Preferiram poupá-lo, para assim também evitar o efeito cascata pra cima de toda sorte de aliados, correligionários e bróderes em geral.

Em vez de fazer o correto, que seria punir TODOS os culpados, preferiram uma grande anistia, daquelas com cheiro de azeite e orégano.

Essa é a hora do militante deixar de ser trouxa e perceber que nós todos somos feitos de idiotas. E mais ainda quem defende essa turma (exceto quando há contrato com estatais, com ou sem licitação, aí não há idiotice, mas sim outras coisas).

compartilhe

Tópicos ,

Publicidade
Publicidade