facebook
...
Blog

Fotos dos estádios inacabados da Copa 10 dias antes dos jogos

Os estádios da Copa estão incompletos, em obras, nenhum parece realmente pronto. Já mencionamos que a Copa do Mundo começa em 10 dias?

arena corinthians pitacodogringo

Dica da nossa leitora Natália Alvim: a revista nova-iorquina Business Insider fez uma seleção de fotos de como estão os estádios inacabados brasileiros faltando apenas 10 dias para o início dos jogos. Não falamos de 10 meses, o que seria uma perspectiva já bastante assustadora – nem de dois meses. Nem de um mês. São 10 dias antes de o mundo inteiro virar os olhos para o Brasil.

O espetáculo é aterrador. Já não bastasse o vexame de, no álbum da Copa, o estádio do Corinthians estar em obras, até agora inconclusas.

Esta é a imagem do estádio do Corinthians, o Itaquerão, no álbum da Copa - em obras.

Esta é a imagem do estádio do Corinthians, o Itaquerão, no álbum da Copa – em obras.

Na partida de empate do Corinthians com o Botafogo pelo Campeonato Brasileiro nesse domingo (1), 11 dias antes da Copa, apenas 37 mil dos mais de 65 mil assentos foram usados. A menos de duas semanas da abertura da Copa, que será no recém-inaugurado Itaquerão, as arquibancadas superiores ainda não estão prontas.

corinthians-stadium-stands

O estádio, onde morreram três trabalhadores que não foram homenageados em nenhum dos jogos até o momento, acabou fazendo com que a fanática torcida do Corinthians, usualmente vestindo preto, deixasse vácuos vistos à distância pelas arquibancadas que ainda não podem ser utilizadas.

arena-corinthians-vazia

Do lado de fora do itaquerão, fora as montanhas de entulho e avenidas estreitas enfrentando ocasionais caminhões e tratores em meio a barrancos e montes de terra invadindo o asfalto, as tendas da mídia e os ventiladores ainda estão sendo preparados.

arena-corinthians-tendas

O estádio, ao contrário do esperado, não terá cobertura, deixando os turistas e raros brasileiros que conseguiram ingressos caríssimos debaixo d’água. Foi como a platéia corintiana assistiu a estréia do time no estádio – ensopada.

Por fora do estádio, andaimes ainda podem ser vistos por todo lado, segurando as estruturas. Não muito longe, muita terra e entulho.

corinthians-unfinished-entrance

A situação não parece muito diferente do que quando faltavam 50 dias para o começo da Copa do Mundo, a Copa mais desanimada da história, justamente no país do futebol. Abaixo, o Estádio Nacional de Brasília, o Mané Garrincha, com capacidade para 72,8 mil pessoas, quando a média de presença em estádios de futebol na cidade muito raramente supera 5 mil pessoas.

estadio-mane-garrincha-brasilia

Já o belo estádio Castelão, em Fortaleza, há quarenta dias possuía obras em todo o seu redor – tão incompletas que algumas ruas simplesmente “desaparecem” de repente em montanhas de areia e entulho.

estadio-castelao-in-fortaleza

A revista virtual ainda pega leve com o Brasil. Lembrando que o estádio de Natal é o menor dos estádios (capacidade para 42 mil), diz que mesmo assim ele custou R$ 400 milhões para ser construído. Bondade sua. Esse era apenas o plano inicial. O preço do estádio superou R$ 1,3 bilhão. O mais caro de todos. Não conheço times do Rio Grande do Norte que possam lotá-lo depois.

arena-das-dunas-in-natal

O mais desajeitado dos estádios é definitivamente a Arena Amazônia, em Manaus. Um estádio que definitivamente não terá como ter utilidade na longínqua Manaus, sem tradição alguma com futebol para se gastar tanto dinheiro em estádios – curiosamente feitos pelas empreiteiras que costumam pagar as campanhas petistas, já que lucram horrores com dinheiro do povo nas gestões faraônicas do PT.

