facebook
...
Blog

Haddad critica semáforos instalados por Marta

Prefeito reclamou das condições dos semáforos implantados pela Consladel, empresa acusada de financiar um mensalão durante a gestão Marta

Fernando Haddad mirou em Kassab e atingiu Marta

No começo desta semana, o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, criticou a rede de semáforos herdada por sua administração. Ao direcionar críticas veladas ao seu antecessor, Gilberto Kassab, Haddad acabou atingindo em cheio a sua colega de partido, a ex-prefeita Marta Suplicy.

A rede instalada na cidade, criticada por Haddad, foi implantada pela empresa Consladel durante a gestão de Marta. Na época, o contrato foi questionado por parlamentares de oposição que denunciaram superfaturamentos em obras.

Em maio de 2005, reportagem publicada na revista Veja denunciou um esquema de compra de votos, similar ao mensalão, ocorrido na Câmara de Vereadores de São Paulo. De acordo com relatos publicados na reportagem, o ilícito teria ocorrido durante a gestão Marta e financiado pela Consladel, contratada para instalar a rede de semáforos da capital, além de ser a responsável pelo novo “paisagismo” da cidade.

Ainda segundo a revista, o dono da Consladel, Jorge Moura, teria admitido a distribuição de recursos a vereadores que votassem a favor de matérias de interesses da então prefeita Marta Suplicy. A prebenda, conhecida pelo nome-código de “cesta-básica”, também seria distribuída a secretários da prefeitura, responsáveis pelos aditamentos de obras.

Em junho de 2005, a prefeitura de São paulo, então comandada por José Serra, iniciou uma sindicância nos contratos assinados durante a administração anterior e não renovou os contratos com a Consladel. Com as investigações em curso, a empresa também foi impedida de participar de novas licitações.

Essa não foi a primeira vez que o nome da Consladel apareceu envolvido em escândalos de corrupção. Em maio de 2002, o médico João Francisco Daniel, irmão de Celso Daniel, prefeito assassinado de Santo André (SP), afirmou que a empresa foi beneficiária de um esquema de propina que funcionava na administração municipal petista.

A empresa contratada por Marta também foi investigada em Manaus (AM) e Santo André. Na página que mantém na internet, a Consladel publicou uma comunicado em que se defende de outra denúncia, desta vez, veiculada no programa Fantástico, da Rede Globo. De acordo com o programa, representantes da Consladel, que também fabrica radares de trânsito, receberam propina para não enviar multas ao Detran.

Não é de se estranhar que o prefeito Fernando Haddad tenha reclamado da “precariedade” da rede de semáforos. Não bastasse o histórico da Consladel relatado acima, a própria empresa responsável pela implantação do sistema reconhece que a cidade de São Paulo foi a sua primeira experiência na área:

Na instalação do Sistema SEMCO – Semáforos Controlados por Computador – implantado pela Secretaria Municipal de Transportes de São Paulo, através da Companhia de Engenharia e Tráfego – CET, houve a oportunidade de exercer nossa primeira especialização.

Até agora, sempre que o prefeito Fernando Haddad esbarrou em um problema, ele foi decorrente de escolhas do próprio PT.

Nunca inseriu um código de desconto no Cabify? Experimente usar o código "IMPLICANTE" e ganhe 50% OFF (com desconto máximo de R$ 20) em 3 corridas.

3 Comentários

3 Comments

  1. André

    22 de fevereiro de 2013 at 15:21

    Eu acho que a culpa pelos semáforos é do Adhemar de Barros.

  2. danir

    21 de fevereiro de 2013 at 17:53

    Tudo isto porque o paulistano desaprendeu a votar. Uma lástima.

  3. Thiago

    21 de fevereiro de 2013 at 05:19

    Será o bom e velho fogo amigo do PT querendo atingir o Kassab e acertando no próprio pé? … Espero ver os próximos episódios dessa novela, com direito a desdobramentos para 2014!

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top