Implicante

/ Notícias

15 de março de 2012

Presidentes do Banco do Brasil e da Previ compram imóveis com dinheiro vivo

white 15 Presidentes do Banco do Brasil e da Previ compram imóveis com dinheiro vivoKindle

Banco do Brasil 114012010220114 550x366 Presidentes do Banco do Brasil e da Previ compram imóveis com dinheiro vivo

Notícia da Folha.com:

O presidente da Previ, Ricardo Flores, usou R$ 190 mil em dinheiro vivo para comprar uma casa em Brasília em 2010. Flores afirma que tomou o dinheiro emprestado de um empresário conhecido, que negou a informação.

Funcionário de carreira que chegou à vice-presidência do Banco do Brasil, Flores assumiu em junho de 2010 a Previ, fundo de pensão dos funcionários do banco, que tem ativos de R$ 150 bilhões.

Depois, comprou a casa de uma dentista por R$ 1,65 milhão. Na semana passada, Flores disse à Folha que pagou R$ 900 mil com um empréstimo da Previ e R$ 750 mil com recursos “disponíveis”. Flores ganha R$ 50 mil bruto por mês.

A dentista Angela Françolin disse que parte do pagamento foi feito em espécie. “Fui um dia, à tarde, buscar na imobiliária. O dinheiro estava num envelope pardo.”

Questionado sobre isso, o presidente da Previ disse que, para completar sua parte, tomou R$ 190 mil emprestados de um empresário e repassou os recursos em espécie a pedido da dona da imobiliária que intermediou a transação.

Segundo documentos que Flores exibiu à Folha, o empresário é Jorge Ferreira, dono de restaurantes em Brasília e amigo de políticos do PT.

Ferreira disse conhecer Flores, mas afirmou que nunca emprestou dinheiro a ele. “Nunca. Para o presidente da Previ? Me tira disso.” Procurado novamente ontem, Ferreira não quis dar entrevista.

O presidente do BB, Aldemir Bendine, também usou dinheiro vivo num negócio em 2010, quando pagou R$ 150 mil em espécie por um apartamento em São Paulo.

Flores e Bendine são protagonistas de uma disputa política que tem alimentado trocas de acusações.

Comentário

A reportagem não informa se os dois ao menos são correntistas do BB…

compartilhe

2 Comentários

  1. Cil17 de março de 2012 às 12:57

    Engraçado. Minha orientadora do doutorado uma vez recebeu uma ligação do Banco de Bosta querendo saber de onde veio e no que ela ia gastar 12 mil reais, que era da aposentadoria do marido dela (em libras esterlinas), devidamente convertida em reais. Esse povo transita com milhões pra cima e pra baixo e ninguém sabe ninguém.

    Claro que é pra não cair no pente fino dos órgãos fiscalizadores. O negócio é saber de onde vem o dinheiro? E não abusem da minha inteligência ao dizer que pegaram com um amigo empresário, afinal, porque entregar esse valor em mãos e não fazer um TED ou DOC?????

  2. Edmar15 de março de 2012 às 22:18

    alguns querem que haja um sonegômetro para empresários.
    sou a favor! sou a favor tbem de sonegômetro informando as falcatruas de ilustrissimos politicos e funcionarios públicos de alta escalão

Publicidade

Enquete

Escolham os nomes dos dois mascotes olímpicos do Rio:

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
Publicidade