Blog

Melhor ter acabado: cada aluno do Ciência sem Fronteiras custava R$ 105 mil por ano

O orçamento anual do programa todo era de R$ 3,7 bilhões.

Foto: Sidney Lins Jr. / Agencia Liderança

O governo enfim anunciou o encerramento do programa “Ciência sem Fronteiras”, que em tese serviria para fomentar a pesquisa por meio de bolsas em instituições estrangeiras, mas que na prática registrou uma porção de casos não propriamente louváveis.

Houve quem tratasse a decisão como algo “ruim”, pois parecia ser o fim do fomento da “ciência”. Bobagem.

Para se ter uma ideia do tamanho da coisa, o programa consumia ao todo R$ 3,7 bilhões ao ano, atendendo 35 mil bolsas. Ou seja, o custo anual de cada aluno era de mais de R$ 105 mil.

Com o valor total, o mesmo Ministério da Educação atende 48 MILHÕES de alunos pelo PNAE (Programa de Alimentação Escolar).

E, no fim das contas, governar é fazer escolhas. Desse modo, a opção adotada foi a mais urgente.

Fonte: Website do Senado Federal

Nunca inseriu um código de desconto no Cabify? Experimente usar o código "IMPLICANTE" e ganhe 50% OFF (com desconto máximo de R$ 20) em 3 corridas.

To Top