Blog

Casos de dengue triplicam em 2013

Epidemia já atinge 5 estados; Para ministro, “a luta está só começando”. Ele ocupa o cargo há mais de 2 anos…

17mai2012---o-ministro-da-saude-alexandre-padilha-apresenta-o-balanco-dos-numeros-da-dengue-em-todo-o-pais-nos-primeiros-quatro-meses-do-ano-1337373047580_956x500

Matéria do Estadão:

O número de casos de dengue triplicou em 2013 quando comparado com o mesmo período do ano passado. Até agora, foram confirmados 204.650 pacientes com a doença. Em 2012, foram 70.489. A epidemia já atinge os Estados do Acre, Tocantins, Mato Grosso do Sul , Mato Grosso e Goiás.

“A luta está só começando”, advertiu o ministro da Saúde, Alexandre Padilha. Além do aumento de casos, o Ministério da Saúde alerta que o número de cidades com criadouros do mosquito transmissor da doença, o Aedes aegypti, cresceu de forma significativa.

O mais recente Levantamento de Índice Rápido de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa) mostra que em janeiro 267 municípios apresentavam situação de risco para a dengue. Ano passado, 146 estavam nesta situação. O número de municípios classificados como em nível de alerta também subiu de 384 para 487.

O número de cidades analisadas também aumentou. Isso, em parte, poderia explicar o aumento de indicadores ruins. No entanto, quando se analisa os indicadores de cidades classificadas como em situação satisfatória, o fenômeno não se repete. Não há praticamente variação: este ano, 238 foram assim consideradas. Em 2012, foram 235.

(grifos nossos)

Nunca inseriu um código de desconto no Cabify? Experimente usar o código "IMPLICANTE" e ganhe 50% OFF (com desconto máximo de R$ 20) em 3 corridas.

2 Comentários

2 Comments

  1. Carlos

    2 de março de 2013 at 21:49

    trata-se de um incopetente profissional. Junte-o ao Eduardo Gabas da Previdência e Gilberto Carvalho – esse trio é parada…

  2. Bruno

    28 de fevereiro de 2013 at 22:58

    Depois da AIDS (https://www.implicante.org/noticias/brasil-relaxou-no-controle-da-aids/) agora é dengue??? “Perde pra sair (do Ministério), perde!” (Capitão Nascimento).

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top