facebook
...
Blog

Lobista afirma ter pago propina a Agnelo; Governador do DF admite que recebeu, mas diz que foi um “empréstimo”

Ex-funcionário de empresa farmacêutica depositou R$ 5.000 na conta de Agnelo Queiroz em 2008. No mesmo dia, como diretor da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), Agnelo liberou certificado para a empresa. Reportagem da Folha.com (para assinantes):

O governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT), admitiu ontem que recebeu em sua conta pessoal R$ 5.000 de um lobista quando trabalhava como diretor da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, em 2008. O dinheiro foi transferido para a conta de Agnelo por Daniel Almeida Tavares, que na época trabalhava para a farmacêutica União Química.

Em julho, Tavares disse à revista “Veja” que pagou propina a Agnelo e outros funcionários em troca de facilidades na concessão de licenças à farmacêutica. O governador negou.

No mesmo dia em que o dinheiro caiu na conta de Agnelo, em 25 de janeiro de 2008, a União Química obteve da Anvisa um certificado sem o qual não poderia participar de licitações nem registrar novos medicamentos. Não foi uma decisão do colegiado da agência. Como diretor da área responsável por conceder o certificado na época, coube a Agnelo decidir sozinho a autorização.

No ano passado, a União Química doou oficialmente R$ 200 mil à campanha de Agnelo ao governo do DF. Em nota divulgada ontem, Agnelo voltou a rejeitar a versão do lobista de que recebeu dinheiro de propina e disse que os R$ 5.000 representavam o pagamento de um empréstimo que ele havia feito para Tavares.

O governador admitiu à Folha que o empréstimo foi feito informalmente, sem documento ou contrato que comprove a transação. E disse que emprestou o dinheiro ao lobista em espécie, portanto não teria como comprovar sua versão.

Agnelo é investigado por ordem do STJ (Superior Tribunal de Justiça) por causa de irregularidades no Ministério do Esporte. Ele foi ministro de 2003 a 2006, no governo Lula, antes de virar diretor da Anvisa, onde ficou de 2007 a 2010.

O lobista Daniel Tavares procurou a deputada distrital Celina Leão (PSD) há duas semanas afirmando que estava sofrendo ameaças e que precisava de proteção policial. Ele repetiu as acusações contra Agnelo e apresentou documentos, como extratos bancários. Segundo a deputada, o lobista afirmou que os R$ 5.000 transferidos para a conta de Agnelo representam parte de uma propina de R$ 50 mil paga ao petista. Tavares sustenta que os demais R$ 45 mil foram pagos em dinheiro vivo.

“Fui orientada pela Polícia Federal para que ele venha à Câmara Distrital e preste depoimento oficial, inclusive para que possamos solicitar proteção policial”, disse ela.

Tavares contou a interlocutores ter um vídeo que comprovaria a entrega de dinheiro a Agnelo, além de extratos de outros cinco depósitos bancários que somariam mais R$ 30 mil.

Em julho, Agnelo disse à revista “Veja” que conhecia Tavares apenas de reuniões oficiais e que iria processá-lo por conta das acusações. Na ocasião, a revista informou que Daniel ameaçava fazer denúncias contra Agnelo.

Comentário

Não podemos descartar a hipótese de que a versão de Agnelo seja verdadeira. Ele apenas “conhece Tavares de reuniões oficiais” e emprestou dinheiro ao lobista informalmente. Qual o político que nunca saiu de uma reunião e foi abordado pelo interlocutor, “sabe como é, excelência, a gente ganha muito mal pra fazer lobby aqui, o orçamento tá meio apertado em casa”?

Nunca inseriu um código de desconto no Cabify? Experimente usar o código "IMPLICANTE" e ganhe 50% OFF (com desconto máximo de R$ 20) em 3 corridas.

1 Comentário

1 Comment

  1. danir

    8 de novembro de 2011 at 15:30

    É uma ofensa contra nossa inteligência. E maior ofensa ainda a postura do governo, leia-se Dilma e o pt, que tentam nos fazer acreditar nestas fantasias: Políticos governistas inocentes, de pureza quase virginal, sendo enganados por raposas maldosas, representantes da burguesia capitalista e o escambau; enquanto trabalham pelo bem estar e saúde dos idiotas do lado de cá . Qual o lobista que pediria um empréstimo a um politico atuando em sua área de lobby, sem ficar desacreditado? Qual o político inocente e ingênuo aceitaria o pagamento de um emprestimo diretamente em sua conta corrente sem ter nenhum papel que o corroborasse? Qual o político idiota aceitaria o pagamento desta forma, sabendo que com isto se exporia a uma interpretação espúria mais adiante, se quisessem prejudicá-lo?. Está mais me parecendo que o lobbyista se aproveitou deste “descuido” do Agnelo, em “aceitar “agrados”, fazendo depósito em sua conta corrente, para usar como material de pressão lá na frente caso necessário. Definitivamente os bandidos atuais não respeitam mais ninguem; nem os seus parceiros de falcatruas. Literalmente é a fome contra a vontade de comer. Espero que caia o mais breve possível, e dentro de minha ingenuidade, fico orando todo dia para que uma luz clareie suas idéias e que traga junto uma lufada de honestidade e dignidade. Que transformem suas vidas até aqui inúteis e por consequência permitam que ganhemos um pais melhor para habitar. E aí vem uma pergunta que não quer calar: O que o Agnelo fez para contrariar o Daniel Tavares, a ponto dele jogar a merda no ventilador? Como diria o Jaguar no falecido Pasquim, “cartas para a redação”.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top