facebook
...
Blog

Concurso para polícia na Bahia exige comprovante de virgindade

Edital dispensa mulheres com “hímen íntegro” comprovado por atestado de passar por exames ginecológicos

EXTRA_9370

Notícia da Folha de S. Paulo:

Um edital da Polícia Civil da Bahia que exige a comprovação de virgindade para candidatas a delegada, escrivã e investigadora causou polêmica e virou alvo de protesto no Estado.

A seção baiana da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) divulgou uma nota de repúdio nesta quarta-feira (13) contra o edital.

O motivo é um item do edital que libera mulheres “com hímen integro” de passar por “avaliação ginecológica detalhada, contendo os exames de colposcopia, citologia e microflora”.

Para isso, porém, as postulantes terão de comprovar serem virgens por meio de de atestado médico, com assinatura, carimbo e registro profissional do médico em questão.

A OAB contesta a exigência. “Exigir que as mulheres se submetam a tamanho constrangimento é, no mínimo, discriminatório, uma vez que não tem qualquer relação com as atribuições do cargo, além de tornar mais oneroso o concurso para as candidatas do gênero feminino”, diz o texto da Comissão de Proteção aos Direitos da Mulher da entidade.

A nota ainda fala em violação ao chamado princípio da dignidade da pessoa humana, previsto pela Constituição brasileira, e à “intimidade, vida privada, honra e imagem”.

Procurada pela Folha, a Secretaria de Administração baiana disse que a situação é recorrente em “vários concursos públicos realizados no país”. E que “não se configura uma cláusula restritiva, mas sim uma alternativa para as mulheres que, porventura, queiram se recusar a realizar os exames citados no edital”.

(…)

(grifos nossos)

Nunca inseriu um código de desconto no Cabify? Experimente usar o código "IMPLICANTE" e ganhe 50% OFF (com desconto máximo de R$ 20) em 3 corridas.

14 Comentários

14 Comments

  1. Sidney

    18 de março de 2013 at 14:19

    O duro seria pedir virgindade anal para homens, ai seria o fimda picada.

  2. Bruno

    18 de março de 2013 at 00:59

    É por isso que tenho nojo e vocês deviam estarem contra governo bahiano! Desde ACM morreu (e mereceu ir pro inferno) a Bahia caiu nas mãos de corruPTos devassos. Não é a primeira vez que esses corruPTos aprontam, a matéria é semelhante do mês passado (https://www.implicante.org/noticias/concurso-publico-petista-previa-pontos-para-militancia-sindical-e-partidaria/).

    Só não entendi por que colocaram foto da Catarina Migliorini, pois ele nem é nascida no Estado e sim em Santa Catarina (que coincide nome do Estado). Aliás, ela perdeu virgindade ou não com japonês? Alguém do Implicante sabe?

    • Bruno

      18 de março de 2013 at 01:12

      Vim corrigir erro grosseiro: onde se lê:
      “Só não entendi por que colocaram foto da Catarina Migliorini, pois ELE nem é nascida no Estado e sim em Santa Catarina (…)”.
      Correto é abaixo:
      “Só não entendi por que colocaram foto da Catarina Migliorini, pois ELA nem é nascida no Estado e sim em Santa Catarina (…)”.
      Não quero ser processado por ter chamado de homem.

    • Implicante

      18 de março de 2013 at 12:42

      Infelizmente não temos maiores informações sobre o assunto.

  3. cfe

    17 de março de 2013 at 05:28

    Que palhaçada essa notícia

    Lucacoelho disse tudo.

  4. vitor

    16 de março de 2013 at 11:49

    A questão de liberar ou obrigar virgens de fazer exame ginecológico completo é totalmente irrelevante.
    Qual a relação do exame ginecológico com as atribuições do cargo? Se laudo constatar algum padrão irregular, vai impedir que a Mulher exerça com perfeição as atividades de Delegada de Polícia, Escrivã ou de investigadora?

  5. Roberto

    16 de março de 2013 at 08:06

    Aos que questionaram o Flavio sobre seus “remédios”, parece que o governo baiano resolveu tomar os seus:

    https://g1.globo.com/mundo/noticia/2013/03/concurso-na-bahia-desiste-de-exame-ginecologico-obrigatorio.html

