Blog

Surgem provas de que Tuma Jr. escoltou Lula quando da prisão do petista

Tuma Jr. teria 20 anos em 1980, ao menos 2 de trabalhos junto à polícia e surge em foto escoltando Lula na porta do Dops.

Uma matéria bombástica foi publicada na versão impressa da Veja no último fim de semana. Centrada no lançamento futuro do livro Assassinato de Reputações do ex-secretário nacional de Justiça, Romeu Tuma Jr, trazia a denúncia de que o PT vem se valendo da máquina pública para atacar adversários políticos. De quebra, traz uma importante fala de Gilberto Carvalho. Nela, segundo “Tuminha”, teria o ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência lhe confessado que, juntamente com Celso Daniel, desviava recursos públicos e os entregava para José Dirceu abastecer o caixa do partido. O tal livro também provaria, ou tentará provar, que este mesmo Dirceu possuía uma conta nas Ilhas Cayman para lavar o dinheiro do Mensalão.

Talvez a denúncia menos relevante seja a de que Lula teria sido informante do Dops nos anos 70. Até porque foi apresentada de forma elogiosa ao ex-presidente, destacando que sua boa relação com os ditadores o permitiu militar de forma mais segura, evitando excessos e caminhando politicamente como de fato caminhou. Tuminha disse inclusive ter escoltado o petista quando de sua prisão em 1980. Mas a devoção ao ex-torneiro mecânico é tanta que parece ter sido esta a informação que mais incomodou os governistas, fazendo o Brasil 247, talvez o site mais pró-governo em atividade, denunciar que o filho de Romeu Tuma teria menos de 17 anos quando do encarceramento.

A denúncia governista não se sustentou 24 horas e, para tanto, foi preciso apenas uma apuração um pouco mais profunda que uma visita ao verbete da Wikipedia que confundia a data de nascimento de Tuma Jr. com a de seu pai, Romeu Tuma. Quem trouxe os dados corretos foi Reinaldo Azevedo:

  1. Tuma Junior não nasceu no dia 4 de outubro de 1963, como informa a Wikipedia, mas no dia 13 de agosto de 1960. Assim, em 1980, quando Lula foi preso, ele tinha 20 anos. Quem nasceu em 4 de outubro foi seu pai, Romeu Tuma;
  2. Assim, em 1980, quando Lula foi preso, Tuma Junior tinha 20 anos e estava na Polícia havia dois. Ele prestou o concurso para investigador IP1/78 (o “78” é o ano);
  3. Acalmem-se os mais ansiosos: quando o livro chegar às mãos dos leitores, há lá uma foto de Tuma Junior escoltando Lula no Dops.
  4. Tuma Junior se aposentou na Polícia neste ano, com 35 anos de serviço: 2013 – 35 = 1978.

Chega a ser irônico o fato de Tuma Jr assinar um livro acusando o governo de destruir reputações dos que ousam criticá-lo e a primeira iniciativa da mídia chapa-branca ser justamente a tentativa de desqualificar o autor do trabalho. Augusto Nunes se adiantou e publicou em sua coluna a foto que prova ser verdade a escolta:

lula-tuma-jr

Tuma Júnior, no canto superior direito da foto, na porta do Dops, escoltando o casal Lula da Silva, a pedido de Romeu Tuma, em maio de 1980.

Que Tuma Jr seja uma figura polêmica, poucos discordam. Mas Reinaldo Azevedo fez questão de enumerar 5 fatos que vão de encontro à campanha de desqualificação do polemista e que vêm sendo ignorados pela imprensa:

FATO UM – A Comissão de Ética Pública da Presidência da República concluiu que nada havia contra ele;

FATO DOIS – A sindicância feita pelo Ministério da Justiça concluiu que nada havia contra ele;

FATO TRÊS – Inquéritos da PF — houve mais de um pelo mesmo fato — foram arquivados sem resultar em indiciamento. E olhem que ele já era um maldito;

FATO QUATRO – O Ministério Público nunca ofereceu denúncia sobre nada;

FATO CINCO – Uma acusação de improbidade administrativa por conta de uma apreensão de dólares no aeroporto de Cumbica foi arquivada pelo Ministério Público por falta de evidência de que se tivesse cometido algum crime.

As denúncias trazidas pelo ex-secretário nacional de Justiça são graves e qualquer pessoa de bom senso espera que sejam, no mínimo, investigadas. Tuma Jr. diz possui provas e as publicará em seu livro a ser lançado em breve. Tentar desqualificá-las antes mesmo de ter acesso a elas é no mínimo uma atitude questionável das publicações governistas.

Nunca inseriu um código de desconto no Cabify? Experimente usar o código "IMPLICANTE" e ganhe 50% OFF (com desconto máximo de R$ 20) em 3 corridas.

Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Recentes

To Top