facebook
...
Blog

Enfim, uma lei para melhorar o Brasil

17.04.2016 - Brasília - O Deputado Bruno Araujo profere o voto que garante a autorizacao do processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff, no plenário da Câmara dos Deputados. Foto: Marcelo Camargo

Para não dizer que nem tudo vai mal no Congresso Nacional, vez por outra podemos manter as esperanças.

congresso posse

Somos Implicantes porque queremos que o governo faça algo bom para o país com os impostos que tomam à força da população. Não elogiamos gratuitamente políticos, muito menos a soldo de verbas de empresas estatais a título de “publicidade”, como se empresas gigantes, muitas vezes monopolistas, precisassem de “publicidade” em sites pequenos.

Todavia, quando nossos políticos cuidam de fazer algo para melhorar nossa qualidade de vida, muitas vezes a baixo custo (noves fora seus salários, gastos parlamentares, assessores, moradia, 13,º, 14.º, contas de celular e avião etc), é nosso dever noticiar e congratulá-los pela iniciativa. É bom saber que eles trabalham por nós e honram nosso dinheiro vez por outra.

É o importante caso dessa lei, de 19 de maio de 2014, que garante que agora temos alguma esperança de melhoras para o país:

Presidência da República
Casa Civil
Subchefia para Assuntos Jurídicos

LEI Nº 12.975, DE 19 MAIO DE 2014.

Declara a raça de cavalos Manga-Larga Marchador raça nacional.

A PRESIDENTA DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Art. 1º Fica declarada raça nacional a raça de cavalos Manga-Larga Marchador.

Art. 2º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Brasília, 19 de maio de 2014; 193º da Independência e 126º da República.

DILMA ROUSSEFF
Neri Geller

Este texto não substitui o publicado no DOU de 20.5.2014

Muito obrigado, presidenta e Congresso: agora a esperança substituiu o medo! Agora vai!

Nunca inseriu um código de desconto no Cabify? Experimente usar o código "IMPLICANTE" e ganhe 50% OFF (com desconto máximo de R$ 20) em 3 corridas.

42 Comentários

42 Comments

  1. Alan Nascimento

    31 de maio de 2014 at 18:56

    Quando li a notícia eu estava até achando que era sério; somente após abrir a lei eu notei. rsrsrs
    Nota 10 no quesito “sarcasmo” para ti.

  2. Bruno Sampaio

    31 de maio de 2014 at 12:24

    Agora a coisa vai! Finalmente uma lei de alta relevancia para o Brasil!

  3. Mulholland

    28 de maio de 2014 at 01:39

    ISSO É PRECONCEITO CONTRA A MINORIA PANGARÉ!

  4. Apolítico

    26 de maio de 2014 at 09:14

  5. Um leitor

    25 de maio de 2014 at 03:36

    A lei citada no artigo empalidece diante da Lei 12630/2012, instituindo o Dia Nacional do Reggae.
    https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2012/Lei/L12630.htm

  6. Antonio Carlos de Oliveira

    24 de maio de 2014 at 09:56

    Se fosse presidente do Brasil meu plano de governo se resumiria em um único objetivo:
    TORNAR O BRASIL SÉRIO, PRA RICOS E PRA POBRES.
    Mas pra isso acontecer temos que acabar com centralização do governo em Brasília. Passar as responsabilidades para os MUNICÍPIOS, que seriam responsável por tudo, EDUCAÇÃO, SAÚDE, SEGURANÇA, ETC. Aí teríamos ADMINISTRADORES PÚBLICOS, coisa que hoje não temos. ENXUGARIA A MAQUINA PÚBLICA, ACABARIA COM CONGRESSO, teríamos alguns verdadeiros pensadores para soluções sociais, relações internacionais.
    Porém depois do pt só uma revolução salva!

  7. Camila

    24 de maio de 2014 at 09:10

    Quem propôs o Projeto de Lei foi o deputado Arthur Oliveira Maia, que já foi do PSDB, do PMDB e agora está no tal do Solidariedade, e quem votou foi o congresso nacional inteiro. Quem conhece o processo legislativo sabe que a participação da Presidência é mínima e pode até ser tácita. Se o projeto chegou até ela, porque ela vetaria? Ilegal, não é. Contrariar os interesses nacionais, tb não contraria – aliås, ainda vem que o Brasil está acordando para registrar seu patrimônio biológico e cultural. Todo mundo sabe que muitas ervas com propriedades medicinais utilizadas por nossos índios e da briga brasileira pela patente da cachaça. São brigas que têm grande reflexo econômico. Que tal, em vez de criticar a iniciativa alheia, procurar o deputado que você elegeu e propor a ele os projetos de lei que VOCÊ acha pertinentes ao país? Ah, dá mito trabalho, né? Melhor ficar só no sofá ou atrás do computador reclamando do mundo.

    • Flávio Morgenstern

      24 de maio de 2014 at 14:11

      Puxa, é mesmo, ele está certo e nós, que trabalhamos e mostramos a situação, estamos errados.

    • Marcelo Oliveira

      25 de maio de 2014 at 00:32

      Boboquinha ingênua.

  8. Indio

    23 de maio de 2014 at 23:51

    NÃO SEI O QUE DIZER, VOU CHORAR DE TRISTEZA, ACHO QUE VOU DESESPERAR DE QUALQUER FORMA, QUIÇÁ, SOCOOOOORRROOO!

  9. Niltinho

    23 de maio de 2014 at 22:43

    A presidenta jumenta ficou contenta.
    Vai rimar assim na puta que pariu kkkk

  10. jeffrey

    23 de maio de 2014 at 22:19

    É um tapa na cara atrás do outro! E pior é que tem gente q vota pra essa merda dessa Dilma/PT!!! O brasileiro merece tudo isso mesmo! Povinho desgraçado!!!!!!!

