facebook
...
Blog

Petista em cana: quem viu, viu

Durou pouco o evento raríssimo que registramos aqui na quinta-feira. O vice-prefeito de Campinas (SP), Demétrio Vilagra (PT) teve uma estadia de aproximadamente 24 horas atrás das grades. Ele passou mais tempo com o status de “foragido” enquanto passava férias na Europa do que preso. A notícia é da Folha Online:

A Justiça revogou nesta sexta-feira (27) a prisão temporária do vice-prefeito de Campinas (93 km de São Paulo), Demétrio Vilagra. Ele foi solto à noite.

Vilagra havia sido preso ontem, após chegar de viagem da Europa, onde passava férias.

O vice-prefeito teve a prisão decretada pela Justiça na última sexta-feira (20) por suposta participação em esquema de fraudes em licitações na prefeitura, que envolviam contratos da Sanasa (empresa mista de abastecimento de água e saneamento).

Além dele, outras 11 pessoas foram presas por envolvimento no suposto esquema.

A pedido do Ministério Público Estadual, o ex-diretor comercial da Sanasa, Marcelo de Figueiredo, e o empresário Gabriel Ibrahim Gutierrez também foram soltos nesta sexta.

Eles eram os únicos que ainda permaneciam na cadeia anexa do 2º Distrito Policial.

Segundo a promotoria, a prisão temporária já não era mais necessária, já que todos já haviam prestado depoimentos.

Na tarde de hoje, o vice-prefeito prestou depoimento e negou participação no esquema, que direcionava contratos e arrecadava propinas.

Segundo o advogado Ralph Tórtima Stettinger, Vilagra explicou “em pormenores” a origem de sua renda mensal e justificou os R$ 60 mil encontrados em sua residência pelo Ministério Público.

Por possuir dívidas e multas de campanha, Vilagra é constantemente cobrado e, por isso, mantém dinheiro guardado em casa, segundo o advogado.

Ele confirmou o encontro de Vilagra com os empresários Alfredo e Augusto Antunes, que afirmaram, em depoimento, ter pago propina de R$ 20 mil ao vice-prefeito. No entanto, o advogado nega que seu cliente tenha recebimento dinheiro.

“Que eles queriam vantagens para a empresa, isso é indiscutível, mas não tiveram coisa alguma”, afirmou Tórtima.

A defesa de Gabriel Ibrahim Gutierrez, preso nesta manhã, disse que ele também prestou depoimento à tarde e reafirmou que não existe o esquema apontado pelas investigações.

Nunca inseriu um código de desconto no Cabify? Experimente usar o código "IMPLICANTE" e ganhe 50% OFF (com desconto máximo de R$ 20) em 3 corridas.

1 Comentário

1 Comment

  1. João

    30 de maio de 2011 at 15:09

    Gozado que a Folha omitiu o partido dele (PT). Creio ser uma informação mais importante do que a distância entre São Paulo e Campinas. Essa é a imprensa “golpista” de que o partido tanto reclama.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top