facebook
...
Blog

Senador petista ex-“cara-pintada” é acusado de montar esquema de propina em prefeitura

Revista divulga documentos do período em que Lindbergh Farias foi prefeito de Nova Iguaçu (RJ); Campeão em processos no STF, senador era presidente da UNE quando o agora colega Fernando Collor sofreu o impeachment

Lindbergh-Farias-quer-concorrer-ao-governo-do-Rio-em-2014-size-598

Matéria do portal Terra resume e explica a origem da denúncia contra o senador Lindberg Farias (PT-RJ), publicada neste fim de semana pela revista Época:

O senador Lingbergh Farias (PT-RJ) está revoltado contra o PMDB, principal aliado do governo Dilma Rousseff e sigla que comanda a prefeitura do Rio de Janeiro. Desde que se lançou pré-candidato a governador do Estado, o petista vinha sendo alvo do “fogo amigo” do PMDB, que pretende tornar o vice-governador, Luiz Fernando Pezão (PMDB), o sucessor de Sérgio Cabral (PMDB). A briga tomou corpo e os golpes verbais deram lugar aos dossiês. A revista Época, a partir de documento obtido com o PMDB, fez um levantamento e obteve uma série de documentos com denúncias contra Lindbergh. Os papéis são de um inquérito que Lindbergh responde no Supremo Tribunal Federal (STF), com acusações de corrupção, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro – relativas ao período em que foi prefeito de Nova Iguaçu, entre 2005 e 2010.

A investigação teve com obase depoimentos da ex-chefe de gabinete da Secretaria de Finanças de Nova Iguaçu Elza Elena Barbosa Araújo. Ela disse que o senador montou um esquema de captação de propina entre empresas contratadas pelo município, cujo valor podia chegar a R$ 500 mil por contrato. O esquema ainda bancava as prestações de um apartamento da mãe de Lindbergh, num edifício em Brasília. O Ministério Público Eleitoral (MPE) considerou os depoimentos “homogêneos e ricos em detalhes”. Os peemedebistas reuniram outras acusações contra Lindbergh e o presidente do partido no Rio, Jorge Picciani, chamou Lindbergh de “covarde, moleque e carreirista”. O senador decidiu que partirá para o contra-ataque, antecipando uma guerra eleitoral que deve ser intensa em 2014.

Leiam aqui a reportagem completa da revista.

Campeão de inquéritos

Ontem, o site Congresso em Foco informou que Lindbergh é o senador com maior número de processos contra si no STF.

Em 1992, Lindbergh Farias era presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE) e foi uma das vozes mais ativas nos protestos que culminaram no impeachment de Fernando Collor de Mello.

Nunca inseriu um código de desconto no Cabify? Experimente usar o código "IMPLICANTE" e ganhe 50% OFF (com desconto máximo de R$ 20) em 3 corridas.

Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top