facebook
...
Blog

Roberto Jefferson revela que governo ofereceu ajuda da PF para abafar Mensalão

Em entrevista, o delator do Mensalão afirma que petista o procurou oferecendo a chance de manter o mandato em troca de silêncio sobre o esquema de corrupção. Confiram um trecho da entrevista de Jefferson ao Estadão:

(…)

Ao denunciar o mensalão, o sr. queria preservar sua imagem?

Claro. Me foi oferecida a troca: eu sairia da presidência do PTB, a daria ao Walfrido. Seria nomeado um delegado ferrabrás para o processo. E o relatório seria pela minha absolvição, pelo não indiciamento. Quer dizer, eu viveria de joelhos, sairia pela porta dos fundos. Eu falei: “Não vou, não. Entrei pela porta da frente e vou sair pela porta da frente. Ou vocês arrumam isso que vocês montaram ou vou explodir isso”. Não toparam e foi o que eu fiz. Acharam que ia me acovardar, que eu tinha jeito de Valdemar Costa Neto (presidente do extinto PL, hoje PR, e réu do mensalão), que ia renunciar para depois voltar. De joelho eu não vivo, caio de pé. Fiz o que tinha que fazer. Fui julgado errado pela turma do PT.

Quem fez essa proposta?

O líder do governo (Arlindo) Chinaglia foi à minha casa e fez a proposta. Eu disse: “Não tem a menor chance de dar certo. Não vai para frente”.

Arrependeu-se?

Não. Não dá para dar uma de galo mutuca e fugir. Vai olhar o neto no olho como? “Vovô foi acusado, renunciou para não ser cassado…” Isso é conversa de vagabundo, tô fora.

(…)

(grifos nossos)

 

Nunca inseriu um código de desconto no Cabify? Experimente usar o código "IMPLICANTE" e ganhe 50% OFF (com desconto máximo de R$ 20) em 3 corridas.

2 Comentários

2 Comments

  1. Arthurius Maximus

    23 de julho de 2012 at 14:40

    Roberto Jefferson se faz de vítima, mas é ativo integrante da quadrilha. Só espero que esta continue sendo sua tática de defesa e que, durante o julgamento, ele continue abrindo a boca e revelando todos esses “segredinhos” como fez até agora.

  2. edmar

    20 de julho de 2012 at 13:34

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top