  11. Adalberto

    23 de maio de 2014 at 19:02

    Finalmente poderemos mostrar pros grincos que nós temos um meio de transporte digno.

  12. J.Rocha

    23 de maio de 2014 at 15:44

    Esta foi sem dúvida uma tacada genial para ajudar os milionários criadores de S.Paulo e Triangulo Mineiro , pois dessa forma poderão comprar animais caríssimos via BNDES e como todos fazem, dar o cano no País. Lógico que alguém vai levar algum nessa história toda!!

  13. j.Monaco

    23 de maio de 2014 at 13:27

    A desista.org, organização sem fins lucrativos que viola incentivar a desistência em suas mais variadas formas, agradece ao autor deste texto pela compreensão do que tanto tentamos explicar aos nossos.

    Acreditamos que essa medida altruísta da nossa presidente deve fortalecer nossa causa. Obrigado por compartilhar uma notícia tão adequada! Será apregoada aos 4 cantos do planeta e também nos 3 cantos de valhalla.

  14. fap

    23 de maio de 2014 at 11:20

    chorei de rir dessa imbecilidade!

  15. ana paula bravo

    23 de maio de 2014 at 10:43

    Preconceito com os Manga-de-sino e os Manga Apertada. Não gostei da discriminaçao,isso é racismo! :P

  16. robinson

    23 de maio de 2014 at 10:19

    PQP ….. os cavalos agora vao ser feliz…. que merda

  17. leonidas

    23 de maio de 2014 at 09:07

    È definitivamente não posso ser presidente, madaria decaptar a anta que elaborou esta lei…

    • EDZ

      23 de maio de 2014 at 18:15

      relaxa ae q presidente não é Rei absolutista não cara hauhauhauhua

  18. Ana

    23 de maio de 2014 at 08:55

    Pelo menos não atrapalhou a vida de ninguém como muitas por aí!

    • Neusa

      23 de maio de 2014 at 21:06

      É verdade Ana, e isso nos basta, não é? Afinal somos um povo acomodado mesmo, qualquer coisa tá bom, é só não nos prejudicar, nem tão pouco nos beneficiar… Os políticos é que estão certos, temos os que merecemos!

  19. Luis Machado

    22 de maio de 2014 at 22:38

    Grande coisa. Aliás, o que quer dizer “presidenta”?

    • Cleryston Maia

      23 de maio de 2014 at 08:54

      Rima com jumenta…

    • José

      1 de junho de 2014 at 06:43

      Uma mistura de égua com JUMENTA.

  20. Sergio

    22 de maio de 2014 at 22:13

    quem é o ilustre autor dessa obra prima?

  21. Cesar R.

    22 de maio de 2014 at 20:50

    E vai ter cota para entrar na Universidade ou Concurso Público?

  22. Paulo Cesar Franzini

    22 de maio de 2014 at 20:03

    Isto é um deboche barato com a cara do Brasileiro, milhões de reais pra manter esse congresso em atividade pra isto!!!

  23. edson

    22 de maio de 2014 at 18:51

    e pagamos pra ver isso

  24. Rodrigo Costa

    22 de maio de 2014 at 18:44

    A razão de declarar a referida raça como nacional objetiva cuidar de algo que constitui patrimônio imaterial da nação e assim resguardar sua genética diferenciada, protegendo descobertas futuras como quem sabe do próprio gen que determina o andamento marchado característico do mangalarga.

    • Flávio Morgenstern

      22 de maio de 2014 at 22:17

      Ufa, ainda bem, né?

  25. Jesonias

    22 de maio de 2014 at 18:31

    Art. 3° A partir da data de publicação desta lei “brasileiro” e “jumento” serão palavras sinônimas.

  26. LUIZ

    22 de maio de 2014 at 18:01

    EXTREMAMENTE RELEVANTE. JÁ NÃO IREMOS PRA COPA DE JEGUE. PODEMOS IR À CAVALO.
    VAI FAZER GRANDE DIFERENÇA PARA OS ENTRAVES DO TRANSPORTE PÚBLICO, COISA QUE NUNCA FOI FEITO NA HISTÓRIA DESTE PAÍS.

  27. Aldenir

    22 de maio de 2014 at 17:56

    Que bienga el toro…..Per el amor de Dios

  28. Leo de Paula

    22 de maio de 2014 at 17:52

    Eu chorei!

  29. Leonardo

    22 de maio de 2014 at 17:43

    Uma mula sancionando lei de raça de cavalos. Puta sacada, representou legal

  30. Zanesco

    22 de maio de 2014 at 17:37

    Ufa! pensei que ia acabar o mandato dela sem fazer nenhuma lei que nos favorecesse!

  31. @cte29

    22 de maio de 2014 at 17:22

    Agora tem que decretar o Jumento como nova modalidade de mobilidade urbana em homenagem ao Asno do ex-presidente Lula.

  32. Jefferson

    22 de maio de 2014 at 17:10

    Aí sim!! senti firmeza!! Agora vai!!

  33. Rafael VAsconcellos

    22 de maio de 2014 at 16:42

    Uma das melhores leis públicadas nos últimos anos

  34. Pedro

    22 de maio de 2014 at 15:31

    Finalmente foi removido o último grande entrave que estava impedindo o Brasil de se tornar uma potência mundial!

  35. Alexandre

    22 de maio de 2014 at 14:45

    Já que deputado não pode dar nome a ruas…

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top