Ponto de Vista

Só na primeira campanha de Dilma, Marcelo Odebrecht teria bancado R$ 50 milhões em propina

E tudo teria sido arquitetado com Guido Mantega, ministro da Fazenda do governo Lula

Todos os detalhes foram dados à operação Lava Jato pelo próprios Marcelo Odebrecht, é o que garante a revista IstoÉ. Os R$ 50 milhões, contudo, não foram negociados com a Odebrecht, mas com a Braskem, empresa do mesmo grupo. O caixa dois teria acontecido em 2010, quando Dilma Rousseff disputava ainda a primeira eleição.

Ainda de acordo com o delator, o esquema teria sido negociado com Guido Mantega, então ministro da Fazenda do governo Lula, o que levanta a suspeita de que não foi uma prática localizada, mas algo sistemático no grupo que esteve no poder por treze anos.

E pensar que até hoje há quem seja contra a queda de Dilma.

Fonte: IstoÉ

Mais Lidas

To Top