O estádio será a Transamazônica do PT – fora o vício em projetos estatais falidos, centralizados e inúteis, mais uma semelhança entre o PT e a ditadura militar. O estádio fica no meio da floresta, em um estado sem nenhum time representativo, e tem capacidade para inacreditáveis 45 mil pessoas. Também deixou operários mortos em sua construção.

arena amazonia manaus

Em Salvador, o teto teve de ser reconstruído após desabar no último ano.

arena fonte nova salvador

Já em Recife, há menos de um ano, a inauguração do estádio foi marcada com uma chuva deixou o metrô em um estado que só pode ser descrito pelo bordão “imagina na Copa”.

chuva_recife_maio_2013_metro

Mas a grande preocupação mesmo são os estádios que ainda não ficaram prontos, e podem ruir com mais facilidade do que os estádios prontos. Essa era a Arena Corinthians, o Itaquerão, faltando 50 dias para a Copa do Mundo:

arena corinthians 50 dias

E o que dizer do estádio mais atrasado, a Arena da Baixada, em Curitiba? Esta era sua bela cara em fevereiro:

arena-de-baixada-in-curitiba-february

Agora quase completo, precisava concluir o processo de instalar 27 mil assentos faltantes.

arena-baixada-curitiba-27mil

A Arena Cuiabá, em Pantanal, ainda não tinha assentos no patamar superior, o que fez com que sua estréia fosse adiada.

arena-pantanal-cuiaba-assentos

O estádio de Porto Alegre também tinha problemas com instalações para a imprensa e patrocinadores.

Quem pagará essa conta? Você, caro leitor. E também sua empregada. E o mendigo da esquina. Cada vez que pagar por uma pinga, ele pagará 80% pra mais de imposto. Isso tudo é para bancar as construtoras ziliardárias que têm contrato com o governo (aquele trabalho que tinha José Dirceu, como “facilitador” em hotéis) e tomarão dos pobres para dar aos ricos.

E também quando a inflação fizer o tomate da família da dona Zuleide da faxina, não tenha dúvidas: o governo imprime mais dinheiro para ter mais em caixa sem ter produzido, e cada brasileiro, até o mais famélico, paga mais caro em tudo com dinheiro que não representa riqueza para que o governo passe dinheiro dos pobres para os “empresários” ricaços que, ao invés de competir no mercado livremente, mamam nas tetas estatais com o seu dinheiro. Inflação existe por isso.

Mas se está ruim agora, imagine na Copa.

Lula, na Copa da África do Sul em 2010, prometeu que se o Brasil não estivesse pronto para a Copa, voltaria para a África a nado. Estamos aguardando em todas as praias. Dilma, nas Olimpíadas de Londres em 2012, garantiu, de maneira meio mal educada, que faria melhor, levando uma escola de samba pro Rio quando a cidade sediar as Olimpíadas de 2016. Dilma garantiu que não temos padrão FIFA, mas sim padrão Brasil. Estamos vendo.

O PT sobreviveu muito bem, obrigado, a mensalão, mensalão, Celso Daniel, caseiro Francenildo, 54 mil homicídios por ano (mais do que 12 maiores conflitos do mundo em 4 anos, e isso deixando de registrar 8,6 mil mortes), “pagamento” da dívida externa com multiplicação por 12 da dívida interna, fazer uma petrolífera dar prejuízo, Toninho do PT, tentativade Larry Rohter, Rosemary Noronha, enriquecimento de Lulinha, Gleisi com pedófilo, Dilma com Erenice Guerra, Marta relaxa-e-goza antes de acidente aéreo com duas centenas de mortos, os muy amigos Sarney-Collor-Maluf no governo, André Vargas, trem-bala, ligações do PT com FARC e PCC, a gestão desastrosa de Haddad, a pajelança de “perdão da dívida” de ditadura africana cujo “presidente” se declara deus e dá iPhones de ouro aos convidados do casamento, chamar Kadafi de “meu amigo, meu irmão, meu líder”, amizade com o tirano homofóbico Ahmadinejad, a misteriosa morte de Yves Hublet, tentativa de legalizar o furto, tentativa de censurar a mídia, marco civil da internet, escândalo dos aloprados etc etc etc etc etc etc etc 

Talvez agora, com gigantes mortos que não se pode esconder debaixo do tapete, o brasileiro finalmente perceba o que significa esse partido “do social, dos pobres e dos trabalhadores” no poder.