  6. Conservatore

    14 de março de 2013 at 16:28

    Implicantes, nós, leitores que por aqui vagueiam, o fazemos, penso eu, por não aguentar mais tantas distorções da grande mídia. Não caiam na mesma vala comum.
    Matérias(claramente enviesada à esquerda)como esta, têm por finalidade atacar a moral cristã, nada mais.
    Ninguém é obrigado a ser cristão, mas, também, ninguém é obrigado a menosprezar um dos pilares da civilização ocidental(Thomas Woods, 2005) só para parecer alguém “descolado”, “científico”, “superior”, “moderno”, etc… Deve-se ater ao fatos.
    Eric Voegelin, ateu, segundo Flávio Morgenstern; soube muito bem reconhecer os valores basilares do cristianismo. Voegelin também demonstrou o problema filosófico do materialismo: negar a dimensão noética do ser humano, algo impossível, segundo Voegelin(ateu??? ou, alguém mais honesto intelectualmente?Pelo que eu pesquisei, Vogelin não frequentava nenhuma igreja, mas, ao mesmo tempo, Hannah Arendt dizia que ele queria restaurar a religião cristã, ou pelo menos, seus princípios. Interessante). Até o momento e,após inúmeras tentativas, os iluminados materialistas(à esquerda e à direita. Mais à esquerda; justiça seja feita), não encontraram um sucedâneo à altura. Quem sabe, encontrem, depois de mais alguns milhões de mortos.
    O que isso têm a ver com a matéria? Simples, já que a moral cristã não serve, que se crie ou apresente outra melhor(já que ela é vilipendiada o tempo todo) . Garanto que a praticarei para o meu próprio bem.
    Em matéria de religião, vocês prestam um ótimo serviço à Esquerda. Se isso é consciente ou não, não sei(e nem me preocupo); o que sei, é que,na Modernidade, todo mundo deve ter voz, menos os cristãos “atrasados”, essa gente de “pouca inteligência”(palavras de um liberal. Quantos cristãos “burros”a história nos legou… ). A filosofia cristã têm algo a nos dizer? Merece ser estudada? Encontra alguma correspondência com a realidade? Nunca, dirá o estabelechiment, tanto o acadêmico, quanto o midiático. E a caravana segue…
    PS. Um outro comentário meu, no post “Marina Silva= Kassab 2.0” ainda aguarda moderação(fiz dois, o segundo foi “aprovado”; já o primeiro….) O problema é que o espaço “Deixe seu comentário” não aparece mais no link que salvei no favoritos. O post em questão resvala na questão religiosa.

  7. Marcello

    14 de março de 2013 at 13:58

    até onde eu sei existem certos exames ginecológicos mais “internos” que só podem ser feitos depois que a mulher perde a virgindade

  8. lucoelho

    14 de março de 2013 at 12:03

    Nada a ver. Vocês não leram o edital direito.

    Após a aprovação, a candidata deve passar por vários exames médicos, incluindo o ginecologico, para saber se está apta a exercer o cargo.

    Um exame ginecologico completo (com papanicolau) nao pode ser realiazado em mulheres virgens sem provocar o rompimento do himem. Daí a opção do edital: a mulher virgem que for aprovada no concurso não precisará se submeter a um exame ginecologico completo, mas apenas a um exame externo que constate a virgindade e a impossibilidade de recolher material do colo do útero. Pior seria se o edital obrigasse que a mulher virgem tivesse o hímem rompido para satisfazer a um exame médico né?

    Pelo edital não faz diferença se a candidata é virgem ou não: todas serão contratadas desde que entreguem os exames de saúde no prazo.

    A Bahia tem um dos maiores indices de homicidios do país. Há bons motivos para se criticar a Secretaria de Segurança Pública de lá. Esse certamente não é um deles.

    • Simon Viegas

      15 de março de 2013 at 17:22

      O título da postagem é totalmente tendencioso… Dá a entender que para passar no concurso, tem que fazer o tal exame!!! E, obviamente, não é isso!

  9. Fabio

    14 de março de 2013 at 09:11

    Deve ser mais digno e humano exigir que todas, até as virgens, façam colposcopia, citologia e microflora. Afinal um exame que ateste virgindade é muito mais invasivo né? Muito mais barato também!

    Eu estou cercado de idiotas? Por que o Implicante não chamou a atenção para esses fatos básicos, em vez de só fazer uma matéria de chamada como essa? Cadê aquela análise lógica direta que evidencia os exageros irracionais e maldosos da imprensa?

    Até vocês estão achando um absurdo LIBERAR virgens de fazer certos exames, em vez de EXIGIR que todas façam (e eles podem fazer isso em nome do principio da isonomia). Sem um exame que ateste virgindade, não é lícito liberar ninguém de uma etapa de concurso.

    • Wagner Malheiros

      14 de março de 2013 at 09:42

      Você tomou seus remédios hoje cedo?

      • Janaina Vieira

        14 de março de 2013 at 10:31

        Você não anda tomando seus remédios Fabio?

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top