Implicante

/ Notícias

4 de outubro de 2011

Pra quem festeja notícias internacionais sobre o Brasil, aqui vai uma: Financial Times chama Dilma de ‘hipócrita’

white 15 Pra quem festeja notícias internacionais sobre o Brasil, aqui vai uma: Financial Times chama Dilma de hipócritaKindle

size 590 dilma rousseff3 550x412 Pra quem festeja notícias internacionais sobre o Brasil, aqui vai uma: Financial Times chama Dilma de hipócrita

Para Samantha Pearson, jornalista do britânico Financial Times, os últimos conselhos dados por Dilma e Guido Mantega a respeito da crise internacional – que atingiu em cheio as economias européias – soam “hipócritas”. Tudo porque a presidente afirmou que “é difícil sair crise sem aumentar o consumo e crescimento“, o que seria possível através de impostos menos “recessivos”. Em outras palavras, só com a redução na carga tributária é que a Europa conseguiria viabilizar uma solução.

No artigo que pode ser lido aqui (em inglês), a jornalista lembra que o Brasil ocupa a 152ª posição do ranking do Banco Mundial por ter uma elevada carga de impostos.

Em outro ponto, o jornal também mostra a contradição entre o discurso de Dilma contra o protecionismo na ONU e a elevação do IPI dos carros importados no Brasil, poucos dias antes.

Abaixo a síntese feita pelo Portal Terra e publicado no Jornal do Brasil de hoje (4):

O jornal Financial Times afirma nesta terça-feira que os conselhos do Brasil para a crise econômica soam hipócritas e irreais. Segundo um artigo publicado pelo jornal, os avisos da presidente Dilma Rousseff sobre o perigo de a União Europeia adotar impostos restritivos neste momento são contraditórios. O jornal cita o fato de o país estar na 152ª posição do ranking do Banco Mundial por ter carga  pesada de impostos.

O conselho de Dilma teria sido feito nesta última segunda-feira em sua primeira visita à Europa como presidente do Brasil. “No nosso caso, políticas fiscais restritivas extremas apenas aprofundaram o processo de estagnação e de perdas de oportunidades”, teria dito a presidente em referência à crise da América Latina nos anos 80. “É difícil sair da crise sem aumentar o consumo e o crescimento”.

O jornal afirma que os políticos brasileiros recentemente aceitaram o conselho para resolver a crise no país e agora o distribuem aos países desenvolvidos. Segundo o veículo, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, é um dos pioneiros nesta relação e sugeriu, no mês passado, um pacote “excêntrico” dos Brics para socorrer a zona do euro.

O FT ressalta que Mantega falhou ao consultar os países do Brics, como a China que possui a maior parte das reservas estrangeiras do bloco. Segundo o jornal, até mesmo os outros países ficaram surpresos pela sugestão de o Brasil socorrer países como a Itália, que possuí riquezas em serviços e produtos per capita três vezes mais do que o próprio país.

O jornal afirma ainda que Dilma, recentemente, falou sobre a necessidade de combater o protecionismo após aumentar, em 30 pontos percentuais, o imposto para carros produzidos no exterior . Além disso, o FT diz que o Banco Central vem intervindo comprando dólares – a razão pela qual o país tem reservas externas “impressionantes”.

A íntegra pode ser lida aqui.

compartilhe

Tópicos ,

11 Comentários

  1. Paulo Batista9 de outubro de 2011 às 21:29

    Pessoal, por favor, arrumem um desenhista para o Alexandre.
    Ele num tá intendeindu nada…

  2. Antonio Carlos Novelli8 de outubro de 2011 às 20:19

    Essa “Carta Capital” daquele tampinha italiano Mino Carta, é a maior pucha saco do PT!

  3. Antonio Carlos Novelli8 de outubro de 2011 às 19:38

    Porque ela não diz em seus pronunciamentos, que a dívida interna que o PT construiu, esa ultrapassando os três trilhões de reais

  4. Reginaldo Gadelha6 de outubro de 2011 às 20:42

    As máscaras estão caindo…. Que não. demorem…….

  5. Ben6 de outubro de 2011 às 07:34

    A Dilma deveria saber que o “modo de falar” do brasileiro não funciona lá fora.

  6. Caps5 de outubro de 2011 às 11:19

    Aliás, a frase “é difícil sair da crise sem aumentar o consumo e crescimento” é uma dessas platitudes lulianas/acacianas para enganar trouxas. E como enganam! O pior é que eles dizem essas coisas e saem como grandes iluminados.

    Se algum dia você se perder no deserto, lembre-se da seguinte pérola: “Para matar a sede, é preciso beber água!” :-D

  7. Jorge Sahara5 de outubro de 2011 às 11:17

    É Gente quem diria o Brasil dando conselhos a União Européia de como sair de uma crise, Pelo menos o brasileiro sabe bem como se virar com crises, Parabéns Dilma é isso ai não baixe a cabeça para nimguem, torço muito pelo meu Brasil ser cada vez uma potência.

  8. Caps5 de outubro de 2011 às 10:57

    Reparem na quantidade de brasilóides esbravejando na página de comentários do FT: dá-lhe Google Translate, hahaha! Patrulha ideológica tipo exportação…

  9. Thiago5 de outubro de 2011 às 03:31

    Alexandre

    Tu bebe né? É a única possibilidade para fazer esses comentários sem pé e cabeça…

    Isso me lembra a época das eleições, geral falando que o Serra ia privatizar tudo, que a Dilma não ia fazer nenhuma privatização … é, hipocrisia deve ser pré-requisito para ser esquerdista e para conseguir defender o PT…

  10. alexandre4 de outubro de 2011 às 18:07

    Ué mas a Dilma está certa : a solução é mais consumo e investimento. Ajuste fiscal não está resolvendo em nada a crise européia. Vcs são meio esquisitos !

    (Exilado: Esquisitos? Acho que você não deve ter lido o texto direito. Preferiu partir pros finalmente e “contra-atacar” nos comentários. Leia de novo. Em determinado você lerá:
    “No nosso caso, políticas fiscais restritivas extremas apenas aprofundaram o processo de estagnação e de perdas de oportunidades”.
    A contradição é apontada quando a jornalista lembra que o Brasil está na “152ª posição do ranking do Banco Mundial por ter uma carga pesada de impostos“. Isso sem falar no “protecionismo” que Dilma condenou, mesmo adotando medidas protecionistas por aqui. O aumento de IPI para carros importados, você deve lembrar, ou não?
    Falar uma coisa e fazer outra é o quê?
    Quem é o “esquisito” agora? Abraço.)

  11. Nélio4 de outubro de 2011 às 16:33

    Éééé véio… rapadura é doce mas não é mole…

Publicidade

Enquete

Quem você acha que Lula indicaria hoje para o STF?

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
Publicidade