facebook
...
Blog

Em 2009, Dilma garantia o trem-bala para a Copa. Sorte nossa que ela é incompetente.

A obra seria um desastre, mas mesmo assim vale como exemplo da incompetência da gestão Dilma: a promessa nem chegou perto de sair do papel. Como quase todas.

"trem bala"

“trem bala”

Interessantíssimo o resgate de uma reportagem publicada em 2009 no caderno de Negócios do site de O Globo que recentemente passou a circular na internet. Vejam trechos:

Trem-bala entre Rio e São Paulo ficará pronto para Copa de 2014, diz Dilma – Governo vai criar empresa pública para receber tecnologia de trem-bala. Modelo de traçado foi apresentado durante balanço do PAC. – A ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff e o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, durante a apresentação do 7º balanço do PAC. A ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) afirmou nesta quarta-feira (3) que o trem-bala ligando Campinas ao Rio de Janeiro ficará pronto para a Copa do Mundo de Futebol de 2014, que acontecerá no Brasil, pelo menos no trecho entre São Paulo e Rio de Janeiro. Ela reafirmou que o governo não pretende gastar recursos em estádios e que o foco dos investimentos públicos será em mobilidade urbana nas cidades escolhidas para sediar o evento, escolhidas no domingo passado (31/05). “Nosso projeto é que esteja integralmente pronto em 2014 ou pelo menos o trecho entre Rio e São Paulo. (…) Pretendemos ter os trens em funcionamento em 2014, para a Copa até porque esta é uma região muito importante em termos de movimentacao na Copa.”, afirmou a ministra.” (grifos nossos)

Pois é, não cumpriu. Nesse caso, curiosamente, a incompetência da Dilma teve efeito positivo: o trem-bala é/era uma obra caríssima para pouca demanda, um elefante branco quase tão inócuo quanto pagar bilhões para uma obra em Cuba (dessa não escapamos, infelizmente). Mas, de todo modo, o caso vale para ilustrar a retórica das promessas não cumpridas, a total incompetência da “ministra gerenta” e o populismo das obras da Copa.

Era uma obra do “PAC”, aquele que não terminou e criaram o II – que, por sinal, também foi outra promessa furada. E nem dá para falar que é “fake”, pois a frase final é um clássico da linguagem dilmística.

Nunca inseriu um código de desconto no Cabify? Experimente usar o código "IMPLICANTE" e ganhe 50% OFF (com desconto máximo de R$ 20) em 3 corridas.

5 Comentários

5 Comments

  1. Bruno de Assis

    30 de janeiro de 2014 at 11:22

    O “pequeno” detalhe é que mesmo que seja cancelado, estima-se que só o custo com estudos de viabilidade econômica, contratação de consultoria, projeto executivo “abocanhe” 900 milhões!

  2. Carvalho

    30 de janeiro de 2014 at 10:07

    Sem esquecer que a estatal já foi criada, mesmo sem produzir resultado a conta vai vir…

    https://www.imil.org.br/blog/mesmo-se-sair-papel-trembala-custar-1-bi-2014/

  3. Alexandre

    30 de janeiro de 2014 at 09:01

    Discordo da afirmação de que há pouca demanda para um trem entre Rio e São Paulo. Um dos maiores erros de todos os governantes brasileiros desde os anos 1950 foi acabar com as linhas de passageiros de longa distância no Brasil.

  4. Thiago

    29 de janeiro de 2014 at 21:04

    Faltou grifo no trecho “governo não pretende gastar recursos em estádios e que o foco dos investimentos públicos será em mobilidade urbana nas cidades escolhidas para sediar o evento”. Nada cumprido.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top