facebook
...
Blog

RJ: pacificação “de mentirinha” leva o caos às outras cidades

SEMPRE falamos aqui que a tal “pacificação” alardeada pelo governo do RJ era uma mentira, uma fraude. Eles avisam antes – bem antes – que “pacificarão” uma comunidade, traficantes e bandidos em geral fogem (levando consigo, obviamente, armas e mercadorias variadas). No máximo, são presos uns 2 ou 3, pegam 3 gramas de maconha e pronto. TÁ PACIFICADO. Não, não está. Porque o bandido não foge para empreender uma carreira profissional dentro da lei, APENAS MUDA SUA PRAÇA DE ATUAÇÃO.

O governador (risos) e uma amiga brincando o carnaval.

Há três reportagens esclarecedoras no jornal O Globo. Vejam aqui, aqui e aqui. A seguir, trecho de uma delas (voltamos em seguida):

Bandidos fugidos do Rio loteiam Niterói para cometer assaltos – Segundo policiais, traficantes da Mangueira tomaram o Morro do Preventório, em Charitas (…) O caso aconteceu em um banco na Rua Gavião Peixoto, em Icaraí, um dos bairros mais nobres da cidade dividida agora por duas quadrilhas de traficantes que fugiram para morros do município, expulsos do Rio pela expansão das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs). Segundo policiais civis e militares de Niterói, traficantes do Morro da Mangueira tomaram a favela do Morro do Preventório, no bairro da Charitas, enquanto criminosos das favelas do complexo da Maré, expulsos pela chegada de policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope), e de Senador Camará, onde a Polícia Militar tem atuado constantemente, ocuparam o Morro do Cavalão, no Centro de Niterói. Pelo menos 30 bandidos já estariam agindo na cidade e seriam os responsáveis pela onda de violência. Assaltos com reféns, arrastão e roubos de veículos se tornaram normais nos últimos três meses em bairros como Icaraí, Ingá e São Francisco. O GLOBO procurou a assessoria do governador Sérgio Cabral e do secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, para que falassem sobre o assunto, mas eles preferiram não comentar o caso…” (grifos nossos)

Comentário
Comprovado, por meio de tristes fatos, algo óbvio que já se diz há tempos: NÃO EXISTE PACIFICAÇÃO SEM PRISÃO. O governo do Rio de Janeiro faz uma maquiagem mequetrefe e irresponsável em alguns morros da capital, sem prender ninguém, e as cidades próximas pagam o pato, sofrendo ondas de violência e criminalidade.

Se alguém duvidava do fracasso dessas UPPs, aí estão os fatos. Perguntem a alguém de Niterói, Caxias ou Cabo Frio o que eles acham disso. A recomendação, na verdade, é nem aparecer lá, porque a coisa tá feia. Esse é Sérgio Cabral, o mesmo que desaparece sempre que acontece catástrofe, explosão, desmoronamento de prédio… Mas curte uma festinha em carnaval e réveillon porque ele não é de ferro.

Nunca inseriu um código de desconto no Cabify? Experimente usar o código "IMPLICANTE" e ganhe 50% OFF (com desconto máximo de R$ 20) em 3 corridas.

15 Comentários

15 Comments

  1. Janja

    13 de março de 2012 at 20:54

    Caro Gravataí,
    Você não acha que chamar UPP de fraude é um pouco demais não!?. É um projeto perfeito? Longe disso. Mas acho que você está totalmente equivocado. Sempre foi colocado que o objetivo é retomar território. Tráfico não é eliminado em nenhum lugar do mundo.
    E mais…assaltante barbarizando e roubando trocado em restaurante? Isso pode ocorrer com ou sem UPP, em qualquer lugar. São ladrôes de galinha, pois a lucratividade não chega nem perto do que é arrecadado com o tráfico de entorpecentes.
    Mas cadê os caras que andavam pra lá e pra cá ostentando armamento pesado e jóias e ditando a lei nas comunidades?
    Fala sério, meu caro?

