Notícias

Populismo de Dilma Rousseff na conta de luz custará R$ 62 bilhões; e nós que pagaremos

É o valor da indenização às empresas do setor elétrico, e isso será repassado aos consumidores.

Foto: Felipe Dana / Associated Press

Tratamos o tema desde sempre e o tempo todo avisamos que seria um mau negócio. Em 2013, por exemplo, lembramos que o pacote de bondades estava sendo pago pelo governo (ou seja, por nós mesmos). Voltamos a essa pauta em 2015, quando a própria Dilma Rousseff lamentava as consequências de seu ato.

E agora, a dura realidade.

As concessionárias de energia elétrica serão indenizadas em R$ 62,2 bilhões e isso será cobrado nas contas de luz até o ano de 2025. Sim, isso mesmo: DOIS MIL E VINTE E CINCO.

Mas por que isso? Por barbeiragem populista da sra Dilma, que na Medida Provisória 579/2012, período de eleições municipais, decretou queda de 20% nas contas de luz. As geradoras e transmissoras seriam indenizadas no caso de terem feito investimentos não cobertos. Mas só as primeiras ganharam, as segundas não receberam nada.

Desse modo, as transmissoras receberão o valor atualizado, cujos encargos financeiros chegam a R$ 35 bilhões.

Não existe almoço grátis. Não existe conta de luz grátis. E, neste último caso, todos nós pagaremos.

Fonte: O Globo

To Top