facebook
...
Blog

Suplicy quer incluir a palavra “amor” na bandeira nacional

Senador Eduardo Suplicy (PT-SP) defende inclusão da palavra "amor" na frase inscrita na bandeira nacional

A sessão no Congresso da última quarta-feira (19) foi tensa, com senadores se mobilizando para tentar votar o veto à lei dos royalties do petróleo. Foi no meio desse clima que Eduardo Suplicy (PT-SP) subiu à tribuna para um tema de suma urgência: pedir a inclusão da palavra “amor” na bandeira nacional.

Recitando Noel Rosa (não foi encontrado vídeo como daquela famosa recitação de Racionais MC’s pelo senador), Suplicy defendeu o projeto que veio de deputado Chico Alencar (do PSOL, óbvio).

A idéia dos congressistas preocupadíssimos com o futuro do Brasil é substituir a expressão “Ordem e Progresso” por “Amor, Ordem e Progresso”.

O lema positivista, adorado pelo Exército, ganharia mais uma palavra que, assim, garantiria que amássemos uns aos outros e também certamente trará paz na Terra aos homens de boa vontade.

Porém, a despeito das intenções claramente humanitárias, filantrópicas e de aprimoramento da vida dura da população brasileira pelos nobres congressistas, a proposta sofreu sérias restrições.

O senador Cristovam Buarque (PDT-DF) disse que se fosse para mudar os dizeres da bandeira, era melhor adicionar a palavra “educação”, por ser mais includente. “Teríamos ainda um problema geométrico, porque não cabe mais uma palavra na bandeira”, disse Buarque, preferindo o lema “”Educação é Progresso”. Suplicy saiu decepcionado com a pouca receptividade à proposta. “Quando houver mais amor de todos nós ao povo, senador Cristovam, talvez não falte mais atenção à Educação!” (não é piada, saiu na Época, é sério)

O lema “Ordem e Progresso” é um dos mantras positivistas que conquistaram o Brasil no séc. XIX, tornando-o talvez o país mais positivista do mundo (do Direito ao Exército, inclusive tendo Miguel Lemos, o maior estudioso das obras de Auguste Comte do mundo, e talvez o único ser humano vivo a ainda levar a sério a futura “religião positivista” do mestre).

Foi o próprio Suplicy quem lembrou disso. Segundo o UOL,

Suplicy explicou que a expressão “Ordem e Progresso” foi retirada de lema positivista que defende “o amor por princípio, a ordem por base e o progresso por fim”. O senador informou que a mudança espera mais apoio popular por meio do site incluaamornabandeira.org.

E ainda a Época:

O senador chegou a lembrar que o cantor e compositor Jards Macalé, em seu nono disco, “Amor, Ordem e Progresso”, também abraçou a discussão sobre a falta da palavra “amor” no lema da bandeira brasileira. Também recitou letra de música de Noel Rosa sobre o assunto.

Em “Positivismo”, de Noel Rosa e Orestes Barbosa, que versa sobre uma mulher que desprezou a tal lei, dizem os versos: “O amor vem por princípio, a ordem por base e o progresso deve vir por fim. Desprezastes essa lei de Auguste Comte e fostes viver longe de mim – recitou Suplicy, da tribuna do Senado.

Certamente, com a palavra “Educação” na bandeira, nossos universitários passarão a saber disso.

Outro pedetista, o senador Pedro Taques do MT, afirmou que seria melhor colocar na bandeira palavras como “honestidade, decência, trabalho ou organização”. O congressista, lutando dia e noite para melhorar a vida do povo que o elegeu, certamente sabe que palavras numa bandeira garantirão os fins almejados. Além do fator estético: quem não iria preferir um “Decência, Ordem e Progresso” ou “Ordem, Progresso e Organização”?!

amor-ordem-progressoMas já que os nobres congressistas ainda estão em disputa sobre o melhor a fazer com nossa bandeira, também devemos deixar sugestões. Por exemplo, uma bandeira não precisa ser tão autoritária, ter um lema de comportamento: pode ser apenas descritiva. Que tal declarações como “O Senado e o Povo Brasileiro” ou “Câmara dos Deputados x Mídia Golpista”? O único lado ruim seria tatuar na testa dos deputados e senadores o motivo pelo qual cada um é famoso. Ou poderia ser também o lema dos próprios congressistas – algo como “servimos bem para servir sempre” ou “O mensalão é uma farsa das elites conservadoras!”.