Nunca inseriu um código de desconto no Cabify? Experimente usar o código "IMPLICANTE" e ganhe 50% OFF (com desconto máximo de R$ 20) em 3 corridas.

53 Comentários

53 Comments

  1. betamir

    14 de junho de 2014 at 09:54

    Achei ótimo o comentário: síndrome de viralatas. As obras não precisavam ser faraônicas. E desculpem, realmente é difícil controlar tudo. Mas dizer que não eram necessários estádios em regiões sempre esquecidas, eu discordo. O Brasil, até agora, somente lembrou do Sudeste e um pouquinho do Sul. Por quê somente nós temos o direito de usufruir do que é bom? Por quê outros estados não merecem ser agraciados com coisas boas? Vamos então manter as coisas como estão? Fui na primeira passeata no Rio. Mas ao estar lá, me senti uma verdadeira idiota: manipulada por mídias. Mídias de sei lá quem está por trás. Aliás, acho que até sabemos. Brasileiro é burro mesmo: é fácil mexer com a gente, somos muito naifs. O governo percebeu algo que muitos que se dizem intelectuais não perceberam: atacar o governo não é atacar o governo. Atacar o governo hoje é atacar o Brasil. Pois ao contrário do que imaginamos, eu que morei três anos fora do país, vi a imensa dor de cotovelo que os estrangeiros estão – e isto foi confessado por conhecidos estrangeiros. Porque querendo ou não, o Brasil cresceu. Vcs não viveram outras épocas. Não à toa, milhares de estrangeiros chegam aos borbotões para tentarem a vida aqui. Se vcs pensam que problemas ocorrem somente aqui, aconselho a assinarem o Le Monde, para ver que em plena Paris, que todo mundo acha chique demais, todo dia tem passeatas, queimada de carros, violência, provocada por desempregados. Que nos EUA, é possível ver esgoto à céu aberto. Que a rede RTP, de Portugal, noticiou há exatos 4 anos e meio que todos os rios de Portugal estão POLUÍDOS, que o lixo é jogado clandestinamente nas vias, para que não paguem tributos, que a máfia da Itália está se especializando em mandar lixo para outros países e por aí vai. Portanto, vamos aprender a ter mais patriotismo. Isto significa não furar a fila, auxiliar idosos, controlar em quem votou e antes de tudo, parar de achar e delegar tudo ao governo como quem precisa de um pai. É preciso antes de tudo, um compromisso cidadão. E este não se alcança com bebedeiras e reclamações em bar. É isso que vejo a classe média fazendo. Não conheço gente simples mesmo que esteja insatisfeita com o governo. Para adicionar, brasileiro, num misto de viralata e rei, acha que tem que ficar milionário. Saibam que em Portugal, um professor de escola primária ganha pouco mais de 300 euros. E um professor de faculdade, 1.000 euros. E um juiz, 4.000 euros. Lá também o Metrô foi construído e a obra foi feita de forma errada. E não pensem que é só na terrinha. Portanto, ACORDEM. Só existe uma razão para o Brasil não poder dar certo: porque todos os países estão simplesmente torcendo contra: o Brasil sempre foi o quintal de todos eles, tudo era bem baratinho. Será que então podemos começar a torcer verdadeiramente a favor? E jogar o complexo de vira-lata fora?