    (Gravz: Estão em Niterói, Caxias e Cabo Frio, mas é provável que expandam o território. Por isso, claro, mantenho que é fraudulento. Não resolve nada, só muda o crime de endereço)

  2. alexandre

    13 de março de 2012 at 00:49

    Thiago
    Eu defendo a UPP e não o Cabral. E o responsável pela UPP é o Beltrame. Se o chefe do executivo é o responsável por uma política em seu governo, então quem deveria receber os louros pelo Plano Real seria o Itamar Franco e não o FHC. Mas os tucanos quando falam em Plano Real, associam ao FHC. Da mesma maneira que o Gravataí acusa o PT de se apropriar a política econômica dos tucanos, pela lógica, os tucanos se apropriaram da política econômica do Itamar Franco. O FHC participou do Plano Real como “rainha da Inglaterra”. E aí, Gravataí ? Como sair dessa ?

    (Gravz: Dessa o quê? O PLano Real foi ótimo, e é ótimo. O PT que votou contra, foi contra, brigou contra, fez até passeata. AINDA BEM que, no poder, manteve o plano. Mas, sim, foi bom, aplausos para Itamar, FHC e até os técnicos que bolaram tudo – como Persio Arida, Edmar Bacha etc. Já as UPPs, que são uma fraude, é para saber quem é culpado pela maquiagem. Como sair dessa? :D)

  3. Airton

    12 de março de 2012 at 12:19

    Alexandre , onde o FB foi preso ? No Rio de Janeiro , não , em Campos de Jordão , SP .
    O Nem foi preso por acaso , estava dentro de um porta-mala de carro .

  4. Eduardo

    12 de março de 2012 at 10:47

    Quando um ladrão não é ladrão? Resposta (errada): quando deixa de roubar. Claro que está errada: pode estar de férias, pode estar contando dinheiro, pode estar dormindo ou descansando durante uma certa temporada enquanto a grana cobre o ‘tempo perdido’. Resposta certa: quando ele muda de emprego, trabalho, profissão, vocação, etc. e passa a ser outra pessoa com tudo isso. Acontece com uma minoria.

    No caso do Rio, que sempre teve (do ponto de vista da administração pública) aquele arremedo de ética e governança recomendável, eles simplesmente saíram de um lugar (morro) e foram para outro (Niterói). Muitos outros se espalharam pelo Brasil oficiosamente e outros oficialmente (Beira Mar) em Mossoró,RN.

  5. Thiago

    12 de março de 2012 at 01:23

    Grandes traficantes presos… eles foram presos ou se renderam?

    https://www.sidneyrezende.com/noticia/164707

    Afinal, quando presos, alguns podem ter o luxo de ficar com uma segurança super reforçada, eliminando o perigo de ser morto a qualquer momento, e continuar comandando as atividades…

    Não entendo como alguém odeia tanto o Serra e puxa tanto o saco do Cabral… começo a achar que deve ser parente do segundo…

  6. Jota

    11 de março de 2012 at 17:49

    Alexandre, sabe o que é mais hilário? Você cita Curitiba, que é um reduto do PSDB, e o parabeniza por não se deixar levar pela mesquinharia, etc (numa clara tentativa de não ser considerado um puxa-saco de algum outro bloco político). Eu sou Curitibano, e digo que essa “UPP” é uma piada eleitoreira. Mal foi instalada, em um único bairro, e eles têm “previsões” de instalar em vários outros por causa do “grande sucesso” em… transferir a criminalidade para outros bairros ou regiões metropolitanas da cidade. Sinceramente, se não há efetivo nem sequer para as rondas – só um curitibano maluco diria que se sente seguro na cidade, eu já fui assaltado algumas vezes – só mesmo você, que nada sabe sobre Curitiba, para citar a UPP como um caso de sucesso.