Talvez pudesse ser só um desejo. Alguma coisa na linha “Slaves shall serve”, “10% do PIB para Educação!” ou “Vai, Curíntia!!”

Temos de ajudar nossos representantes com o fainoso trabalho de nos proteger e nos garantir um futuro brilhante que não teríamos sem eles.

Nunca inseriu um código de desconto no Cabify? Experimente usar o código "IMPLICANTE" e ganhe 50% OFF (com desconto máximo de R$ 20) em 3 corridas.

30 Comentários

30 Comments

  1. Cassius Miranda

    8 de janeiro de 2013 at 13:41

    Boiolice num símbolo nacional…
    Seria mais ou menos assim, segundo a turma do “solzinho”:

    Quando nossos militares desfraldassem a adorada bandeira diante das milícias inimigas, diriam: “Ui, poderosa!”

  2. Rafael Ross

    8 de janeiro de 2013 at 12:29

    SUPLICY CAGA PELA BOCA, MEU DEUS DO CEU.

  3. EduardoSA

    6 de janeiro de 2013 at 13:49

    Amor, Ordem e Progresso.
    Sexo, Relativismo e Progressismo.
    Vulgaridade, Imoralidade e Comunismo.
    Androginia, Amoralidade e Barbárie.

  4. Arthur Golgo Lucas

    6 de janeiro de 2013 at 03:41

    Eu gosto da idéia. O lema completo é um símbolo melhor do que o lema mutilado. E a ausência da parte que falta é um símbolo horrível.

  5. Amilton

    5 de janeiro de 2013 at 12:36

    Sugiro darem uma folga à bandeira nacional passando a utilizar uma com estrelinhas vermelhas ( 1bem grande (rep. Ali Babá) e outras 40, pequenas) e a frase: ” Petralhas no poder, aceite ou vá se f….”

  6. valdir borba

    5 de janeiro de 2013 at 09:50

    O lema poderia ser : … aí, aí, assim voce me mata . . . É a eterna discrepancia entre o discursso e a pratica.

  7. vinicius dalla lana

    4 de janeiro de 2013 at 09:05

    Vai trabalhar seu vadio! Aqui no Brasil tem sempre um oba oba para tirar o foco da nossa miséria. País com esse tipo de legislador tem mesmo é que declarar amor, porque o resto tá brabo!

  8. Andrei

    4 de janeiro de 2013 at 00:58

    Eu voto por “#vaiCorinthians”

  9. Vinicius A Santos

    3 de janeiro de 2013 at 16:55

    isso é falta do que fazer, e o Suplicy só quer se aparecer, porque não coloca amor na educação, tecnologia, saúde. Vai colocar justo aonde não precisa…!!? vai se fu*&$

  10. Paulo

    3 de janeiro de 2013 at 15:45

    Ódio ,desordem e retrogresso seria o mais certo!

  11. alexandre

    31 de dezembro de 2012 at 09:56

    Minha sugestão para a bandeira : “Flávio deixe de ser estudante profissional e vá trabalhar para ajudar esse país ” . Aliás, falam que o Brasil está sofrendo de escassez de mão-de-obra. Que tal se candidatar ?

    • Flávio Morgenstern

      2 de janeiro de 2013 at 21:53

      Sua sugestão pra bandeira me envolve. Sério, você que anda revirando meu lixo, não é o gato da vizinha, admita.

  12. Gil

    29 de dezembro de 2012 at 15:50

    Que tal homenagear nossa cultura e nossos índios de uma só tacada com um refrão clássico? “Pelado, pelado, nu com a mão no bolso!” ;-)

  13. Carlos

    28 de dezembro de 2012 at 17:12

    Já que é para mudar, vamos mencionar o nosso Deus brasilieiro, então ficaria:

    LULLA É MEU AMIGÃO, MEXEU COM ELE, VIRA LADRÃO!
    Falando em Lulla, ele já disse que em 2013 ele vai voltar a fazer a caravana da cidadania pelo Brasil.
    Vamos fazer uma campanha e sugerir que ele comece pelo MARACANÃ lotado

  14. Claudia

    28 de dezembro de 2012 at 13:41

    Enquete do Implicante para o novo lema da bandeira nacional já!