  2. Tião

    9 de junho de 2014 at 13:57

    Discordo completamente do que se diz da Arena das Dunas. Há dois clubes muito importantes e competitivos em Natal, América e ABC, que vem fazendo boas campanhas na serie B. Estão há anos na segundona. Além disso, é so procurar as fotos da final do campeonato potiguar para você tirar a conclusão de que o América pode manter o estádio e não fazer a palhaçada que ocorre no Maracanã, com públicos ridículos em clássicos…

  3. Leonardo

    5 de junho de 2014 at 00:07

    Só não concordo com a TRANSAMAZÔNICA, pois sempre reclamamos de infraestrutura mas quando tem reclamamos. Não é porque a pessoa não vai para o Norte que possa achar que o resto também não precisa ir. Cidade de Manaus é grande e quantidade de caminhões que chegam também é.

  4. Paulo

    4 de junho de 2014 at 12:34

    Esses petistas que estão vomitando por aqui são como retardados mentais ou crianças de cinco anos: a sacanagem existe, os estádios não estão prontos, e na tentativa de desqualificar a essência da matéria gritam para o fato de que na camisa do autor está faltando um botão…ops, foi figura de linguagem, ok, senhor petista vigarista?

  5. Herculano

    4 de junho de 2014 at 11:14

    Sinceramente falando nao consigo perceber como e que os estadios do mundial ainda nao terminar mesmo faltando uma coisa de 8 dias. Nao queria falar mal, pois falar mal dos outros nao e minha virtude, mas uma coisa e certa: o brasil nao devia se queixar muito menos inventar desculpas pelos atrasos nas obras pois afina de contas nao foi a FIFA que impos ao Brasil a organizacao deste mundial. Foi o prpriop Brasil que se propos a organizar. Facto ainda e que depois do mundial 2010 o Brasil teve cerca de 3 anos pra construir e acabar as obras em tempo recorde, mas mesmo assim nada disso se verifica. Ha que culpar o governo brasileiro que sempre fez promessas de que os estadios estariam prontos muito antes da hora. Mas isso infelismente tambem nao e o que se verifica. Nota posetiva dou aos manifestantes contra esta copa pois se eles se manifestam quer dizer que ate eles conseguem ver que o seu Pais esta a gastar tanto dinheiro pra algo que nem sequer vai materializar, enquanto no brasil ha muita gernte que vive debaixo da linha da pobreza.

    Herculano (o geografo), Maputo, Mocambique

  6. Phelipe Gomes

    4 de junho de 2014 at 08:00

  7. [email protected]

    4 de junho de 2014 at 01:30

    Perdoem-me todos, meu ponto de vista vai além disso tudo; dez dias, dez meses, dez anos q fossem, o fato é que nosso País não tinha, e não tem condições financeiras de arcar, de ” sediar” (antes q eu também seja apontada como “analfabeta funcional”) com evento internacional de porte algum… Se todos conseguíssemos ver além do confuso espetáculo que será a Copa, veriam que esse triste cenário de falsa alegria e estabilidade, está sendo usado para “encobrir”, tipo cortina de fumaça, todas as pequenas mudanças governamentais q estão sendo feitas enquanto estamos todos (ou quase todos) focados na tal Copa; quando este circo todo acabar, eles terão ROUBADO mesmo, outros zilhoes de baixo dos nossos narizes sem plástica, e aí, já era!!! Perdoem – me o desabafo, mas a cada dia q passa até “comer” torna-se menos viável!! Vamos todos pagar $$$$ (literalmente) como se fossemos turistas!!!

  8. julio correia

    3 de junho de 2014 at 23:37

    E ainda queriam fazer a Copa com 17 sedes para extender a farra, e por consequência, mais ,mais ,mais grana.Eu adorava futebol.Joguei muito, não em qualidade, só um pouquinho, mas em quantidade.Hoje tenho nojo disso tudo, e a Copa então….Aquí no RJ.O que fizeram com o Maracanã?Como pôde custar tanto?Com as fundações reutilizadas, estavam prontas. E tem gente que aprova isso tudo.

  9. Pedro Bó

    3 de junho de 2014 at 19:42

    A única foto ’10 dias antes dos jogos’ é a primeira. Linkbait horroroso. E não, nós não vamos pagar a conta porque os estádios são apenas financiados pelo BNDES, e não propriedade pública.

