Fundo do Baú

Lula realmente disse em 1988: “Quando um rico rouba, ele vira ministro”

Brasília - Foto do ex-deputado Luiz Inácio Lula da Silva falando no plenário da Câmara dos Deputados, na exposição de fotos dos 15 anos da Constituinte.

Em 1988, Lula defendia prisão para parlamentares que teriam recebido dinheiro de empresas privadas na campanha

Foto: Roosewelt Pinheiro/ABr

Em março de 2016, Dilma Rousseff tentou transformar Lula em seu ministro da Casa Civil. De lá para cá, vários delatores confirmaram que a intenção era evitar uma prisão por parte da operação Lava Jato. Na época, as redes sociais desconfiaram disso, e transformaram em piada palavras atribuídas ao ex-presidente quando ainda nem tinha concorrido a qualquer vaga no Palácio do Planalto.

Maurício Stycer lembrou que incluiu a frase de Lula em livro comemorativo da Folha de S.Paulo em 1996. Mas foi adiante: destacou que o primeiro registro dela se deu em 14 de fevereiro de 1988 em O Globo, mas seria reprisada um dia depois no próprio jornal paulista.

Acessando o acervo online da publicação na edição de 15 de fevereiro de 1988, é possível encontrar o recorte abaixo. O segundo parágrafo abre com as aspas: “No Brasil é assim: quando um pobre rouba, ele vai para a cadeia, mas quando um rico rouba ele vira ministro”.

Fonte: Acervo da Folha de S.Paulo

Fonte: Acervo da Folha de S.Paulo

São dois momentos que não podem ser esquecidos: o de 1988 e o de 2016.

Fonte: Folha de S.Paulo

Nunca inseriu um código de desconto no Cabify? Experimente usar o código "IMPLICANTE" e ganhe 50% OFF (com desconto máximo de R$ 20) em 3 corridas.

Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top