  7. alexandre

    11 de março de 2012 at 15:11

    Vc divulga provas contra si. Na reportagem que vc mostra aparece uma QUEDA DE 24% NOS HOMICÍDIOS no RJ em 2012 em relação a 2011. Isso é fracasso ? Seria bem sucedido se houvesse o contrário então, pelo lógica gravatariana ? E sobre a prisão dos chefes do tráfico nas favelas pacificadas ? O PAULISTA SERRISTA se cala ! Como eles foram presos se é tudo maquiagem ? Me explica ! 30 bandidos foram para Niterói ? É só a polícia ir atrás deles !! Ou vc acha que a polícia tinha a pretensão prender TODOS os traficantes de uma vez só ? Se vc acha isso, ou é ingenuidade sua ou má fé. Mas bem sucedida foi a operação da polícia paulista , que invadiu a cracolândia e espalhou os traficantes e viciados em toda cidade né ? Isso sim, é uma sapatada na sua cara : ))

    (Gravz: Como assim “contra mim”? Não sou parte de processo algum. O que mostrei e tá claríssimo é que os bandidos sairam de um lugar e foram para outro. Simples e objetivos. QUanto aos dados, pega PNUD e outros dados sérios, e vai ver que o RJ, infelizmente, está inda lá atrás. Uma pena. Gosto do RJ, não comemoro desgraça alguma, tanto menos de um lugar que gosto. Você, ao contrário, aplaude um Êxito de mentirinha. E daí não sabe o que dizer quando é comprovado que a fraude é fraude)

  8. A Carioca

    11 de março de 2012 at 14:31

  9. Geraldo

    11 de março de 2012 at 11:59

    Isto que dá ter um governador fantoche e um governo que faz de conta que tudo está sobre controle…

  10. alexandre

    11 de março de 2012 at 00:30

    O Rio de Janeiro melhorou muito após a UPP. Isso é público e notório. Apesar que para alguns bandidos, a vida ficou pior : Nem, Coelho, Marquinho Niterói, Mica, FB, Polegar e outros chefes do tráfico que estão atrás das grades (ué, mas a polícia não prendem ninguém, Gravataí ???? )
    Em Niterói, pela mesma reportagem, são 30 bandidos responsáveis pela onda de violência na cidade. Se basear em 30 bandidos soltos para criticar um programa que é elogiado mundialmente ? Não seria um pouco de má fé ?
    O policiamento já foi reforçado naquela cidade e em breve teremos uma UPP lá.
    E o príncipe Harry foi para o Alemão
    Agora veja só que interessante essa reportagem :
    https://oglobo.globo.com/pais/moradores-do-morumbi-em-sp-pedem-unidade-pacificadora-na-favela-de-paraisopolis-2685164
    Até a população paulista quer uma UPP na cidade. Os curitibanos já tem a sua UPP. Niterói e São Gonçalo terão as suas brevemente. Aliás, parabéns ao governador Beto Richa, que não se levou por mesquinhas políticas e adotou uma política pública bem sucedida de um outro partido.
    Essa outra reportagem mostra o aumento do latrocínio em SP (O “analista de segurança pública”, Gravataí Merengue se “esqueceu” desse fato).
    https://www.estadao.com.br/noticias/cidades,latrocinio-avanca-15-em-sp-e-capital-tem-mais-homicidios-pelo-segundo-mes,815541,0.htm
    E para finalizar, um provérbio árabe que diz : “os cãos ladram e a caravana passa”. Ou seja, podem falar o que quiser, mas o Rio de Janeiro está muito melhor com as UPPs. Se o Gravataí não aceita isso, só lamento por ele !!!!!!

    (Gravz: Ora, ora! Se não é nosso QUERIDO Alezinho Torce-Lógica! É PATENTE, FACTUAL E OBJETIVO… Os crimes continuam no RJ, apenas saíram do morro e foram para outras cidades próximas. Os dados são da PM. Sim, quem é do Alemão talvez tenha tido um pequeno alívio, duro é convencer alguém de Caxias ou Niterói sobre isso. Maquiagem pura. Ah, latrocínio… Esse GRANDE AUMENTO, em SP, levou o crime a 7 casos por mês. De fato, inaceitável. Fico imaginando, porém, por que diabos um CARIOCA CABRALISTA se espanta com tal número, já que, no RJ, com bem menos gente, houve DOZE latrocínios somente em janeiro – e um aumento estatisticamente maior. Veja aqui. Caro Alê, estão aí fatos, dados e tudo. Não sou eu que não acredito, porque eu me fio no que de fato acontece; é vocÊ quem ignora a verdade para dar suporte ao blush que Cabral passa nas favelas da capital, que resultam em violência desmedida nas cidades próximas. UPP pode ser algo bom? Sem dúvida. Mas avisando a bandidagem antes e não prendendo ninguém? Ridículo. E isso está provado nos números, fatos etc. UPP de Cabral é fraude. Avisamos isso há tempos, vocÊ negou. Agora os fatos sapateiam em sua cara :))

