Notícias

TCU: EBC firmou contrato milionário irregular. Filho de Franklin Martins era consultor da contratada…

 

Tá na Folha (para assinantes), em reportagem de Dimmi Amora:

TCU cobra explicações de TV estatal – Funcionários da EBC têm até abril para responder ao tribunal sobre R$ 2 mi pagos à empresa do dono da RedeTV! – Estatal informa que questionamentos serão respondidos e alega que deficiências apontadas não estavam previstas – O TCU (Tribunal de Contas da União) já identificou cinco funcionários da EBC (Empresa Brasil de Comunicação) que terão que responder por pagamentos de R$ 2 milhões considerados irregulares à empresa Tecnet Comércio e Serviços Ltda. De acordo com auditoria da área técnica do órgão de controle, a Tecnet foi contratada de forma irregular pela EBC, num pregão sem planejamento e que foi apressado pelo ex-ministro da Comunicação Social, Franklin Martins, cujo filho, Cláudio Martins, trabalhava como consultor da empresa. E-mails trocados por funcionários da TV estatal, e anexados ao processo, dizem que o ex-ministro pediu “prioridade zero” para o assunto. Franklin nega. Contratada para gerenciar o sistema de arquivos digitais da EBC, a Tecnet pertence a Amilcare Dallevo, que é dono da RedeTV! (…) Segundo o tribunal, a empresa não possuía o software que dizia ter no pregão (para gerenciamento de arquivos) e está usando a EBC para desenvolver o produto. A empresa nega e diz que os servidores vão responder aos questionamentos no prazo. Na inspeção feita em SP no início deste ano, o TCU constatou que “diversos itens” não estavam implementados e que a Tecnet age “como desenvolvedora e não como fornecedora de uma solução de gestão de ativos digitais”…” (grifos nossos)

Comentário
A EBC contratou (por uma fortuna) um blogueiro progressista (e sem licitação alguma) para fazer algo que, segundo a análise técnica, seria sua “notória especialização”. Notoriedade, nesse caso, pode ser algo subjetivo. Especialização, também. E parece não ter atrapalhado em nada o fato de seu empregador ser também ex-credor judicial em execução de contrato inadiplente. Notoriedade é notoriedade, especialização é especialização.

Agora, a mesmíssima EBC mostra que realmente tem um talento ímpar em suas contratações. A empresa da qual o filho do ex-ministro era consultor ganha um pregão de R$ 2 milhões. Fora o DETALHE de na época da vitória não ter o produto objeto do certame, parece que tudo foi quase ok. Porque, como também aponta o TCU, nem depois disso a coisa foi implementada.

Padrão EBC/TV Brasil de qualidade.

Notícias Recentes

To Top