facebook
...
Blog

Em 2010, 58 mil pacientes de câncer ficaram sem os serviços básicos do SUS

A polêmica “campanha” iniciada nas redes sociais e propagada através dos comentários em blogs, para que o ex-presidente Lula utilize os serviços do Sistema Único de Saúde em seu tratamento contra o câncer, trouxe à luz dados pouco auspiciosos sobre o atendimento prestado na rede pública de saúde. De acordo com dados do Tribunal de Contas da União (TCU), só no ano passado, pelo menos 58 mil pacientes de câncer ficaram sem os serviços básicos do tratamento. Se consideradas intervenções mais delicadas, esse número pula para 80 mil.

Abaixo as informações de Dimmi Amora para a Folha.com:

Pelo menos 58 mil pacientes de câncer ficaram sem fazer serviços de radioterapia e outros 80 mil deixaram de fazer cirurgias de câncer no país do ano passado. Estes são números estimados de uma análise feita pelo TCU (Tribunal de Contas da União) no sistema de oncologia do país.

Para o órgão de controle, o sistema de tratamento do câncer “não está suficientemente estruturado para assegurar atenção oncológica adequada para toda a população que dela necessita”.

Além de não conseguir atender a todos —na radioterapia o índice de não atendidos é de 34% e em cirurgia, de 53%— os pacientes começam o tratamento muito depois do tempo devido.

No caso dos procedimentos de quimioterapia, o tempo de espera médio foi de 76,3 dias e apenas 35% dos pacientes foram atendidos com 30 dias (prazo recomendado pelo Ministério da Saúde).

Na radioterapia, o resultado é ainda pior: 113,4 dias de espera e apenas 16% atendidos no primeiro mês.

No trabalho, foi feita uma pesquisa com médicos que apontou que a falta de pagamento pelo ministério da Saúde de alguns procedimentos e os baixos valores pagos atrapalham o tratamento dos doentes.

O Ministério da Saúde informou que os gastos dos SUS com tratamento de câncer triplicaram nos últimos 12 anos, chegando a R$ 1,8 bilhão em 2010. A previsão em 2011 é que o valor alcance R$ 2,2 bilhões.

A quantidade de atendimento aumentou 41% entre 2003 e 2010, sendo que as cirurgias aumentaram em 40% e as quimioterapias em 100%. Além disso, houve reajuste dos procedimentos no ano passado. No total, 300 mil pessoas receberam assistência em 2010, segundo o ministério.

Comentário:

A “cobrança” que hoje fazem a Lula, e que causa tanto “mal-estar” em vários setores da imprensa, tem como única causa as declarações feitas pelo próprio ex-presidente no passado.

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=Sb2hoU-1AHU[/youtube]

Seria de se estranhar uma reação diferente dessa, depois de tantas declarações laudatórias proferidas pelo ex-presidente, e que não correspondem à realidade.

Nunca inseriu um código de desconto no Cabify? Experimente usar o código "IMPLICANTE" e ganhe 50% OFF (com desconto máximo de R$ 20) em 3 corridas.