  10. F.Carlos

    3 de junho de 2014 at 19:10

    A confirmar. Soube por meio de um amigo, que um engenheiro da CEB lhe disse que o Estádio (recuso a palavra arena) só funciona com gerador, por erro de projeto não há compatibilidade com a rede da CEB.

  11. Priscila

    3 de junho de 2014 at 16:50

    É um costume quase cultural do Brasil inaugurar obra inacabada. “Se foi inaugurada, está acabada!” e lá vem a mídia, foguetório, evento de abertura e o c***lho a quatro.
    Depois aparece os problemas, isso ou aquilo não funcionam e por ai vai.
    Dai a culpa é de quem?? De ninguém, porque não se pode mais dar de dedo na cara do infeliz, esse já tá longe aproveitando o dinheiro.
    O que o “povo” (generalizando) pensa? “Não foi culpa do governo, isso é culpa da empreiteira que era pilantra!” “Ahhh, é culpa da FIFA, ela que exigiu isso!”
    Essa última frase é verdadeira e ninguém pode negar. Não foi exigido mais do Brasil do que foi exigido em outros países em questão de estrutura e segurança, que é outra palavra (segurança) com significado diferenciado nesse país em comparação aos outros.
    Receberemos a Copa assim como se recebe uma visita inesperada com a casa suja: pode ser que você não se importe com a situação, mas no fundo dá vergonha!

  12. Carlos

    3 de junho de 2014 at 16:27

    O que existe de analfabeto funcional se manifestando é simplesmente o retrato de Pindorama, né não?

  13. Alex

    3 de junho de 2014 at 13:33

    Na chamada vocês dizem: “nenhum parece realmente pronto”, e no entanto vocês convenientemente não citam o Mineirão, que foi o único estádio pronto há mais de 1 ano, e já foi usado várias vezes pelo Cruzeiro em seus jogos oficiais dos Campeonatos Mineiro (2014) e Brasileiro (2013 e 2014) e Libertadores (2014). Eu concordo que o Mineirão teve dezenas de problemas em sua inauguração ano passado (em maio / 2013), como sinalização, falta de banheiros e bebedouros, mas todos foram sanados a tempo do Camp. Brasileiro de 2013, logo depois da Copa das Confederações.

    Isto vocês não falam!!!

    • Flávio Morgenstern

      3 de junho de 2014 at 23:32

      Então temos 11 estádios faltando coisas e UM estádio pronto. “Mas isso não mostramos”! Como somos injustos!

  14. dirceu alexandrino

    3 de junho de 2014 at 10:52

    Difícil entender essa posição jornalística em relação aos estádios ora mencionados na matéria. Fácil é ver ”in loco” que as obras, lentas ou não, estão por acabar. Mas, o que vejo de importante nessa copa do Brasil, é que o legado, termo muito usado ultimamente, ficará para nós brasileiros. Infelizmente, essas obras de mobilidade estão por demais devagar, fora os que não serão nem concluídos. Caberá a nós, brasileiros, que ficaremos por aqui, cobrar constantemente das autoridades competentes a conclusão dessas obras de mobilidade urbana.

    • Flávio Morgenstern

      3 de junho de 2014 at 23:25

      Ficaremos com um estádio daquele tamanho na Amazônia. Resta cobrar dos políticos que… bom, o transformem num estacionamento gigante, talvez.

  15. Paulo

    3 de junho de 2014 at 10:49

    Caro Flávio: impressiona os militantes virtuais vomitando regras e moral nos comentários. Petista é incrivelmente cínico e psicótico. O sonho de consumo desse pessoal era que essas sujeiras todas que o partido da trambicagem comete o tempo todo ficassem escondidas.

  16. Jota Lopes

    3 de junho de 2014 at 08:46

    Não sei dizer o quanto há de errado nessa matéria, mas o estádio mais caro da copa foi o de Brasília, e a mesma pergunta feita em relação ao estádio de Natal, pode ser feita a ela. Mas posso assegurar que a estádio de Natal não foi o mais caro, além de que a foto é muito antiga, antes mesmo do início da obra de um viaduto que ficará à esquerda do estádio (nesta foto). É lamentável mas a matéria parece ser apenas difamatória, sem qualidade da informação.

