facebook
...
Blog

Orlando Silva pagou R$ 370 mil à vista por terreno em Campinas

Em agosto de 2010, Orlando Silva Júnior comprou, por R$ 370 mil, um terreno no distrito de Sousas, em Campinas (SP). Silva, que é ministro do Esporte desde 2006 e recebia à época da compra R$ 10.748.43 mensais, pagou o terreno à vista usando um cheque administrativo.

A informação abaixo é de Silvio Navarro e está na edição de hoje (19) da Folha de São Paulo. Comentários (e cálculos) após a reportagem:

O ministro do Esporte, Orlando Silva, comprou com um cheque de R$ 370 mil um terreno em um condomínio nobre de Campinas (SP), onde constrói uma casa.
A aquisição ocorreu em 8 de agosto do ano passado. Silva é desde 2006 ministro do Esporte, cujo salário até 2010 era de R$ 10,7 mil.
O condomínio onde é erguida a casa possui um pesqueiro e está ladeado por fazendas. Segundo funcionários, uma engenheira é quem monitora as obras, em fase final de construção.
O ministro nega que seu imóvel faça parte do condomínio, mas os nomes dele e de sua mulher, Ana Petta, constam da lista de proprietários fixada na portaria. Para chegar ao local é preciso registrar-se no condomínio.
A mulher do ministro foi líder estudantil em Campinas e seu irmão, Gustavo Petta, é secretário de Esporte.
Filiado ao PC do B, Silva instalou uma placa com o número do partido, o 65.
Corretores de imóveis afirmaram que uma casa no local custa cerca de R$ 1 milhão, mas que aquele terreno demorou para ser vendido devido à existência de um duto subterrâneo da Petrobras.
Segundo reportagem do portal UOL, técnicos da estatal visitaram os terrenos da região, que poderiam ser desapropriados, gerando possível lucro ao ministro.
A Petrobras afirmou que “não existe previsão de desapropriação de terrenos na área”. Em entrevista, o ministro disse que o imóvel é o único bem que possui.
“Corresponde ao valor das economias ao longo de toda a minha vida”, declarou.

Reportagem aqui.

Comentário:

Não sabemos o que o ministro Orlando Silva faz nas horas vagas. O que conseguimos apurar é que de 95 até 97, o ministro  presidiu a UNE no Estado da Bahia. Após esse período, Silva fez parte da direção do PCdoB e, mais tarde, em 2003, ingressou no governo Lula. Primeiro como Secretário Nacional do Esporte, e depois Secretário-Executivo do Ministério do Esporte. As informações são do próprio ministério e estão disponíveis no portal “Vermelho” (conveniado ao PCdoB).

Se formos avaliar os rendimentos do ministro a partir do período em que esteve à frente do Ministério do Esporte, chegamos ao seguinte cálculo:

Salário mensal (2006 a 2010) = R$ 10.748, 43

4 anos = 48 meses

48 x 10.748,43 = 512.924,64

————————————————————————————-

Total sem impostos* = R$ 512.924,64

 

*Valor sem 13°, previdência social e eventuais benefícios

 

Como dissemos logo no início, não sabemos o que o ministro Orlando Silva faz – ou fazia – nas horas vagas, tampouco qual a sua situação econômica antes de chegar ao governo. O que sabemos é que, se formos avaliar unicamente o seu rendimento como ministro do Esporte, no período anterior à compra do terreno de R$ 370 mil, seus ganhos reais, tirando os impostos (aproximadamente 30% de IR), giravam em torno de R$ 360 mil. A compra foi feita em agosto, portanto, alguns meses antes de completar 4 anos à frente do ministério. Ah, um adendo importante: desses aproximados 360 mil, diminuam aí uns R$ 30 mil que ele devolveu aos cofres por ter confundido os cartões de crédito na hora de efetuar pagamentos pessoais.

É importante salientar que o cálculo foi feito a partir de dados públicos divulgados pela imprensa.

Orlando é advogado e assumiu o ministério com 34 anos. “Um dos ministros mais jovens da história do país”, como costumam sublinhar os camaradas do PCdoB. O que sabemos agora é que, além de ser um “jovem ministro”, é também um homem que sabe economizar.

Nunca inseriu um código de desconto no Cabify? Experimente usar o código "IMPLICANTE" e ganhe 50% OFF (com desconto máximo de R$ 20) em 3 corridas.

5 Comentários

5 Comments

  1. eder alexandre

    26 de outubro de 2011 at 10:28

    enquanto nos acordamos de madrugada para trabalhar,ou melhor sermos escravizados em troca de uma merreca,esses caras estão numa boa,não tem que pegar busão lotado e feorento,nem trem ,nem sobreviver de salario micharia,ai vc se esforça faz faculdade ,vai dormir tarde, pra no fim das contas ganhar seus 3.000 mensais,isso e justo ,não e justo ,não sei se o brasil tem jeito,so tem um jeito destruam brasilia,e todos os politicos,acabem com os empresarios escravizadores e vamos viver como os antigos ,sem grana e so plantação para comer,o mundo fora do capitalismo seria bem melhor e todos seriamos pobres,agora oq acontece ,uma grande maioria dos brasileiros estão fudidos,e esses babacas de gravata mordendo o file minhom por decadas……………..ea gente comendo carne moida………….filhos da puta………..

  2. eder alexandre

    26 de outubro de 2011 at 10:20

    pra mim não passa de mais um ladrão que temos que aguentar calados,pois so fazemos passeatas para fumar maconha e ser gai regularizado,se fizessemos realmente alguma coisa contra esse caras ,o brasil não estaria assim

  3. Hugo Henrique de Lima Borges

    24 de outubro de 2011 at 11:35

    Eu gostaria de ser como o Sr. Ministro, economizar 100% do que ganho todo mês. Só é um pouco complicado, já que tenho contas fixas mensais que necessito pagar, então posso afirmar que é impossível. Bem, isso para mim, mas para o Sr. Ministro talvez seja diferente e ele não tenha contas a pagar todo mês né não!!??

  4. willian

    21 de outubro de 2011 at 21:07

    olha a cara dele .
    nao da pra comprar um carro usado dele.kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  5. Caps

    20 de outubro de 2011 at 11:52

    Santa ingenuidade, Batman! Para que serve a BMF&Bovespa? Para que “sortudos” e “sabidos” ganhem rios de dinheiro no mercado futuro. Basta ter acesso à “bola de cristal” para descobrir de qual “cartola” sairá o maior “coelho”. Para isso, basta pagar o “ingresso”.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top