12 Comentários

12 Comments

  1. francisco ramos

    7 de dezembro de 2011 at 22:41

    Tive oportunidade aqui no Implicante de mencionar que a idéia (como concepção) do SUS é muito boa. Mas
    esses dados citados são muito preocupante e desabonadores para qualquer governo Existe um pro
    blema, frequentemente não comentado, é que o sistema federativo do Brasil, tem algumas peculiaridades
    que, ao fim, penalizam os pacientes, com câncer ou não. É dizer, um prefeito de uma cidade qualquer não
    coloca um tijolo sôbre outro PARA CONSTRUIR HOSPITAIS. Compram ambulâncias para remoções o que
    altera dramàticamente a equação oferta/demanda nos hospitais de grande centro. O restante do dinheiro da
    prefeitura, só Deus sabe para onde vai. Assim, quando um paciente, e milhares, senão milhões deles, com
    um simples nódulo benigno de tireoide, que poderia ser operado na sua cidade de origem, chega a um hospi
    tal de uma metrópole, a Constituição não permite que ele seja devolvido à sua cidade de origem, deixando
    o leito para um paciente portador de doença de maior complexidade. E assim os leitos vão sendo tomados
    por pacientes sem indidcação de tratamento em um Hospital Referência. Não há, como, legalmente, barrar
    uma ambulância, mesmo com um paciente portador de dor abdominal inespecífica, na fronteira entre dois
    Estados. E ele vai ocupar um leito, que poderia ser destinado a um paciente portador de câncer. OS PREFEI
    TOS, COM HONROSAS EXCEÇÕES, NÃO CONSTROEM HOSPITAIS, POIS CUSTA UM POUCO MAIS E
    ELES PRECISAM DE DINHEIRO PARA OUTRAS ATIVIDADES “FILANTRÓPICAS”. Urge, portanto uma mu
    dança na legislação, inclusive com postos de triagem na fronteira entre Estados, por exemplo.
    Entretanto, as cifras citadas neste artigo revelam que os investimentos na saúde, penalizando inclusive pa-
    ciente que não podem esperar tanto, DEMONSTRAM CLARAMENTE QUE, EM RELAÇÃO À SAUDE, O GOVERNO FALA UMA COISA E FAZ OUTRA. Daí a importancia desta matéria do Implicante. Não se brin
    ca com saúde.

    Abraços

  2. Alessandro Gusmão

    9 de novembro de 2011 at 14:10

    Ninguém está atacando o “DOENTE LULA”.Estão atacando o “LULA CONVERSA FIADA” que diz que temos um sistema melhor que o americano, que diz que NUNCA DANTES, etc, etc.MAS NA HORA DO “VAMOS VER” CORRE PARA O SÍRIO LIBANÊS. E os pobres CONTINUAM se lascando no SUS. O brasileiro precisa deixar de ser OTÁRIO e protestar SIM. Este é o momento de discutir SAÚDE, EDUCAÇÃO E INFRAESTRUTURA. PREFIRO SER SOLIDÁRIO AOS POBRES QUE MADRUGAM NO SUS QUE AOS RICOS QUE FREQUENTAM O SÍRIO LIBANÊS.

  3. Franccisco

    7 de novembro de 2011 at 18:49

    Enquanto o governo petista faz falsas propagandas, pessoas morrem nos corredores dos hospitais, ficam deitadas no chão por falta de maca, morrem pelas ruas sem socorro, o câncer se alastra por falta de tratamento, entre tantos outros absurdos. Recentemente um trabalhador acidentado no Maranhão não teve direito ao helicóptero da PM para socorrê-lo, pois este estava sendo utilizado por José Sarney para levá-lo até sua mansão localizada numa ilha,Quando questionado sobre o fato, seu companheiro de partido, Pedro Simon, disse que o trabalhador poderia ter escolhido outra hora para se acidentar. O mesmo Sarney que tantas veze foi elogiado por Lula como sendo um grande brasileiro. Certos políticos quando morrem, o fato deve ser visto como limpeza pública. Às vezes a justiça é mais do que justa, quando num mesmo ano leva dois péssimos políticos de uma vez como ocorreu em 2010, com os ilustres cidadãos Romeu Tuma e Orestes Quércia. Quem sabe a doença do Lula sirva para que ele reflita um pouco mais sobre a triste realidade do país, e pense, caso ele consiga, um pouco mais antes de falar besteira.

  4. alexandre

    3 de novembro de 2011 at 06:18

    Thiago
    No final do meu primeiro comentário eu disse que era contra a politização da cura do câncer pelo Lula, Está escrito. Sobre a oposição, nenhum político ou blog oposicionista de relevância politizou a questão (incluindo este blog, que inclusive elogiei). Minha crítica foi à campanha do “Lula no SUS” nas redes sociais. Não se deve politizar o câncer, nem contra e nem a favor. É uma das doenças que mais traz sofrimento para o indivíduo. Já conheci pessoas que tiveram e é barra pesada. E se o Covas sofreu patrulhamento durante a doença por parte de militantes do PT, não deveria ! A política deve ser feita de maneira civilizada.