    • Flávio Morgenstern

      3 de junho de 2014 at 10:17

      De fato é difícil saber qual é o verdadeiro estádio mais caro, pois ainda nem temos como contabilizar o quanto foi “desviado”. Sobre a data de cada uma das fotos, basta LER, ao invés de só ver as fotos e bancar a polícia política virtual. ;)

  17. Carlos Campos

    3 de junho de 2014 at 02:52

    Um Off-topic: em matéria do Gazeta do Povo, sobre o projeto aloprado do Vicentinho de proibir importação de livros, leio o seguinte: “O professor de Filosofia Política Roberto Romano, da Universidade de Campinas (Unicamp), reconhece no projeto uma “origem de direita, conservadora, reacionária e que tem pouco a contribuir com o aprimoramento das instituições políticas brasileiras”.

    É isso mesmo?! Será que perdi algo?! Ou entendi mesmo o que eu li?

    • Flávio Morgenstern

      3 de junho de 2014 at 10:14

      Roberto Romano parece encontrar “direita” negativa em todo lugar. Engraçado que na época da Primeira Leitura ele não era assim.

      • Carlos Campos

        3 de junho de 2014 at 22:08

        Por isso estranhei. Não o acompanhei mais nos últimos anos, e tive que ler três vezes o trecho pra me certificar de que não era ironia, humor ou qualquer tipo de asseriva não-literal. Não só por ser ele quem o estava dizendo, mas porque a afirmação é de tal ordem, aloprada, alucinada, psicótica, que você custa a acreditar. Um projeto do ViFentinho, do PT, típico da cabecinha do intelectual esquerdopata nacional que, entre outras coisas, se entope exclusivamente da literatura esquerdista (e quantos clássicos internacionais da literatura política não-esquerdopata nunca estiveram nas prateleiras das livrarias brasileiras) ser chamado de iniciativa de “direita, conservadora, reacionária” é de um cinismo e de uma loucura sem tamanho! Perderam a vergonha completamente.

        A propósito, Flávio: você já deve ter lido o “Thinkers of the New Left” do Scruton. Onde você conseguiu encontrá-lo? Ao ver o preço na Amazon (U$ 250,00!!!), quase caí pra trás.

      • Flávio Morgenstern

        3 de junho de 2014 at 23:38

        Carlos, o livro sairá pela É Realizações esse ano! Fique de olho!

      • Carlos Campos

        4 de junho de 2014 at 01:28

        Puxa, Flávio, que excelente notícia! Obrigado pela informação! Sem poder comprar o livro, o cacei em PDF por aí e não achei um só arquivo. Nem no IMB tem.

      • Flávio Morgenstern

        4 de junho de 2014 at 13:40

        Creio que o IMB não goste muito do Scruton não… ;)

  18. Arthur

    3 de junho de 2014 at 02:49

    E outra, complementando o que o Passos comentou: se o senhor tivesse o mínimo de compromisso com a verdade, certamente não induziria os seus leitores a erro, expondo fotos de meses atrás em uma matéria cujo título é “Fotos dos estádios inacabados da Copa 10 dias antes dos jogos”. Se essa sucessão de erros foi sem querer, tenha a ombridade de corrigi-los.

    • Flávio Morgenstern

      3 de junho de 2014 at 10:13

      “Ombridade” é a capacidade de ter ombros? Se em fotos apresentadas por DOIS PONTOS falando do mês em que foram tiradas são má interpretadas por gente preguiçosa, a culpa não é minha, e sim justamente de quem “sai falando besteira, criticando por criticar, sem qualquer embasamento”, como você diz e que cabe perfeitamente a (veja só) você.

