facebook
...
Blog

Tarso Genro defende censura e diz que 80% do conteúdo de rádio e TV deveria sair do ar

Governador petista do RS também defendeu mensaleiros em evento com sindicalistas

Tarso-Genro

Matéria da Folha de S. Paulo:

DE SÃO PAULO – O governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro (PT), defendeu a regulação da mídia e disse que “mais de 80%” da programação de rádio e TV teria que sair do ar se a Constituição fosse respeitada.

“Se esses artigos fossem aplicados de maneira séria, provavelmente mais de 80% dos programas que estão nas rádios e principalmente nas televisões teriam de sair do ar”, disse anteontem o governador, em referência a itens do artigo 221 da Constituição Federal, que trata da programação das emissoras de rádio e televisão.

“São programas que ou transformam a mercadoria em notícia ideologizada ou promovem a violência, o sexismo e a discriminação”, disse durante evento organizado por sindicatos e movimentos sociais em Porto Alegre.

O governador defendeu uma reforma constitucional para regular os meios de comunicação e impedir que “meia dúzia de famílias” tenha o controle do setor.

Em meio a articulações internas no PT para disputar a presidência da sigla, Genro defendeu o governo na cobertura de casos de corrupção.

“A culpa é sempre do Estado. É um processo que não tem sujeito. Quem leva para dentro do Estado o vírus da corrupção é a iniciativa privada.”

Presidente petista durante o auge da crise do mensalão, em 2005, Genro também disse que o STF (Supremo Tribunal Federal) foi influenciado pela imprensa ao julgar o caso.

“Eles [os réus] já foram condenados por antecipação. Foram condenados pela mídia e o Supremo adotou a posição.”

(grifos nossos)

Nunca inseriu um código de desconto no Cabify? Experimente usar o código "IMPLICANTE" e ganhe 50% OFF (com desconto máximo de R$ 20) em 3 corridas.

13 Comentários

13 Comments

  1. Pedro Costa

    16 de abril de 2013 at 09:30

    E o povo gaúcho elege um cara desse!

  2. Bruno

    14 de abril de 2013 at 01:57

    Tem jornalista do PIG (do Governista) ainda defende esse governador, tanto que já pagou muitos deles desde época eleitoral de 2010 e continua desde 2011. Maior exemplo é Paulo Henrique Amorim, a defesa é tanta, que resolveu insultar com ofensas pessoais ao âncora e jornalista gaúcho, Lasier Martins, da RBS TV em 2010 (https://www.implicante.org/pig/paulo-henrique-amorim-e-condenado-a-indenizar-mais-um-jornalista/).

  3. Marcos Jr.

    11 de abril de 2013 at 11:52

    Antes seis grupos dominando a mídia do que um (no caso, o governo), né?

  4. Soninha Francine

    10 de abril de 2013 at 21:59

    “Quem leva para dentro do Estado o vírus da corrupção é a iniciativa privada”. 1) E o coitado do estado é um ser vulnerável, que se deixa contaminar pelo vírus porque ainda não inventaram vacina? 2) Em todos esses anos de vida pública, o governador não conheceu um, unzinho caso só de pedido de propina ou extorsão por parte de um agente público, nem mesmo no Fantástico?

    • cesar

      16 de abril de 2013 at 00:58

      Cartilha da esquerda comunista é isso ai, é só tu criar uma frase de efeito e assim transformar corrupto em vitima do corruptor. Você é é malandra. Tarso Genrro é um bandido que da guarita pra terrorista e ao mesmo tempo frita um inocente “preso” na “ilha” da alegria do fazenderão de Cuba. Parabens por estar defendendo o indefensavel quem sabe o dia que alguem enfiar a mão na sua cara a gente não vem aqui defender seu agressor disendo ser ele “vitima” dos acontecimentos, ok.

  5. Bruno

    10 de abril de 2013 at 21:41

    Quem votou nele são vagabundos que querem serem roubados durante 4 anos! Típico de criminoso desesperado pra censurar imprensa, que em 2014 vai perder nas urnas… Só voltou ter insana “regulação da mídia” por que esse bigodón que tem mania de ser machão, por que seis taxistas foram mortos e que Francisco Narbal Alves Rodrigues foi preso há dois anos (https://www.implicante.org/noticias/homem-de-confianca-de-tarso-genro-e-preso-pela-policia-federal/). Foi pior ministro da Justiça! O RS tem tradição de não reeleger nenhum governador corruPTo e tolerante à violência.

  6. Agapito Costa

    10 de abril de 2013 at 20:57

    “A verdade é filha do tempo, não da autoridade”.
    Galileu Galilei.

  7. henrique

    10 de abril de 2013 at 15:24

    O que tem de errado com a fala do Tarso? Onde ele defende censura?

    • Diogo R Santos

      10 de abril de 2013 at 19:59

      Onde está a censura???? Qualquer regulação pode ser descrita como censura e a reclamação dele da atuação da imprensa no caso do Mensalão é outro indicativo…

    • Soninha Francine

      10 de abril de 2013 at 22:01

      “Se esses artigos fossem aplicados de maneira séria, provavelmente mais de 80% dos programas que estão nas rádios e principalmente nas televisões teriam de sair do ar”, porque “são programas que ou transformam a mercadoria em notícia ideologizada ou promovem a violência, o sexismo e a discriminação”. Segundo critérios de quem? Nos anos 70/80, eram dos censores da Polícia Federal. E hoje?

    • Airton

      10 de abril de 2013 at 22:22

      Onde ?
      ” “São programas que ou transformam a mercadoria em notícia ideologizada ou promovem a violência, o sexismo e a discriminação ”
      ” O governador defendeu uma reforma constitucional para regular os meios de comunicação e impedir que “meia dúzia de famílias” tenha o controle do setor. ”
      E pelo ” livro ” que escreveu censurar matérias sexista não seria o seu forte . O negócio dele é censurar a noticia e a meia dúzia que não se enquadrar nos preceitos petistas.

  8. Ben

    10 de abril de 2013 at 15:22

    Tolerância zero para quem deseja ditar a sua vida. Para quem acha que sabe o que é melhor para você. É a antítese da democracia.

  9. Maj Winters

    10 de abril de 2013 at 13:32

    No final só vai sobrar o Der Angriff

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas

To Top