Implicante

/ Notícias

22 de agosto de 2012

STJ vai investigar ligações de Agnelo com grupo de Cachoeira

Kindle

Notícia da Folha de S. Paulo:

O STJ (Superior Tribunal de Justiça) determinou terça-feira (21) a abertura de um inquérito para investigar a relação entre o governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT), e o grupo comandado pelo empresário Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira.

A abertura do inquérito ocorreu a pedido do Ministério Público Federal. Por ser governador, Agnelo tem direito a foro privilegiado e as acusações criminais contra ele tramitam no STJ. O pedido havia sido feito ainda em maio. A decisão pela abertura do inquérito foi do ministro Francisco Falcão. A CPI do Cachoeira, em curso no Congresso, apura, entre outros tópicos, eventuais benefícios obtidos na gestão Agnelo pela empreiteira Delta Construções, da qual, segundo a PF (Polícia Federal), Cachoeira era sócio oculto.

Conversas telefônicas gravadas pela PF indicam que auxiliares diretos de Cachoeira tinham contato frequente com integrantes do governo do Distrito Federal e buscavam influenciar em nomeações para órgãos do DF.

As conversas, contudo, não são conclusivas em relação a contatos diretos com o governador. Agnelo nega qualquer relação com o grupo de Cachoeira ou benefícios à Delta.

Tópicos , , ,

Publicidade

Enquete

Escolha o nome do boneco inflável da manisfestação de 16/08:

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
Publicidade