Brasil

Em duas décadas, ao menos sete “povos” ficaram mais ricos que os brasileiros

Cofrinho dourado

De acordo com o Banco Mundial, argentinos, chilenos e uruguaios já são mais ricos do que brasileiros

Foto: 3D Animation Production Company / Pixabay

No momento da redação deste texto, o Brasil tem a nona maior economia do mundo. Mas, com o PIB ainda minguado em decorrência do trágico governo Dilma, corre sérios riscos de ser superado em breve por nações como Canadá, Coreia do Sul, Rússia, Austrália e Espanha, desabando para a 14ª posição.

Tal resultado, contudo, advém do fato de o país ter a sexta população do mundo. Quando o que é produzido em território nacional é dividido pelos habitantes, descobre-se que, a depender de quem faz o levantamento, os brasileiros estão entre os 62º e 76º mais ricos do mundo.

O pior resultado, claro, vem do maior ranking, o das Nações Unidas, que considera 211 governos.

A Fundação Índigo se ateve à pesquisa do Banco Mundial, justo a que traz o melhor resultado, uma vez que possui apenas 178 “concorrentes”. Nesta, sete nações ultrapassaram o Brasil no intervalo de 20 anos. O gráfico, contudo, não inclui os resultados de 2016, quando país foi também superado pela Maurícia, Malásia, Romênia, Granada e Rússia.

É ainda importante ressaltar que a média mundial em 2016 foi de 10.151 dólares por pessoa. E que o Brasil já surge abaixo dela, com pib per capita em 8,650 dólares.

De acordo com o Banco Mundial, argentinos, chilenos e uruguaios já são mais ricos do que brasileiros.

Curtiu o texto? Gostaria de contribuir com o crowdfunding (financiamento coletivo) do autor? Basta clicar aqui e seguir as instruções.

Nunca inseriu um código de desconto no Cabify? Experimente usar o código "IMPLICANTE" e ganhe 100% OFF (com desconto máximo de R$ 10) em até 2 corridas. Após ativado, o crédito terá validade de 30 dias.

Mais Lidas

Política & Implicância.

© 2011 implicante.org - Todos os Direitos Reservados

To Top