  11. odnamrataizem

    10 de março de 2012 at 19:23

    Sou carioca (e da gema!), portanto um pouco suspeito pra falar. Mas vamulá.

    Não acho que as UPPs sejam tããão farsa assim. Quero dizer, eu sempre entendi que o objetivo das UPPs era recuperar territórios antes dominados por facções criminosas. Sem se preocupar em “acabar com o tráfico”, que voltaria para o lugar de onde nunca deveria ter saído: a surdina. Os novos traficantes passariam a ser Joães Estrellas deprês ao invés de Nens ostentando armas.

    Só que aí o Exército ocupou o Alemão e percebi o que você falou: NINGUÉM tava sendo preso. Se pá, pouquíssimos bandidos. E aconteceu o óbvio: a bandidagem se espalhou pra onde é mais ~rentável~ ser bandido: o NE e, agora, aqui do lado. Sem falar que não dá pra botar UPP em TODA favela, vai chegar uma hora em que vai haver mais puliça em favela do que no resto da cidade.

    De todo modo, me mantenho: basta ao menos que o tráfico deixe de ser ostensivo pra eu considerar as UPPs bem-sucedidas. Mas sem botar os bandidos em cana (e até o Alemão eu REALMENTE tava achando que tavam sendo presos, pressupus isso meio que automaticamente back then, independente de a imprensa noticiar ou não as prisões – se bem que, idealmente, não deveriam nem mesmo noticiar as UPPs, como você bem disse) fica difícil: mesmo que a violência caia drasticamente onde há pacificação, vai ter sempre um lugar onde vão poder ostentar seu tráfico/armas/domínio/whatever :/

  12. Idevam

    10 de março de 2012 at 19:54

    Sergio Cabral não tam e nem ai pra esses detalhes tipo o povo sendo casado literalmente por bandidos sendo mortos por desabamentos e enchentes por prédios que desabam bueiros bomba bondinhos sem freio manieco que invade e mata crianças inosentes em uma escola a lista de óbitos e muito grande mas não espere vêlo chorar por estas vidas perdidas pela incuria do governo estadual na cabral landia ele e iniputavel e so derama lágrimas pelos roialdis do petróleo imaginem se metade desas coisas estivesse ocorido em SP onde o governador e de oposição ao PT mas este e o Brasil de hoje Cabral e um dos iniputaves da grande midia lingual a dignisima Presidenta

  13. Thiago

    10 de março de 2012 at 19:32

    Acho que os únicos que acreditam nessa pacificação são os esquerdistas, e, em especial, um certo frequentador aqui do Implicante!

    E em algumas comunidades pacificadas, tem moradores que reclamam, pois agora tem que pagar mais caro para ter TV a cabo, antes só pagavam 30 “merreu” no “gatonet”…

  14. Diego

    10 de março de 2012 at 19:03

    alou, gravataí, já podemos superar isso aí de ter sempre que frisar a aparência da dilma. machismo mané, ninguém se importa com a aparência de um presidente homem. era só isso mesmo, beijundas

    (Gravz: Mano, DO QUE DIABOS VC ESTÁ FALANDO?)

  15. A Carioca

    10 de março de 2012 at 19:01

    Estava mais do que na cara que as UPPs fazem parte de uma operação que Reinaldo Azevedo cunhou de “Espanta bandido”.

    Tenho colegas de trabalho moradores de Caxias que dizem que a coisa ficou muito pior por lá…só Alexandres da vida, verdadeiras Pollyannas políticas, que acham que tudo está melhor.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top