  5. Thiago

    3 de novembro de 2011 at 02:14

    Alexandre

    Gostaria de saber sua opinião sobre isso aqui…

    https://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/fotografo-oficial-da-presidencia-faz-um-video-em-que-lula-mistura-sua-doenca-com-politica-silenciem-os-covardes-a-respeito-mas-e-um-mau-momento-do-doente-e-do-politico/

    Esperar o Lula se curar? Nem ele esperou melhorar para começar a usar a doença em benefício político próprio e do partido… Depois a oposição é desumana e afins ¬¬”

  6. alexandre

    2 de novembro de 2011 at 23:17

    Sinceramente não conhecia o serviço do tratamento de câncer do Instituto do Câncer em SP. Ele integra o SUS e foi bem avaliado pelos pacientes. Se é por causa do governo federal ou estadual , pouco importa. Pelo visto o tratamento é bom e está acessível a população. É uma boa notícia.

    https://g1.globo.com/politica/noticia/2011/11/pacientes-de-cancer-no-sus-em-sp-comentam-tratamento-de-lula.html

  7. alexandre

    2 de novembro de 2011 at 07:19

    Me desculpe mas essa campanha é sim uma forma de atacar o Lula. Qualquer pessoa com bom senso sabe que um hospital privado como o Sírio-Libanês dá melhor condição de tratamento ao câncer do que o SUS. E quando vc está com câncer vc irá procurar o melhor. Ou seja, essa campanha é para mostrar que na hora do aperto o Lula procurou um hospital privado em vez do SUS. O Lula errou em dizer que o SUS é uma maravilha. Mas se é para criticá-lo, espere ele melhorar então do câncer. Deixe ele se tratar. A doença é braba e traz enorme sofrimento. O Lula pode ter vários defeitos mas ele não é um monstro. Nem quando ele está com câncer a galera deixa o cara em paz ! Parece perseguição e pecuinha ! Se essa galerinha das redes sociais acham que estão corretas, é direito delas. Só não podem reclamar depois de serem chamadas de fanáticas e extremistas.

  8. alexandre

    1 de novembro de 2011 at 22:51

    E eu acho que essa campanha do Lula no SUS só vai reforçar que existe uma galera que não suporta o Lula e que, pior, não respeita nem a doença dele. Vai tachar quem faz a oposição ao Lula de fanático e desumano. E com certeza será utilizada pelos petistas. Bem, mais uma pequena (ou grande ajuda) à oposição ao Lula e ao PT. Depois ninguém entende porque o PT vai para 12 anos de poder..

    • Implicante

      2 de novembro de 2011 at 04:53

      peraí, os petistas acham que desejar que alguém se trate no SUS é coisa de fanático desumano? Que povinho preconceituoso esse, hein… sem contar que aí o Lula seria o fanático desumano maior do país.

  9. alexandre

    1 de novembro de 2011 at 22:40

    O Lula falou bobagem e deve sim ser cobrado disso após a melhora dele. Mas enquanto ele estiver doente, é uma maneira de politizar o câncer de uma pessoa. E não devemos politizar um câncer. E isso serve para o PT, se ele se curar. Também acho um absurdo uma possível politização da cura do Lula.

    • Implicante

      2 de novembro de 2011 at 04:56

      Ninguém além do próprio Lula está “politizando” o câncer dele. Não há nada de errado ou perverso em cobrar coerência do homem que três meses atrás deu bronca na mãe do Caetano Veloso porque não chamou o SAMU.

  10. Paula (PT)

    1 de novembro de 2011 at 10:52

    Parabén pelo site! vcs prestam um serviço ao país ao desmascarar com dados do próprio governo, a farsa, a corrupção desenfreada e o engodo que ele produz as custas de um caríssimo marketing mentiroso feito com nossos impostos.

    Congratulations!!!!

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top