facebook
...
Blog

O “parabéns Dilma!” terá de esperar. Presidente mantém ministro ligado a escândalo de corrupção

Tão logo publicamos a notícia sobre a queda da cúpula que comanda o ministério dos Transportes, Alexandre – o nosso leitor petista (ele jura que não é) mais assíduo – veio parabenizar a “presidenta” pela iniciativa: “Parabéns Dilma ! Mostrou que não vai tolerar corrupção no seu governo”, disse entusiasmado. Entendemos, afinal, o parâmetro que Lula deixou não foi muito elevado. Qualquer ação que não fosse a de afagar os envolvidos em escândalo de corrupção já seria uma agradável novidade, digna até de comemoração.

Pois bem, mesmo que todos os indícios de desvios no Transporte apontem para o titular da pasta, o ministro Alfredo Nascimento, Dilma decidiu mantê-lo no cargo. A informação foi confirmada hoje pela Folha Online. Leiam com atenção o que segue, voltaremos nos comentários:

Enquanto o governo se mobiliza para defender e manter o ministro Alfredo Nascimento no comando dos Transportes, a oposição já fala em pedir uma CPI no Congresso para investigar o suposto esquema envolvendo servidores do ministério e de órgãos ligados à pasta em superfaturamento de obras e recebimento de propina de empreiteiras e consultorias.

Quatro integrantes da cúpula do ministério foram afastados no último sábado por conta das denúncias e, nesta manhã, a presidente Dilma Rousseff divulgou nota mantendo Nascimento no cargo.

O líder do PSDB no Senado, Alvaro Dias (PR), anunciou que seu partido vai solicitar uma audiência pública com o ministro e com o diretor-geral afastado do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), Luiz Antônio Pagot, para que eles prestem esclarecimentos sobre as denúncias.

O requerimento de audiência será apresentado à CI (Comissão de Serviços de Infraestrutura), cuja reunião está prevista para a próxima quinta-feira (7). De acordo com o PSDB, o requerimento prevê a convocação do ministro e o convite do diretor-geral do Dnit. A diferença é que a convocação torna a presença do ministro obrigatória, sob pena de crime de responsabilidade.

O esquema de corrupção no Ministério dos Transportes foi revelado pela revista “Veja”. Para Alvaro Dias, o próprio ministro deveria se afastar durante o período de investigações.

O líder do PSDB na Câmara, Duarte Nogueira (SP), por sua vez, afirmou que o afastamento da cúpula do ministério e a instauração de sindicância interna para apurar o caso são insuficientes diante da gravidade das denúncias.

“Os fatos são graves. O afastamento foi correto, mas há necessidade de investigações mais profundas”, disse.

(…)

GOVERNO

Segundo a assessoria de Imprensa do Palácio do Planalto, a presidente já conversou com Nascimento e pediu que ele conduza as investigações do suposto esquema.

De acordo com assessores, o governo “reitera apoio ao ministro”. “O governo manifesta sua confiança no ministro Alfredo Nascimento”.O ministro é o responsável pela coordenação do processo de apuração das denúncias feitas contra o Ministério dos Transportes.”

Após reportagem da revista “Veja” sobre o esquema no fim de semana, Nascimento, presidente licenciado do PR, foi obrigado a afastar a cúpula do ministério. Sua permanência não estava assegurada e dependia do encontro com a presidente.

Entre os servidores afastados estão Pagot e o diretor-presidente da Valec (Engenharia, Construções e Ferrovias S.A.), José Francisco das Neves.

Os órgãos são responsáveis por obras vitais para o PAC (Programa de Aceleração do Crescimento).

O Ministério dos Transportes faz parte da cota do PR, partido da base aliada e que faz dobradinha com o PT desde o primeiro governo Lula. O partido tem 40 deputados federais e seis senadores.

(…)
(Grifos nossos)

Leia a íntegra aqui.

Comentário

Como informa a assessoria do Palácio do Planalto: “a presidente já conversou com Nascimento e pediu que ele conduza as investigações do suposto esquema”. Agora leiam o que informa a reportagem de Veja que derrubou parte da cúpula do ministério dos Transportes:

Nas últimas semanas, VEJA conversou com parlamentares, assessores presidenciais, policiais e empresários, consultores e empreiteiros. Ouviu deles a confirmação de que o PR cobra propina de seus fornecedores em troca de sucesso em licitações, dá garantia de superfaturamento de preços e fecha os olhos aos aditivos, alvo da ira da presidente na reunião do dia 24.

O esquema seria encabeçado pelo deputado Valdemar Costa Neto, que em 2005 foi obrigado a renunciar a uma cadeira na Câmara abatido pelo escândalo do mensalão. E também pelo ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, que aliás faltou ao encontro com Dilma alegando “compromissos pessoais”.

Dilma e o suspeito que conduzirá a "investigação"

Ou seja, se a queda da cúpula do ministério ocorreu em decorrência das denúncias apresentadas pela reportagem, como é que Dilma mantém no cargo um dos principais suspeitos de encabeçar o esquema, de acordo com essa mesma reportagem? E o que é pior, não só mantém como permite que o acusado conduza o processo de investigação.

