Implicante

/ PIG

22 de março de 2011

Toledo, o “Analista de Pesquisas” do Estadão, briga com os números e leva uma surra.

white 15 Toledo, o “Analista de Pesquisas” do Estadão, briga com os números e leva uma surra.Kindle

dilma lula28 Toledo, o “Analista de Pesquisas” do Estadão, briga com os números e leva uma surra.

José Roberto de Toledo é uma espécie de versão invertida e equivocada do matemático Oswald de Souza. Enquanto este último produz cálculos, Toledo destrincha números… Mas de forma errônea.

Hoje, ele perpetrou a seguinte análise que seguramente entrará para a história, mas infelizmente não de forma louvável. A seguir, trecho comentado:

Com 3 meses, saldo de aprovação de Dilma supera até o de Lula – O saldo de popularidade de Dilma Rousseff supera o de Lula no começo do seu segundo mandato e é o maior entre todos os presidentes desde a redemocratização, se forem comparados apenas as avaliações de cada um após os três primeiros meses de governo. Os que aprovam Dilma, segundo o Datafolha, são 47%, contra 7% que reprovam: saldo de 40%, portanto. Em março de 2007, no início do seu segundo governo, Lula tinha 48% de ótimo/bom, mas 14% de ruim/péssimo, com saldo de 34%…” (grifos nossos)

Juro que não inventei, ele REALMENTE disse isso. O Estadão, como se sabe, conta com bons especialistas em textos e letras, de modo que parece perdoável ter um fiasco desses para analisar números.

E nem é pela matemática, pois as operações de subtração e soma ele fez corretamente. O problema é de lógica.

O erro aí é comparar os três primeiros meses de Lula aos de Dilma. Dilma FAZIA PARTE DO GOVERNO LULA E FOI ELEITA EXATA E EXCLUSIVAMENTE POR ISSO. Sua avaliação pessoal é necessariamente atrelada à do Governo e, portanto, houve QUEDA na aprovação.

Da forma como está, parece que Dilma chegou como uma figura OPOSTA a Lula, e não a ele ligada e, mais ainda, principal ministra dos últimos anos de sua gestão. Comparar esses dados aos de FHC, Itamar e Collor – sim, ele fez isso – é complicado, mas ainda assim pode ser algo talvez válido.

Mas comparar a Lula? Qualquer que fosse o mandatário no lugar de Dilma, a comparação se daria num fluxo de continuidade, para mostrar como os brasileiros reagiram diante da sucessão. Dilma, que é a própria continuidade, tem TERATOLOGICAMENTE seus três primeiros meses comparados aos três primeiros de Lula (não aos últimos).

Tudo bem que a atual presidente já rompeu algumas bobagens de Lula, como a diplomacia absurda e, além disso, anunciou privatização no setor aeroportuário. Mas isso não quer dizer que ela não tenha participado do governo anterior como protagonista. E ela OBRIGATORIAMENTE HERDA a popularidade do governo anterior. É algo óbvio demais para ser ignorado pelo analista de pesquisas (a setorização de imprensa já está demais, né?).

E, para fechar, é engraçado que Dilma seja aplaudida por agir normalmente. Alguns apontam aí uma forma de causar cizânia no PT. Bobagem. O grande motivo é que Lula era tão atrapalhado em alguns campos que, APENAS AGINDO DE ACORDO COM O PROTOCOLO, Dilma já é saudada como uma surpresa positiva.

compartilhe

Tópicos

5 Comentários

  1. Bruno21 de abril de 2011 às 19:02

    Se este analista de M…… continuar com suas analises geniais logo logo o Governo o convidará para algum cargo importante. Quem sabe no IPEA……….

  2. fabio28 de março de 2011 às 09:57

    Sem quere complicar mais, mas o qual o significado do saldo entre o percentual dos que aprovam e dos que reprovam? Não tem significado matemático ou estatístico nenhum. O próprio percentual já traz a informação de quantos aprovam ou reprovam em um universo de pesquisa (100%).

  3. carl_us24 de março de 2011 às 13:09

    Os petralhotários do PIG adoram distorcer análises usando números.

  4. Shlomo24 de março de 2011 às 00:35

    Esse analista de números me torturou durante as eleições. É de uma obtusidade cínica que chega a nos provocar crises hipertensivas. E é uma das razões que me fizeram cancelar a assinatura do Estadão.

  5. Sérgio López23 de março de 2011 às 14:24

    Cara de chapados desses dois aí de cima, Deus me livre, o lula com certeza tá cheio de “querosene” e a Dilma só pensando na rasteira que vai dar nele, se o pt deixar, claro, pois existe o risco de receber o mesmo tratamanto “Cristão” dado ao Celso Daniel.

Publicidade

Enquete

Escolham os nomes dos dois mascotes olímpicos do Rio:

Ver Resultados

Loading ... Loading ...
Publicidade