      • Arthur

        3 de junho de 2014 at 12:45

        Que seja. “Hombridade”. Meu erro bobo na madrugada não é pior que a sua má-fé com os próprios leitores. Se ter honestidade for demais, basta reconhecer que foi infeliz e corrigir as falhas, visto que não só eu apontei erros na sua matéria. Tenha UMILDADE (para combinar com o “ombridade” e para que tenha outro detalhe para refutar e fugir da questão principal).

      • Flávio Morgenstern

        3 de junho de 2014 at 23:26

        Má fé em mostrar fotos e apontar as datas de TODAS?

      • Marcus Padilha

        7 de junho de 2014 at 08:27

        Continuou fugindo e naum assumiu o vies ‘viralatistico’ da ‘reportagem’….

    • leandro marcelino de lima

      7 de junho de 2014 at 10:07

      Se o povo brasileiro tivesse educação essa latrina que chamam de partido não ganharia eleição nenhuma. Esse camarada além de não saber escrever, não sabe interpretar um texto. Por isso ele deve votar no PT.

  19. Arthur

    3 de junho de 2014 at 02:44

    “Estádio no meio da floresta”. Isso é burrice ou má-fé, Flávio Morgenstern? Reflete a personalidade da maioria dos que te leem: gente que sai falando besteira, criticando por criticar, sem qualquer embasamento, sem ao menos buscar informações sérias a respeito. Basta olhar no Google Maps, não dá muito trabalho.

    • Flávio Morgenstern

      3 de junho de 2014 at 10:11

      Arthur, sabe a distância que o estádio tem de qualquer centro urbano capaz de lotar, sei lá, um quarto do estádio? A frase, por sinal, nem sequer é minha. Tal como um estádio gigante em Cuiabá, para um país do tamanho do Brasil, não deixa de ser um coliseu no meio do cerrado.

    • danir

      3 de junho de 2014 at 13:34

      Pelo visto o critico (Arthur) não sabe o que significa linguagem figurada. Além do mais, 10 dias ou 5 meses, considerando quando tudo começou ou deveria começar, e os preços com aumentos galopantes sobre os orçamentos iniciais, além é claro do estado atual das obras, não deixam margem para deixar de chamar tudo isto de escândalo. Uma verdadeira degradação para qualquer brasileiro com vergonha na cara que tenha que falar com um estrangeiro sobre nosso bucólico pais de mentirinha governado por um governo de mentirosos. Isto para não falarmos mais emotivamente e contundente sobre as qualidades destes senhores que se aboletaram no governo. Cada vez mais eu penso que Pelé além de um gênio no futebol, às vezes tinha rasgos de genialidade também em suas declarações sobre política. Por falar nisto; Flavio você tem certeza de que o Arthur não é uma entidade fantasiosa que surgiu para fazer um contraponto aos seus artigos e provocar polêmica? Algo como um ET politizado sem noção? !!! Realmente é uma triste constatação perceber que as pessoas comentam o que não leem, com uma segurança e um desembaraço que eu ás vezes não tenho sobre o que leio com atenção. Geniais ou Surreais.

    • Marco

      4 de junho de 2014 at 03:07

      De vc, caro amigo, só tenho pena….

  20. Thiago

    3 de junho de 2014 at 01:08

    Acho que nem assim o povo acorda em relação ao PT! Sempre vão buscar a ilusão quando julgarem necessária a desculpa para elevar alguém a salvador da pátria, que é mais ou menos a imagem que o Lula tem diante de boa parcela do povo brasileiro…

  21. Carlos Campos

    3 de junho de 2014 at 00:29

    Flávio, na potencialmente infinita lista do penúltimo parágrafo, faltaram alguns “must remember” como o apoio eleitoral, político e financeiro ao, segundo Igor Fuser, “país onde há mais liberdade de expressão no mundo”, a Venezuela; idem para Cuba.

  22. Juberlan

    2 de junho de 2014 at 23:30

    Palmas para o autor!
    Só faltando mencionar o novo alvará de soltura expedido para o bom velhinho Nicolau dos Santos Neto, coitado… com idade avançada demais para cumprir prisão após ser condenado por desviar R$ 170 milhões da construção do Fórum Trabalhista de São Paulo na década de 1990… Só aqui, só no Brasil.

