facebook
...
Blog

Com medo de vaias, Dilma desiste de ir à final da Copa das Confederações

Governo não dá explicação sobre ausência da presidente na cerimônia de encerramento; Dilma havia prometido que assistiria à final “entre Brasil e Nigéria” com líder africano

dilma

Matéria de Veja.com:

Depois das manifestações que tomaram as ruas nas últimas semanas, a presidente Dilma Rousseff decidiu não comparecer, neste domingo, ao jogo entre Brasil e Espanha, na final da Copa das Confederações. A ideia inicial de Dilma era ir ao Maracanã, apesar de ter recebido muitas vaiaa, em Brasília, na abertura da competição, no estádio Nacional (Mané Garrincha).

Preocupada com o acirramento dos ânimos e aconselhada por auxiliares diretos, a presidente entendeu que seria uma exposição desnecessária ir ao Maracanã onde o público poderia ser hostil à sua presença, repetindo as vaias da abertura do torneio. Em 2007, o seu padrinho político, Luiz Inácio Lula da Silva, também foi vaiado no Maracanã, na abertura dos Jogos Pan-Americanos.

Não havia uma justificativa oficial para a mudança de planos da presidente, apesar de ela estar trabalhando no texto das perguntas para o plebiscito, na elaboração das regras para contratação dos médicos estrangeiros e se preparando para uma reunião ministerial.

Intimidação – No dia seguinte às vaias em Brasília, os auxiliares diretos asseguraram que a presidente não se intimidaria e estaria presente na final. Mas a ampliação dos protestos, principalmente em volta dos estádios, a fez mudar de ideia. Depois de ficar atônita com as crescentes manifestações, a presidente passou as duas últimas semanas se reunindo com interlocutores de vários segmentos para preparar uma reação do governo.

A presença no Maracanã neste domingo chegou a entrar na previsão de agenda da presidente Dilma, mas sumiu do sistema de informações. Os assessores que viajam para verificar as condições da cidade a ser visitada pela presidente nem chegaram a ser acionados. Na noite de sexta-feira, a informação oficial era que Dilma não iria ao Rio.

Em fevereiro, quando esteve na Nigéria, a presidente Dilma chegou a desejar boa sorte à seleção local e afirmou: “Asseguro que sua seleção será muito bem recebida no Brasil, em junho, para a Copa das Confederações. Tenho certeza que o presidente Goodluck Jonathan e eu assistiremos juntos à final Brasil e Nigéria no Maracanã.”

(grifos nossos)

Comentário

Talvez a presidente tenha decidido não comparecer porque um dos times que ela preferia ver na final acabou não chegando lá (como sabemos, a Espanha será o adversário do Brasil e não a Nigéria, que não passou da primeira fase do torneio), talvez ela não esteja tão empolgada com o futebol de Neymar como estava durante a campanha de 2010:

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=KMFJvnRibM8[/youtube]

Nunca inseriu um código de desconto no Cabify? Experimente usar o código "IMPLICANTE" e ganhe 50% OFF (com desconto máximo de R$ 20) em 3 corridas.

1 Comentário

1 Comment

  1. Fernando Matias

    1 de julho de 2013 at 14:45

    Ela quer transformar nosso país na África, por isso convidaria o presidente da Nigéria, caso ela passasse.

    Observe os comerciais do governo, são todos feitos de tambores e bateção de lata.

    Onde está nossa representação cultural com as caranavas, 1500, nossos pombosos reis, toda a rica imigração européia e asiática? Não, o governo só sabe bater lata em seus comerciais achando que somos africanos.

    Aqui é BRASIL, dona Dilma!

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top