Blog

Prata da casa: depois de Anastasia e Aécio, agora é o prefeito de BH que sai em defesa de Pimentel

Fruto do bizarro casamento entre PSDB e PT, o prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda (PSB), defendeu ontem o ministro do Desenvolvimento (!) Fernando Pimentel. Leiam a nota publicada na edição de hoje (13) da Folha:

DE BELO HORIZONTE – O prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda (PSB), defendeu ontem o ministro Fernando Pimentel (Desenvolvimento Industrial) das suspeitas de tráfico de influência. Ele disse que o ministro já esclareceu o que tinha que explicar.

Um dos sócios de Pimentel na consultoria era assessor de Lacerda e deixou o cargo na prefeitura após as acusações.

Aliado de Pimentel, Lacerda destacou que o petista não exerceu cargo público em 2009 e 2010, ano em que prestou consultoria para empresas e para a Fiemg (Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais), recebendo pelos serviços cerca de R$ 2 milhões.

Convenhamos que a defesa de Márcio Lacerda, mesmo sendo falsa, é menos desavergonhada que a apresentada pelo governador de Minas, Antonio Anastasia, que tascou logo um: “além de mineiro é meu amigo”.

O jornal O Globo de hoje (13) publica uma série de questões que, ao contrário do que afirma o prefeito de BH, NÃO foram respondidas por Pimentel. Reproduzimos algumas delas logo abaixo:

RIO – Embora aliados afirmem que o ministro do Desenvolvimento, Fernando Pimentel, já prestou todos os esclarecimentos a respeito de suas atividades como consultor, desde a última quinta-feira, ainda há pontos que o ministro não explicou:

PROGRAMAS – A Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg) informou que Fernando Pimentel, então ex-prefeito de Belo Horizonte, foi contratado, por meio da P-21 Consultoria e Projetos Ltda., para propor programas de desoneração tributária e desenvolvimento ao governo federal. Quais foram esses programas?

NOMES – A Fiemg informou que Pimentel deu “orientação aos técnicos e colaboradores para elaboração e desenvolvimento de conteúdos”. Quem são os técnicos e colaboradores que trabalharam sob sua orientação?

CONTRATO VERBAL – Por que negócios de R$ 514 mil, R$ 400 mil e R$ 130 mil foram feitos sem contratos formais e apenas verbais?

RESULTADOS – Que garantias de prestação do serviço o então ex-prefeito Fernando Pimentel dava?

SERVIÇO PRESTADO – E por que o ministro não apresenta a comprovação dos serviços prestados, já que confirma ter recebido todos os valores publicados pelo GLOBO?

ETA – Por que o ministro omitiu ao jornal O GLOBO ter prestado serviços à ETA Bebidas Ltda., na hora de somar os valores recebidos com sua atividade de consultoria, quando o caso veio à tona?

DOADOR – O ministro conhece Eduardo Luis Bueno, sócio da ETA Bebidas e acusado por doação ilegal de recursos na campanha eleitoral de 2006? Se sim, desde quando e como se conheceram?

(…)

INDICAÇÃO – Quem é o dirigente da Federação das Indústrias de Pernambuco que o ministro Pimentel afirmou, em entrevista à “Folha de S. Paulo”, ter indicado seu trabalho aos donos da ETA?

QUITAÇÃO – O então ex-prefeito de Belo Horizonte orientou a construtora Convap — para quem afirma ter prestado consultoria tributária – a pagar a dívida de quase meio milhão de reais em taxas e tributos da empresa com a prefeitura de Belo Horizonte?

Íntegra aqui:

Comentário:

Se depender do apoio incondicional prestado pelos políticos mineiros a Pimentel, Dilma pode respirar aliviada. Do prefeito de Belo Horizonte não se esperaria coisa diferente, já que pertence à base aliada. Já dos tucanos…

Nunca inseriu um código de desconto no Cabify? Experimente usar o código "IMPLICANTE" e ganhe 50% OFF (com desconto máximo de R$ 20) em 3 corridas.

2 Comentários

2 Comments

  1. João

    13 de dezembro de 2011 at 22:48

    É falcatrua que não acaba mais

    https://www.youtube.com/watch?v=IQZz9NUIgbk

  2. Thiago

    13 de dezembro de 2011 at 20:10

    Acho que os tucanos de minas gostam mais da situação… Por que não fazem uma revoada hein?

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top