  23. Matcos Passos

    2 de junho de 2014 at 23:00

    Olha deixo bem claro aqui que sou totalmente anti PT….mas a foto que vcs usaram para ilutrar a Arena da Baixada em CWB esta totalmente desatualizado. O que vcs publicaram nao condiz com a arena hoje. Ja assisti 2 jogos la e posso atestar aquela foto nao tem nada haver….

    • Flávio Morgenstern

      2 de junho de 2014 at 23:13

      Se você tivesse LIDO a matéria antes de “criticar”, veria que TODAS as fotos indicam o mês em que foram tiradas. Basta largar de preguiça antes de ligar a palpitaria giratória.

    • Thiago

      3 de junho de 2014 at 01:15

      Brasileiro é foda… só vê as imagens! ¬¬ Para lhe ajudar, tá ai o texto que acompanha a foto da Arena da Baixada, com um destaque…

      “E o que dizer do estádio mais atrasado, a Arena da Baixada, em Curitiba? Esta era sua bela cara >>>em fevereiro<<<:"

      • Fábio

        3 de junho de 2014 at 13:33

        Absurdo mesmo Thiago! EM FEVEREIRO! QUE BELA MENTIRA ESSES «10 dias». Fossem tirar as fotos ou procurasse, para não enganar o leitor.

        O problema da direita é que ela se fundamenta em atacar os outros, e age como oposição pura e simples, simplificando as gêneses. Daqui a pouco o PT vai ser culpado da II Guerra Mundial!

        A direita brasileira é desinformada e tem muita má-fé, mais por preconceito de classe. Enquanto elas dependerem do Olavo para terem qualquer opinião decente, vão só falar besteiras. Em vez de buscar EXEMPLOS da direita americana: que é esquerda. O que seria o EUA, senão uma revolução? Que eles busquem princípios e ideias que acrescentem algo. Já cansou essa de difamar e caluniar. É coisa de criança.

        «em FEVEREIRO», MUITO ABSURDO, isso faz TEMPO, e ainda tem coragem de publicar uma mentira dessas!
        COLOCA UM *PS* e desculpas por ser um mentiroso. Depois querem dar lição de moral pro PT, quando aqui já nasce uma corrupção.

      • Flávio Morgenstern

        3 de junho de 2014 at 23:27

        Onde foi mesmo que você leu que a foto é de fevereiro? No texto! E está dizendo que ele é mentiroso?

      • Ricardo Pena

        3 de junho de 2014 at 15:48

        O problema é que o título diz “fotos de 10 dias antes da Copa”. Acreditamos no título da matéria ou na descrição da imagem? Um desmente o outro? Ou é só indução para os verdadeiros preguiçosos, que lerão o título, olharão as imagens e pensarão que é atual?
        Acredito ser má fé pra ganhar compartilhamentos mesmo.

      • Flávio Morgenstern

        3 de junho de 2014 at 23:35

        Se você é preguiçoso e não lê nem UMA LINHA antes de dar palpite, a culpa não é minha. Vai pra rua e diga que com 10% do PIB você conseguirá lograr tal façanha.

      • Ricardo Pena

        4 de junho de 2014 at 00:00

        Sou tão preguiçoso que li até os comentários… hehehe… Não sou de esquerda e nem vou pra rua, apenas fiz o comentário de que o título apelativo é pra ganhar compartilhamentos no facebook, maneira da qual vim parar aqui (apesar de achar a matéria até boa). Acredito que nós dois somos inteligentes o suficiente pra saber que esses títulos tem um único propósito, que é: pegar os desavisados. Ou não somos?

      • Flávio Morgenstern

        4 de junho de 2014 at 13:40

        Ricardo, se tem fotos aqui dos estádios 10 dias antes da Copa e até a matéria original tinha esse título, por que o chororô?

      • Axelions

        4 de junho de 2014 at 22:41

        Opa so tem brasileiro com sindrome de vira lata mesmo, pede asilo no Paraguay logo…

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top