  15. Renato Lellis

    28 de dezembro de 2012 at 11:59

    Quando você acha que o Sen. Suplicy chegou ao fundo do poço da irrelevância, ele nos surpreende com uma coisa dessas…

    Concordo, no entanto que nem Ordem nem Progresso fazer parte do mindset nacional e que poderíamos expressar ideais genuinamente nacionais na bandeira, ao invés da expressão que não fala ao coração de nosso povo.

    Seguem minhas sugestões:

    – Na hora a gente vê
    – Ninguém é melhor que ninguém
    – Só para Constar
    – Cada um por si
    – O negócio é levar vantagem em tudo

    Abraços

    Renato Lellis

  16. Wagner Malheiros

    28 de dezembro de 2012 at 10:01

    Eu sou favorável que o nome Suplicy se torne sinônimo de imbecil. Dá para fazer isso por um projeto de lei?

  17. rogério gonçalves * fortaleza

    28 de dezembro de 2012 at 10:31

    É um gênio descompensado! Dá pena! Uma ideia pífia sem lógica! Depois, haverá, a inserção da “estrela” encarnada no lugar das vinte sete que representam os estados. Mais uma tentativa tresloucada que irá para a lata do lixo!! Outra Diarréia mental. Palhaçada e humor negro!

  18. pedro amarildo vieira

    28 de dezembro de 2012 at 05:09

    Eu escreveria se pudesse…
    Socorro,voltem militares.

    • Flávio Morgenstern

      28 de dezembro de 2012 at 12:53

      Não precisa pedir pra voltarem, não: o ministro da Economia dos militares tá firme e forte rasgando seda do PT na Carta Capital.

      • Che Guevara da Silva

        1 de janeiro de 2013 at 08:41

        O grande ministro foi o Bob. O gordo entrou junto com os coisa-ruins e pegou a maré que o Bob preparou. O gordo é danado, e os danados se unem no PT. O sonho da Dilma é acordar olhar no espelho e enxergar o Alemão.

      • Conservatore

        2 de janeiro de 2013 at 15:07

        Ele( o ministro da Economia dos militares) foi um carreirista, é hoje um oportunista, ou na linguajem popular, uma “prostituta”(sem ofensas): dorme com quem paga mais. Além do mais, como todo intelectual engajado, paga pedágio para a esquerda(ou para quem estiver no poder), afinal de contas, precisa garantir o leitinho das crianças, pois, esta coisa de praticar ética(ou moral) é coisa de burguês-conservador-religioso-reacionário. Os progressistas só teorizam sobre.

  19. Luis Felipe

    28 de dezembro de 2012 at 01:05

    Depois quem nao tem o que fazer é o MPF ao mandar tirar a frase cristã de uma moeda de um estado laico…

    Isso que essa farra foi na casa do sarney hein..

    pois é..

  20. alvaro

    27 de dezembro de 2012 at 21:00

    O trágico é que um imbecíl desse coturno tem votos.

    • Alfeo Clementi Jr.

      29 de dezembro de 2012 at 08:43

      É que ele tem o apoio do VAI CURÍNTIA!

  21. Fernando

    27 de dezembro de 2012 at 20:05

    Isso sim vai mudar a minha vida.Agora só falta tirar a frase “Deus seja louvado”, como querem os nossos humanistas, para o país virar uma superpotência econômica e tecnológica.

  22. Alberto Lang

    27 de dezembro de 2012 at 19:59

    Que Tal “Relaxa e Goza”?

  23. Alberto Lang

    27 de dezembro de 2012 at 19:59

    Porque não a frase célebre: “Relaxa e Goza”?

    • Amilton

      5 de janeiro de 2013 at 12:24

      Sugiro aquela outra. “Já que tá dentro deixa!”

  24. Airton

    27 de dezembro de 2012 at 19:36

    No embalo , por que não trocar por AMIGA INTIMA SÓ O LULA TEM .

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top