Era para parabenizar a Dilma pelo que mesmo?

Nunca inseriu um código de desconto no Cabify? Experimente usar o código "IMPLICANTE" e ganhe 50% OFF (com desconto máximo de R$ 20) em 3 corridas.

8 Comentários

8 Comments

  1. Ismael Pescarini

    7 de julho de 2011 at 09:59

    Basta afastar? ou é dever do governo também investigar? Parece óbvio, mas a presidente já deu sinais de que irá fazer a já famosa, triste e costumeira operação abafa. O ministério continuará com o PR, como se fosse um feudo de uma sússia e não um órgão da administração federal, propriedade do povo brasileiro, já que é nosso o dinheiro e são nossas as obras.
    A corrupção é uma engrenagem do mecanismo montado para manter o país no atraso e o povo na ignorância, para perpetuar no poder gente como esse Alfredo Nascimento, como o Lula, Sarney, Collor. Ela, a corrupção, é uma das âncoras que nos prendem ao século passado.

  2. alexandre

    6 de julho de 2011 at 22:46

    Se mantém, vcs arrumam um jeito de criticar. Se ela manda embora, vcs também arrumam um jeito de criticar ! Vcs queriam o que ???????????????????????????? Que ela chamasse o Paulo Preto, especialista em transportes e em Rodoanel ?

    • Implicante

      6 de julho de 2011 at 23:07

      Nós queríamos que ela nomeasse gente honesta e competente para todos os ministérios, mas parece que tá difícil arrumar nos quadros do PT e base aliada.

      E esse aí o Lula já chamou, pra fazer o estádio do Corinthians.

  3. alexandre

    6 de julho de 2011 at 19:58

    O “parabéns Dilma” não vai mais esperar ! O ministro caiu ! Parabéns Dilma !

    • Implicante

      6 de julho de 2011 at 21:33

      Alexandre, com o histórico do ex-ministro (por favor, pesquise o currículo dele procure UM antecedente bom, que o credencie ao ministério) e o tempo em que ele ficou no cargo nos governos Lula e Dilma, você tem certeza que é para dar os parabéns para alguém nesse caso?

  4. Thiago

    5 de julho de 2011 at 03:42

    Esse Alexandre é um fanfarão! ¬¬”

    Se votou na Dilma, colaborou para que esta marionete chegasse ao poder. Poderia muito bem ter votado em branco ou nulo e ter se eximido da culpa de jogar esse projeto de presidente na cadeira mais importante do país! Mas o medo do Serra é tão grande que faz os eleitores de Marina Silva trocarem de lado!

    No mínimo deve ter pensado: “Vou votar na Dilma que é menos pior que o Serra!” … É por essas e outras que brasileiro não sabe votar e vai continuar sem saber…

  5. alexandre

    5 de julho de 2011 at 00:06

    A aprovação do governo da Dilma está acima dos 50% pelo datafolha. E a ambição do Serra não tem limites : fingiu que não tinha nada a ver com o FHC em 2002, deu uma rasteira no Alckimin em 2008 ao apoiar o Kassab e vai usar seus conhecidos dentro da imprensa para bombardear o Aécio. Ele não vai conseguir ser candidato a presidente em 2014 mas vai provocar muito estrago no PSDB. Pode apostar nisso !!!

    (Gravz: Os petistas agora usam esse raciocínio. Como falar em ética seria uma anedota sem precedentes, então sempre que alguém se mete em escândalos usam o “argumento da aprovação”. Maluf, para quem não sabe, saiu da Prefeitura de SP com aprovação igual àquela com que Lula deixou a Presidência. E, no primeiro ano, Pitta tinha a aprovação da Dilma – e a mesma experiência. Para Alexandre, porém, a “culpa” é dos tucanos :D)

  6. alexandre

    4 de julho de 2011 at 20:31

    Não sou petista e votei na Marina Silva. Se quem elogia a Dilma é só petista, então mais de 50% da população brasileira é petista. Óbvio que entre Dilma e Serra, votei na Dilma. Nem os próprios tucanos aguentam o Serra com aquele “udenismo” barato ! Tá na cara que quando parabenizei a Dilma, foi uma pequena provocação a vcs, apesar de que pela reportagem, ela deu uma “dura” no ministro. Será que o Roriz dava “duras” em seus secretários por desconfiar de esquemas ? O Arruda ? O Maluf ? Pitta ? Collor ?

    (Exilado: Você não é ‘petista’ mas votou na Marina Silva – que nunca ouviu falar do PT, e na Dilma que é do PT. Pra ser ‘petista’ não precisa ser filiado, basta acreditar na cantilena deles. “50% da população brasileira”! Sabe qual a diferença entre “total de votos” e “voto válidos”? Dilma teve 55.752.483 votos de um universo de 135.804.433 Isso dá 41% (arredondando), e não 50%. Eu posso provar o que vai acima. Já você… ‘Udenismo’?! Você só pode estar de brincadeira.)

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Recentes

To Top