Blog

Porto cubano inaugurado por Dilma vem sendo usado para contrabandear armas para a Coreia do Norte

A revelação veio à tona em relatório de peritos do Conselho de Segurança da ONU publicado em 6 de março desse ano.

dilma-mariel-raul-castro

Desde 2009, após um acordo entre os governos de Brasil e Cuba, o Grupo Odebrecht está construindo na ilha o Porto de Mariel, que já recebeu do nosso país, mediante empréstimo do BNDES, cerca de R$ 2 bilhões. Embora a primeira etapa da obra tenha sido concluída no dia 28 de janeiro de 2014, o local já recebe navios há mais tempo.

De acordo com relatório da ONU, o recém-inaugurado porto foi usado para o contrabando de mais de 200 toneladas de armas para a Coreia do Norte, violando assim sanções internacionais. Segundo o relato, em julho de 2013, o navio norte-coreano Chong Chon Gang foi inspecionado no Panamá, onde, escondidos em sacos de açúcar, foram encontradas armas e itens relacionados, incluindo mísseis e munições, com várias imagens que comprovam a descoberta.

69. Panamanian authorities stopped and inspected the Democratic People’s Republic of Korea-owned and -flagged general cargo vessel Chong Chon Gang (see figure X) on the Atlantic side of the Panama Canal. Concealed under more than 200,000 bags of sugar, they found items believed to be arms and related materiel. (Página 26)

Ainda segundo o relatório, o navio saiu da Coreia do Norte em abril de 2013, foi reabastecido na Rússia e seguiu para Havana pelo canal do Panamá. Não há registros de que ele tenha parado em nenhum outro país além de Cuba entre suas duas passagens pelo canal, na ida e na volta, o que evidencia onde as armas encontradas foram adquiridas.

74. The voyage plan and other ship’s documents show that the vessel departed from the Democratic People’s Republic of Korea on 11 April, refuelled at the Russian port of Vostochny between 11 and 17 April before sailing to Havana via the Panama Canal. No records show the ship stopping at any countries other than Cuba between exiting the Panama Canal on 1 June and its return passage on 11 July. (Página 27)

Essas revelações são preocupantes, sobretudo porque o Brasil tem estreitado cada vez mais sua relação com Cuba, fazendo seguidos empréstimos também para setores agrícola, turístico e de produção de medicamentos. Mas principalmente porque, para driblar Lei da Transparência, o governo brasileiro classificou como “secretos” os detalhes do financiamento do porto de Mariel.

Nunca inseriu um código de desconto no Cabify? Experimente usar o código "IMPLICANTE" e ganhe 50% OFF (com desconto máximo de R$ 20) em 3 corridas.

Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Recentes

To Top