Ponto de Vista

A Odebrecht diz que doou R$ 1,5 milhão para a única senadora do Partido Comunista do Brasil

Durante o impeachment, Vanessa Grazziotin foi uma das principais defensoras de Dilma Rousseff

Quem acompanhou as discussões do impeachment de Dilma Rousseff deve lembrar: Vanessa Grazziotin era uma das mais ferrenhas defensoras de Dilma Rousseff. Ao ponto de gerar uma peça de humor involuntário daquela: chamou a defendida de “presidenta inocenta“.

Agora, a única senadora do Partido Comunista do Brasil corre o risco de não ser considerada “inocenta”. Motivo: teria recebido R$ 1,5 milhão da Odebrecht em dinheiro vivo, tudo negociado diretamente entre as partes envolvidas.

E olha que a empreiteira, segundo a revista Veja, nem tinha interesse no Amazonas. Restando a dúvida: por que doou?

Fonte: Veja

Mais Lidas

To Top