Blog

Casual Day: Suplicy discursa no Senado com chapéu de Robin Hood

Reportagem da Folha de S. Paulo:

O senador Eduardo Suplicy (PT-SP) vestiu um chapéu de “Robin Hood” hoje, no plenário do Senado, para defender a criação de uma taxa sobre as transações financeiras internacionais.

A taxa, que tem como apelido o nome do herói que distribuía riquezas para dividi-las entre os pobres, teria o objetivo de reunir recursos para um fundo internacional de combate à fome.

Suplicy já havia feito o gesto durante manifestação no centro do Rio, realizada ontem. Na ocasião, o senador também cantou a música “Blowin’ in the wind”, de Bob Dylan. No plenário do Senado, optou apenas por colocar o chapéu e defender o seu projeto de renda básica de cidadania.

Segundo o senador, a taxação das transações financeiras internacionais poderia viabilizar a criação do sistema de renda básica em todo o mundo.

“Com isso em prática, todos vão receber uma renda básica de cidadania. Se o Robin Hood tivesse conhecido essa proposta, ele a teria defendido”, afirmou.

Além do chapéu, Suplicy carregou nas mãos uma camiseta verde com o slogan da campanha em defesa da criação da taxa: “Taxa Robin Hood, por um mundo sustentável”.

(grifos nossos)

Comentário

Robin Hood ou Peter Pan?

Nunca inseriu um código de desconto no Cabify? Experimente usar o código "IMPLICANTE" e ganhe 50% OFF (com desconto máximo de R$ 20) em 3 corridas.

13 Comentários

13 Comments

  1. Celso

    25 de junho de 2012 at 21:16

    Se ele é o Robin Hood, o Abilio Diniz é Xerife de Nottingham….

  2. Conservatore

    25 de junho de 2012 at 16:45

    Oxalá ele roube(e nos devolva) o dinheiro arrecadado(roubado) pelo governo.Não vale distribuir só para os amigos do rei.

  3. Paulo Batista

    25 de junho de 2012 at 10:19

    Robin Hood roubava dos governantes (que vivem de impostos). Suplicy quer seu nome para um imposto. Irônico.

  4. Jeferson FUrtado

    23 de junho de 2012 at 15:10

    Essa estratégia dele é ridícula. Tentar se manter no poder à força e usando todos os meios… É *&$#!!!!

  5. André Andretta

    23 de junho de 2012 at 11:44

    Suplicys gonna suplycar.

  6. André Andretta

    23 de junho de 2012 at 11:38

    Ah, galera, o Suplicy é o café com leite do Senado, ninguém mais dá bola pra ele. Ele vai, faz essas besteirinhas, o pessoal sorri, acena e ninguém presta muita atenção.

  7. Nélio

    22 de junho de 2012 at 18:51

    Gente, isso é método! Esse cretino é sonso, isso sim. E foi consolidando junto ao eleitorado essa imagem de “idiota inofensivo” que ele está até hoje no parlamento, sem produzir nada de útil para o país.

  8. Airton

    22 de junho de 2012 at 16:05

    Depois de cantar no plenário , cantar um rap dos Racionais numa comissão , com direito a atuação dramática e sonoplastia , de vestir uma cueca sobre a calça ele vem de Robin Hodd , só que esqueceu de dizer onde seria o baile a fantasia.
    Ainda bem que só restam 2 anos para ele nos surpreender.

  9. maria saparowa

    22 de junho de 2012 at 12:58

    O Robin Hood era contra os impostos abusivos que eram cobrados pelo rei petralha da história.Ele pilhava as carroças com o dinheiro dos impostos e devolvia pro povo.Robin Hood não era comunista!

  10. Pablo Vilarnovo

    22 de junho de 2012 at 12:16

    Nunca entendi bem essa associação de Robin Hood com “rouba dos ricos e dá aos pobres”. Vejamos: Robin Hood era rico. Quando voltou para casa descobriu que suas posses foram roubadas pelo Sherife de Nottingham. Em momento nenhum ele abriu mão de sua riqueza para os pobres. Ele era apaixonado por Lady Marion que também era rica. Em momento nenhum nem Robin Hood roubou as posses de Lady Marion e muito menos Lady Marion deu suas posses aos ricos.

    Então porque eram pobres, porque havia pobres. Havia porque o Sherife de Nottingham, que se usarmos um paralelo atual, representava o cobrador de impostos, a receita federal, o ICMS, o IOF e todos os outros impostos que pagamos. Os pobres de Nottigham eram extorquidos pelo Estado, eram os impostos que os tornavam pobres. Eles não queriam distribuição de renda, queriam apenas que o Estado cobrasse impostos justos e que esses impostos não fosses utilizados para pagar o luxo dos governantes.

  11. giovani luis ferreira

    22 de junho de 2012 at 10:34

    Véio caduco.

    A PTzada idiota continua votando neste imbecil.

  12. Airton Leitão

    22 de junho de 2012 at 09:56

    Nada demais para quem já desfilou no Senado com cueca fora da calça. Esse moço é simplesmente ridículo.

  13. Sam Spade

    22 de junho de 2012 at 09:40

    Ainda bem que estava só com o chapéu do Robin Hood, já pensou se ele completa o traje com a sunga do Supeman e mande de improviso o Blowing in the Wind? Era só chamar os enfermeiros, botar numa camisa de força e internar. As vezes acho (tenho certeza) que o Suplicy não bate bem da cachola.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top